Bula

Angil - Bula do remédio

Angil com posologia, indicações, efeitos colaterais, interações e outras informações. Todas as informações contidas na bula de Angil têm a intenção de informar e educar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um profissional médico ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Decisões relacionadas a tratamento de pacientes com Angil devem ser tomadas por profissionais autorizados, considerando as características de cada paciente.

Laboratório

Sanval

Apresentação de Angil

cx. c/ 20 comprimido de 5 mg cx. c/ 20 comprimido de 10 mg

Angil - Indicações

Angil é indicado na insuficiência coronariana, angina pectoris, hipertensão e adjuvante na insuficiência cardíaca congestiva, aguda e crônica.

Contra-indicações de Angil

Angil é contra-indicado para pacientes portadores de glaucoma de ângulo aberto. O produto não deve ser utilizado por pacientes com hipersensibilidade aos componentes da formulação.

Advertências

Pacientes sensíveis a um tipo de nitrato podem apresentar sensibilidade a outros nitratos também, embora seja raro. Angil não deve ser utilizado, exceto em circunstâncias especiais, por pacientes que apresentem: hemorragia cerebral, trauma craniano recente, pericardite constritiva. Severa hipotensão pode ocorrer mesmo após administração de pequenas doses de dinitrato de isossorbida. Portanto, Angil deve ser utilizado com cautela em pacientes que apresentam depleção de volume ou hipotensão. Hipotensão induzida por dinitrato de isossorbida pode ser acompanhada por bradicardia paradoxal e aumento da angina pectoris. Terapia a base de nitrato pode agravar a angina causada por cardiomiopatia hipertrófica. Os pacientes devem ser informados sobre o efeito anti-anginoso relacionado à dosagem, portanto, o tratamento deve ser rigorosamente seguido conforme orientação médica. Cefaléias podem ocorrer durante o tratamento. Os pacientes não devem alterar o tratamento com Angil, visando diminuir as cefaléias resultantes da administração do dinitrato de isossorbida, pois pode produzir uma redução da eficácia do fármaco. Dinitrato de isossorbida, durante a gestação, deve ser utilizado somente se os benefícios potenciais justificarem os possíveis riscos ao feto.

Interações medicamentosas de Angil

Acetilcolina, histamina, norepinefrina, álcool, antihipertensivos, analgésicos narcóticos, vasodilatadores, heparina, agentes simpatomiméticos e medicamentos indicados para disfunção erétil.

Reações adversas / Efeitos colaterais de Angil

Secura na boca e pele, retenção urinária, rubor facial, cefaléia, náusea, vômito, hipotensão ortostática, taquicardia, cansaço, fotofobia e visão deturpada, pele seca, rash cutâneo.

Angil - Posologia

VIA ORAL - Comprimidos de 10 mg: Insuficiência coronariana e angina pectoris: 10 mg por via oral 4 vezes ao dia. Insuficiência cardíaca congestiva aguda: 1 a 4 comprimidos 4 vezes ao dia. SUB-LINGUAL - Comprimidos de 5 mg: No início ou durante as crises do peito: 1 a 2 comprimidos sub-lingual a cada 3 - 4 horas, dependendo da resposta do paciente. Insuficiência cardíaca congestiva aguda: 1 a 4 comprimidos 4 vezes ao dia.

Superdosagem

Os possíveis sintomas de uma superdosagem de dinitrato de isossorbida são: lábios, unhas e palma das mãos azuladas; vertigem; sensação de elevada pressão intracraniana; respiração ofegante, cansaço, fraqueza, taquicardia, febre, convulsões. Caso haja excessiva hipotensão, eleve as pernas para ajudar no retorno venoso. A concentração de meta-hemoglobina no sangue deve ser monitorada e a metahemoglobinemia tratada com alta concentração de oxigênio e azul de metileno via endovenosa.