Também conhecido como o Dia Nacional do Fisioterapeuta e do Terapeuta Ocupacional, esta data celebra o trabalho do profissional ligado à área da saúde que auxilia na recuperação física do corpo humano. Além disso, os fisioterapeutas ainda ajudam a prevenir doenças musculares e ósseas, com massagens e exercícios localizados, por exemplo.

A fisioterapia é a ciência que estuda o movimento humano e tem como objetivo a reabilitação ou reeducação funcional dos indivíduos no que se refere à sua atividade funcional, visando o equilíbrio da saúde e a qualidade de vida.  Seus princípios são baseados na prevenção, reintegração, reabilitação, orientação, fisiologia, biomecânica, tratamento, pesquisa, recursos terapêuticos e ética.

Seus princípios são baseados na prevenção, reintegração, reabilitação, orientação, fisiologia, biomecânica, tratamento, pesquisa, recursos terapêuticos e ética. Princípio é o que serve de base para alguma coisa. O fisioterapeuta é um orientador nato e oferece qualidade de vida à população, desenvolvendo pesquisas para proporcionar um tratamento adequado. A ética profissional tem de ser levada a sério, pois promove um melhor resultado no final do atendimento, seja com relação aos profissionais, seja com os pacientes. Confira abaixo cada um desses princípios:

1) Prevenção : Significa preparar, antecipar-se. Deve-se sempre pensar que prevenção é o melhor caminho, pois antecipar-se às lesões ajuda a promover qualidade de vida.

2) Reintegração: É devolver àquele indivíduo junto à sociedade a sua jornada de vida diária de forma que ele tenha um compromisso com a boa qualidade de vida e boas condições de intervir em relação às suas funções anteriormente exercidas; uma vez que tenha ocorrido algum fator que o retirou do seu habitat natural.

3) Reabilitação: É capacitar e habilitar novamente a pessoa ao seu ambiente natural prévio. Reabilitar é recuperar a capacidade física ou psicológica, restituir ao indivíduo seus direitos, capacidade, situação perdida; recobrar a autoestima.

4) Orientação: Orientar é aconselhar um indivíduo em relação à sua saúde, aptidões e predileções.

5) Fisiologia: Significa estudar o físico. É a ciência que trata das funções orgânicas pelas quais a vida se manifesta. Está presente na vida do fisioterapeuta, pois tratar um ser humano implica em estudar aquele organismo e como o mesmo deve ser tratado.

6) Biomecânica: É a aplicação das leis da mecânica aos problemas biológicos, fisiológicos e médicos como traumas e sequelas. Uma análise correta da biomecânica significa promover uma correta relação entre o são e o doente, fundamental na hora de escolher qual o melhor tratamento a ser executado.

7) Tratamento: Significa acolher, modificar através de um agente ou recurso um conjunto de medidas terapêuticas.

8) Pesquisa: A pesquisa é a investigação, recolhimento de dados, busca de uma melhor intervenção. A pesquisa não está presa apenas no anseio de solucionar o problema instalado, mas também ajudar na descoberta de novos recursos para tratamentos.

9) Recursos terapêuticos: Os recursos terapêuticos são a chave de todo tratamento fisioterapêutico. O fisioterapeuta dispõe de recursos elétricos (eletroterapia), recursos manuais (terapia manual e manipulações), recursos físicos (termoterapia e hidroterapia) e recursos naturais (equoterapia). Cada indivíduo e patologias devem receber o recurso correto como eleição na hora de requerer o tratamento correto.

10) Ética: Ética é a parte da filosofia que aborda os princípios da moral. Ser ético é ser correto e idôneo perante a sociedade como um todo, ser correto perante o paciente e as situações.

Áreas de Atuação

Cardiologia e pneumologia: Cuidar de pacientes nas fases pré e pós-operatória. Prevenir e tratar doenças respiratórias e cardíacas, além de reabilitar doentes, prescrevendo e aplicando exercícios ligados aos aparelhos respiratório e circulatório.

Dermatofuncional: Aplicar técnicas como massagens em pacientes pós-cirurgia plástica e pós-cirurgia geral para amenizar desconfortos. Aplicar aparelhos de raios infravermelhos, ultravioleta e laser para reduzir lesões e acelerar a cicatrização de queimaduras e cortes cirúrgicos e, ainda, realizar tratamentos estéticos.

Fisioterapia do trabalho: Prevenir e tratar doenças relacionadas com o trabalho, como as lesões causadas por esforço repetitivo (LER).

Fisioterapia esportiva: Prevenir e reabilitar lesões em atletas e em praticantes de atividades esportivas.

Grupos especiais: Estimular os músculos de quem sofre limitações de movimento, como idosos e portadores de deficiência física.

Indústria de equipamentos: Pesquisar, desenvolver e testar equipamentos para uso em terapia.

Neurologia adulta: Auxiliar na reabilitação dos pacientes que tiveram derrame cerebral, paralisia e traumatismo de coluna e crânio.

Neurologia pediátrica: Auxiliar na reabilitação dos portadores de patologias e síndromes típicas de criança, como paralisia cerebral e síndrome de Down.

Ortopedia e traumatologia: Acelerar a recuperação de movimentos e reduzir dores de pacientes com fraturas, traumas ou luxações. Prevenir e reabilitar lesões da coluna vertebral e das articulações causadas por postura incorreta ou esforço repetitivo.

Terapia intensiva: Tratar pacientes críticos internados em UTIs, aplicando técnicas para reabilitação respiratória, neurológica e do aparelho musculoesquelético.

Fonte: blog.opovo.com.br e guiadoestudante.abril.com.br

Esse artigo pertence à categoria Geral.

Deixe uma resposta

Notice!

Favor ativar os widgets na barra inferior!