A Síndrome de Tourette é uma doença neurológica que provoca a realização de atos impulsivos, frequentes e repetidos, também conhecidos como tiques, que podem dificultar a vida da pessoa e de sua família, devido a situações embaraçosas.

Os tiques da Síndrome de Tourette, normalmente, surgem dos 7 aos 11 anos de idade com tiques motores simples, como piscar os olhos ou movimentos de mãos ou braços, que depois se agravam, surgindo palavras repetidas, movimentos bruscos e sons como latir, grunhir, gritar ou falar palavrões, por exemplo.

Como identificar a Síndrome de Tourette

  • Presença de múltiplos tiques motores e um ou mais tiques vocais em algum momento durante a doença, embora não necessariamente ao mesmo tempo (um tique é um movimento ou vocalização súbita, rápida, recorrente, não rítmica evestereotipada).
  • Ocorrência de tiques muitas vezes ao dia (geralmente em ataques), quase todos os dias ou intermitentemente durante um período de mais de um ano, sendo que durante este período jamais houve uma fase livre de tiques superior a três meses consecutivos.
  • Acentuado sofrimento ou prejuízo significativo no funcionamento social, ocupacional ou em outras áreas importantes da vida do indivíduo, ocasionados pelo transtorno.
  • O início dá-se antes dos 18 anos de idade.
  • O transtorno não se deve aos efeitos fisiológicos diretos de uma substância (por exemplo, estimulantes) ou a uma condição médica geral (por ex., doença de Huntington ou encefalite pós-viral).

Tiques motores

  • Piscar os olhos;
  • Inclinar a cabeça;
  • Encolher os ombros;
  • Tocar no nariz;
  • Fazer caretas;
  • Movimentar os dedos das mãos;
  • Fazer gestos obscenos;
  • Chutes;
  • Sacudir o pescoço;
  • Bater no peito.

Tiques vocais

  • Xingamentos;
  • Soluçar;
  • Gritar;
  • Cuspir;
  • Cacarejar;
  • Gemer;
  • Uivar;
  • Limpar a garganta;
  • Repetir palavras ou frases;
  • Usar diferentes tons de voz.

Estes sintomas surgem repetidamente e são difíceis de controlar, e além disso, podem acontecer durante o sono, evoluir para tiques diferentes ao longo do tempo ou piorar em situações de doença, estresse ou ansiedade. Geralmente os tiques surgem na infância mas eles podem surgir até os 21 anos de idade.

O tique motor ou vocal crônico é semelhante à ST, com a diferença de que os sintomas apresentados são motores ou vocais e nunca ambos estão presentes, ainda que não concomitantes. No transtorno de tique transitório a patologia ocorre por um mínimo de quatro semanas e nunca ultrapassa 12 meses consecutivos. Ou seja, a única diferença entre este e a ST é o critério temporal. Existem critérios especificadores quanto ao seu caráter único ou recorrente.

Para chegar ao diagnóstico dessa doença o médico pode ter que observar o padrão dos movimentos repetidos, que acontecem várias vezes ao dia, praticamente todos os dias de um ano ou mais tempo. Não são necessários exames específicos para identificar essa doença, mas, em alguns casos, o neurologista poderá solicitar ressonância magnética ou tomografia computadorizada, por exemplo, para verificar se existe a possibilidade de ser alguma outra doença.

Causa da síndrome de Tourette

A causa exacta desta circunstância é desconhecida. Contudo, há uma especulação que esta circunstância pode ser ligada aos problemas nos gânglio básicos do cérebro, que é envolvido no regulamento dos movimentos. Os gânglio básicos são pensados “para falhar” em uma pessoa com a síndrome de Tourette, causando os tiques característicos.

Tratamento da síndrome de Tourette

A circunstância é incurável mas o tratamento é visado que controla sintomas da circunstância. Uma Vez Que uma criança é diagnosticada com síndrome de Tourette, um plano do tratamento está desenvolvido geralmente por uma equipe multidisciplinar que inclui um neurologista, um paediatrician, um psiquiatra e um conselheiro, por exemplo.

A terapia Comportável foi mostrada para reduzir a intensidade e os efeitos negativos dos tiques em alguns indivíduos. Um exemplo da terapia comportável que pode ajudar a conseguir este é a terapia da reversão de hábito, que envolve identificar todas as sensações que provoca um tique e a tentativa encontrar uma outra maneira de aliviar a sensação.

Um Outro tipo de terapia comportável envolve aumentar a exposição à sensação que causa um impuso ao tique e a suprimir o tique o maior tempo possível, a teoria que é que o paciente poderá eventualmente suportar o impuso ao tique até que passe.

Para uns tiques mais freqüentes ou mais severos, as medicamentações que podem ser prescritas incluem os agonistas de alpha2-adrenergic, os antagonistas da dopamina e os relaxants de músculo. A Cirurgia pode ser recomendada para casos muito severos, mas esta é extremamente rara.

Em ao redor dois terços de todos os povos com síndrome de Tourette, os sintomas começam melhorar significativamente aproximadamente dez anos após seu início e as medicamentações e a outra terapia não podem ser por mais necessários que os sintomas se tornem menos freqüentes e severos e se desapareçam eventualmente.

No terço permanecendo dos sofredores, os sintomas continuam a persistir ao longo da vida, embora se tornem geralmente mais suaves como idades de uma pessoa, significando que a necessidade de usar a medicamentação e a terapia pode eventualmente passar.

Fonte: tuasaude.com

Esse artigo pertence à categoria Cuidados com a Saúde, Geral.

Deixe uma resposta

Notice!

Favor ativar os widgets na barra inferior!