Antitabagismo

Antitabagismo: saiba tudo sobre ele?

14/07/2021 0 Por cliquefarma

O uso do tabaco atingiu proporções epidêmicas em todo o mundo e, apesar dos esforços para reverter as tendências do tabagismo, o problema só parece estar aumentando a cada ano. Embora a maioria das pessoas saibam os riscos que o cigarro pode trazer para si mesmo e para outros, muitos ignoram esses riscos. Acompanhe e saiba tudo sobre o Antitabagismo. 

O tabaco existe há séculos, mas o que sabemos sobre os danos causados ​​pelo fumo à saúde é muito mais recente. Por exemplo, fumantes tendem a morrer mais de 10 anos mais cedo do que pessoas que não fumam. Você pode melhorar sua saúde optando por parar de fumar.

Por mais que seja incentivado parar de fumar, sabemos que abandonar esse hábito não é nada fácil. Muitas pessoas que pararam de fumar dizem que essa foi a coisa mais difícil que já fizeram na vida.

Por conta da dificuldade de abandonar o cigarro existem muita ajuda antitabagismo, inclusive medicamentos que podem auxiliar no processo de abandono do tabaco.

Neste artigo vamos conhecer um pouco mais desses medicamentos antitabagismo, vamos ver também porque é tão difícil parar de fumar e os riscos de continuar fumando.

Se você faz uso do tabaco e deseja parar de usar, fique atento a este artigo, pois vamos te dar dicas para abandonar esse vício. Se você não fuma, mas conhece alguém que precisa de ajuda, esse artigo também vai ser útil para você.

O que contribui para o tabagismo?

A maioria das pessoas que fumam começou a fumar quando eram adolescentes. Quem tem amigos e / ou pais que fumam têm maior probabilidade de começar a fumar do que quem não fuma. Alguns adolescentes dizem que só queriam experimentar ou que acharam “legal” fumar.

O uso do tabaco também é mostrado em videogames, online e na TV. E filmes mostrando pessoas fumando são outra grande influência. Estudos mostram que jovens que veem pessoas fumando em filmes têm maior probabilidade de começar a fumar.

Uma influência mais recente sobre o uso do tabaco é o cigarro eletrônico e outros dispositivos eletrônicos de “vaporização” da moda e de alta tecnologia. Frequentemente vistos como inofensivos e mais fáceis de obter e usar do que os produtos de tabaco tradicionais, esses dispositivos são uma maneira de os novos usuários aprenderem a inalar e se tornarem viciados em nicotina, o que pode prepará-los para fumar.

Facilitadores para fumar

Taxas mais altas de tabagismo em diferentes grupos populacionais estão associadas a uma série de fatores psicológicos, sociais, econômicos e culturais interativos que influenciam as pessoas que começam a fumar.

Pesquisas identificaram uma série de fatores que influenciam a aceitação e os padrões de tabagismo, incluindo:

  • Baixa renda, moradia precária e desemprego
  • Exposição à nicotina durante a infância
  • Pressão e estresse financeiro
  • Ansiedade e depressão
  • Exemplo dos pais e colegas

Em particular, grupos populacionais com taxas de tabagismo mais altas têm maior probabilidade de estar em ambientes onde fumar é normal e de ter familiares e amigos que fumam.

Ambientes pró-tabagismo influenciam a aceitação do fumo e os padrões de fumo. Por exemplo, pesquisas mostram que crianças que crescem em lares onde os adultos fumam têm maior probabilidade de começarem a fumar.

Antitabagismo

Antitabagismo e quem tem maior probabilidade de ficar viciado?

Qualquer pessoa que comece a fumar pode se tornar dependente da nicotina. Estudos mostram que é mais provável que fumar se torne um hábito durante a adolescência. Quanto mais jovem você for quando começar a fumar, maior será a probabilidade de se tornar dependente da nicotina.

De acordo com estudos, quase 9 em cada 10 adultos que fumam começaram antes dos 18 anos, e quase todos começaram aos 26 anos. O relatório estima que cerca de 3 em cada 4 fumantes do ensino médio se tornarão fumantes adultos – mesmo se pretendem parar em alguns anos.

Fumar é realmente viciante?

O vício é caracterizado pela busca ou uso repetido e compulsivo de uma substância, apesar de seus efeitos nocivos e consequências indesejáveis. O vício é a dependência mental ou emocional de uma substância.

A nicotina é uma conhecida substância viciante do tabaco. O uso regular de produtos de tabaco leva ao vício em muitos usuários. A nicotina é uma droga que ocorre naturalmente no tabaco e é considerada tão viciante quanto a heroína ou a cocaína.

Quando ingerida em pequenas quantidades, a nicotina causa sensações agradáveis ​​e distrai o usuário de sensações desagradáveis. Isso faz com que o usuário de tabaco queira usar mais.

Ela atua na química do cérebro e do sistema nervoso central, afetando o humor. A nicotina funciona de forma muito semelhante a outras drogas viciantes, inundando os circuitos de recompensa do cérebro com uma substância química chamada dopamina.

A nicotina também dá um pouco de adrenalina – não o suficiente para notar, mas o suficiente para acelerar o coração e aumentar a pressão arterial.

A nicotina chega ao cérebro segundos após a inalação e seus efeitos começam a desaparecer em poucos minutos. O usuário pode começar a se sentir irritado e nervoso. Normalmente não chega ao ponto de sintomas graves de abstinência, mas a pessoa que usa o produto fica mais desconfortável com o tempo. Isso é o que na maioria das vezes leva o fumante a acender outro cigarro.

Em algum momento, a pessoa usa tabaco, as sensações desagradáveis ​​vão embora e o ciclo continua. Se o fumante não fumar novamente em breve, os sintomas de abstinência pioram com o tempo.

À medida que o corpo se adapta à nicotina, as pessoas que a usam tendem a aumentar a quantidade de tabaco que usam. Isso aumenta a quantidade de nicotina no sangue, e mais tabaco é necessário para obter o mesmo efeito. Isso é chamado de tolerância. Com o tempo, um certo nível de nicotina é alcançado e a pessoa precisará manter o uso para manter o nível de nicotina dentro de uma faixa confortável.

Pessoas que fumam podem rapidamente se tornar dependentes da nicotina e sofrer sintomas de abstinência físicos e emocionais (mentais ou psicológicos) quando param de fumar. Esses sintomas incluem irritabilidade, nervosismo, dores de cabeça e dificuldade para dormir.

A verdadeira marca do vício, porém, é que as pessoas ainda fumam, embora saibam que fumar faz mal para elas – afetando suas vidas, sua saúde e suas famílias de maneiras prejudiciais. Na verdade, a maioria das pessoas que fumam deseja parar.

Quão poderoso é o vício da nicotina?

Cerca de 2 em cada 3 fumantes dizem que querem parar e cerca da metade tenta parar a cada ano, mas poucos conseguem sem ajuda. Isso ocorre porque eles não se tornam apenas fisicamente dependentes da nicotina.

Também existe uma forte dependência emocional (psicológica). A nicotina afeta o comportamento, o humor e as emoções. Se um fumante usa tabaco para ajudar a controlar sentimentos e emoções desagradáveis, isso pode se tornar um problema para alguns quando tentam parar.

O fumante pode relacionar o fumo com atividades sociais e muitas outras atividades também. Todos esses fatores tornam o hábito de fumar um hábito difícil de ser abandonado.

Na verdade, pode ser mais difícil parar de fumar do que parar de usar cocaína ou opiáceos como a heroína. Em 2012, pesquisadores revisaram 28 estudos diferentes de pessoas que tentavam parar de usar a substância em que eram viciadas. Eles descobriram que cerca de 18% conseguiram parar de beber e mais de 40% conseguiram parar de usar opiáceos ou cocaína, mas apenas 8% conseguiram parar de fumar.

Antitabagismo

Tabagismo além do cigarro

Muitas pessoas acham que os riscos e o vício que o tabagismo proporciona está apenas no uso do cigarro comum. Mas existem outras formas perigosas que a nicotina pode atuar e muitas pessoas consideram esses produtos inofensivos.

Nicotina em charutos

Os fumantes de charuto que inalam absorvem a nicotina pelos pulmões tão rapidamente quanto os fumantes de cigarro. Para aqueles que não inalam, a nicotina é absorvida mais lentamente pela mucosa da boca. Isso significa que os fumantes de charuto podem obter a dose desejada de nicotina sem inalar a fumaça diretamente para os pulmões.

A maioria dos charutos de tamanho normal tem tanta nicotina quanto vários cigarros. Os cigarros contêm em média cerca de 8 miligramas de nicotina, mas fornecem apenas cerca de 1 a 2 mg de nicotina.

Muitas marcas populares de charutos maiores têm entre 100 e 200 miligramas, ou mesmo 444 miligramas de nicotina. A quantidade de nicotina que um charuto fornece a um fumante pode variar muito, mesmo entre pessoas que fumam o mesmo tipo de charuto. A quantidade de nicotina ingerida depende de coisas como:

  • Quanto tempo a pessoa fuma o charuto
  • Quantas baforadas são feitas
  • Se a fumaça é inalada

Dados esses fatores e a grande variedade de tamanhos de charutos, é quase impossível fazer boas estimativas das quantidades de nicotina que os charutos maiores fornecem.

Charutos pequenos do tamanho e formato de cigarros têm aproximadamente a mesma quantidade de nicotina que um cigarro. Se forem fumados como cigarros, espera-se que forneçam uma quantidade semelhante de nicotina, de 1 a 2 miligramas.

Nicotina em produtos sem combustão

Os produtos de tabaco sem combustão vêm em várias formas e são usados ​​de diferentes maneiras. Produtos sem combustão contêm nicotina e podem levar ao vício da nicotina.

Os cigarros sem combustão, ou seja, que não queimam, têm uma fonte de aquecimento e de tabaco. O tabaco é aquecido a uma temperatura mais baixa do que um cigarro normal. O calor cria um aerossol que é inalado pelo usuário.

Produtos de tabaco dissolvíveis são comestíveis. Eles podem ser pastilhas, tiras, gomas ou palitos. Eles podem ser facilmente escondidos e podem parecer doces.

Os géis de nicotina são produtos do tabaco que são esfregados e absorvidos pela pele.

Nicotina em cigarros eletrônicos

Os cigarros eletrônicos contêm nicotina, a mesma droga viciante que está em cigarros regulares, charutos, narguilé e outros produtos de tabaco. No entanto, os níveis de nicotina não são os mesmos em todos os tipos de cigarros eletrônicos e, às vezes, os rótulos dos produtos não listam o verdadeiro conteúdo de nicotina.

Os cigarros eletrônicos normalmente têm uma quantidade significativamente maior de nicotina por inalação do que alguns outros tipos de cigarros. Por causa disso, os cigarros eletrônicos e similares podem ser mais viciantes do que outros tipos de cigarros. Algumas crianças tornaram-se fisicamente dependentes da nicotina ao usar esses produtos.

Existem algumas marcas de cigarros eletrônicos que alegam não conter nicotina, mas foram descobertas que contêm nicotina.

Antitabagismo

Riscos do tabagismo e Antitabagismo

Independente da forma que a nicotina seja usada, esse produto proveniente do tabaco traz muitos riscos para a saúde de quem o usa, e até mesmo para as pessoas que rodeiam aqueles usam.

Câncer de pulmão

Mais pessoas morrem de câncer de pulmão do que qualquer outro tipo de câncer. O tabagismo é o fator de risco número um para câncer de pulmão, é responsável por 87% das mortes por câncer de pulmão. Sua chance de ainda estar vivo cinco anos após o diagnóstico é inferior a 1 em 5.

Doença cardíaca

Fumar prejudica quase todos os órgãos do corpo, incluindo o coração. Fumar pode causar bloqueios e estreitamento das artérias, o que significa menos fluxo de sangue e oxigênio para o coração.

Asma

A asma é uma doença pulmonar crônica que torna mais difícil mover o ar para dentro e para fora dos pulmões. Como a fumaça do cigarro irrita as vias aéreas, ela pode desencadear ataques de asma súbitos e graves. A asma é uma doença grave que afeta milhões de pessoas. Fumar só piora as coisas.

Efeitos reprodutivos em mulheres

Fumar pode causar gravidez ectópica em mulheres, que ocorre quando um óvulo fertilizado se implanta em outro lugar que não o útero. O óvulo não pode sobreviver e, se não for tratado, pode ser fatal para a mãe. Fumar também causa redução da fertilidade, o que torna mais difícil engravidar.

Bebês prematuros com baixo peso ao nascer

Os efeitos do fumo afetam não apenas a saúde da mãe, mas também a do bebê. Fumar durante a gravidez pode fazer com que os bebês nasçam prematuramente e / ou com baixo peso ao nascer. Bebês nascidos muito cedo ou muito pequenos têm maior risco de complicações de saúde e até de morte.

Diabetes

É mais provável que você contraia diabetes tipo 2 se não recorrer a técnicas antitabagismo. O risco de desenvolver diabetes tipo 2 é 30 a 40% maior para fumantes do que para não fumantes. Além disso, o tabagismo aumenta o risco de complicações uma vez diagnosticado com diabetes, como doenças cardíacas e renais, fluxo sanguíneo insuficiente para as pernas e pés (o que leva a infecções e possível amputação), cegueira e danos nos nervos.

Disfunção erétil

A função sexual masculina é afetada quando você fuma. O tabaco causa estreitamento dos vasos sanguíneos em todo o corpo, incluindo aqueles que fornecem sangue ao pênis. A boa notícia é que recorrer às técnicas antitabagismo fará uma grande diferença.

Artrite Reumatoide

A artrite reumatoide é uma doença inflamatória crônica mais comum em mulheres que afeta as articulações das mãos e dos pés. Causa inchaço doloroso que pode resultar em perda óssea e deformidade nas articulações. O tabagismo é uma das causas e também está associado ao desenvolvimento da doença em idades mais precoces.

Doença gengival

Você corre o risco de perder os dentes por fumar. Fumar contribui para a periodontite – uma infecção na gengiva que destrói o osso que sustenta os dentes. É uma das principais causas de perda dentária em adultos.

Estatísticas do tabagismo

Os fumantes muitas vezes presumem que os riscos apresentados do cigarro são apenas jogadas de dados sem controle para assustar os usuários do tabaco. Mas você sabe quantas pessoas morrem por dia por causa do cigarro no mundo?  Preste atenção a esses dados em relação ao tabagismo e sua saúde.

  • O tabaco hoje mata cerca de metade de todos os fumantes.
  • Globalmente, o tabaco causa oito milhões de mortes por ano. Isso é uma morte a cada cinco segundos.
  • Dessas oito milhões de mortes, 600.000 são não fumantes expostos ao fumo passivo.
  • Cada cigarro fumado diminui de cinco a 11 minutos a vida de um fumante. Ao longo da vida, isso pode reduzir a expectativa de vida em até 12 anos.
  • Cerca de 25% de todas as mortes por doenças cardíacas e 75% das mortes por doenças pulmonares são diretamente atribuídas ao tabagismo, independentemente de qualquer outra causa.

Quais as medidas preventivas contra o tabagismo (Antitabagismo)?

Embora escolher não fumar seja a melhor medida preventiva antitabagismo, algumas coisas podem ser feitas para evitar que mais pessoas recorram ao uso do tabaco.

As consequências médicas do uso do tabaco, incluindo a exposição passiva, tornam o controle do tabaco e a prevenção do tabagismo partes cruciais de qualquer estratégia de saúde pública.

A prevenção pode assumir a forma de medidas de nível político, como o aumento da tributação dos produtos do tabaco, leis mais rígidas (e aplicação das leis) regulando quem pode comprar produtos de tabaco, como e onde podem ser adquiridos, onde e quando podem ser usados ​​(ou seja, políticas antifumo em restaurantes, bares e outros locais públicos), e restrições à publicidade e advertências sanitárias obrigatórias nas embalagens. 

Mais de 100 estudos mostraram que impostos mais altos sobre os cigarros, por exemplo, produzem reduções significativas no tabagismo, especialmente entre jovens e indivíduos de baixa renda. As leis de locais livres de fumo e as restrições à publicidade também mostraram benefícios.

Medicamentos antitabagismo

Muita ajuda está disponível para quem deseja parar de fumar. Existem soluções de venda livre, e soluções que precisam ser prescritas por um médico para fazer o Antitabagismo da maneira correta. 

Adesivos de nicotina

Você pode encontrar adesivos de nicotina em farmácias locais. Esses produtos, atuam fornecendo pequenas doses de nicotina através de sua pele, de modo a reduzir seus desejos. Você progride através de uma série de adesivos com doses cada vez mais baixas, até que praticamente se livra da nicotina. Especialistas dizem que o processo geralmente leva entre oito e 12 semanas.

Você pode comprar livremente adesivos de nicotina, bem como pastilhas e chicletes. Mas mesmo sendo soluções de venda livre, é importante você procurar um médico se deseja parar de fumar, pois ele pode te ajudar com soluções antitabagismo mais eficazes.

Bupropiona

A bupropiona é um medicamento antidepressivo vendido sob a marca Zyban para parar de fumar e um potente aliado para o Antitabagismo.

Zyban não contém nicotina e acredita-se que afete substâncias químicas no cérebro relacionadas ao desejo por nicotina. Zyban pode ser usado sozinho ou em conjunto com a terapia de reposição de nicotina.

Taxas de sucesso de Zyban

Zyban demonstrou ser aproximadamente duas vezes mais eficaz do que o placebo em três meses e aproximadamente 1,5 vezes mais eficaz do que o placebo em 1 ano. A maioria dos estudos mostra taxas de sucesso de cerca de 30% em 3 meses e cerca de 15% em 1 ano.

As taxas de sucesso a longo prazo do Zyban estão baixas, pois os fumantes tendem a ter recaídas após longos períodos de tempo. A taxa de sucesso do Zyban é equivalente à terapia de reposição de nicotina revisada anteriormente.

Tal como acontece com as outras abordagens medicamentosas para parar de fumar, Zyban é mais bem usado em conjunto com abordagens não medicamentosas.

Vareniclina

A vareniclina, vendida como Champix, foi desenvolvida exclusivamente para ajudar as pessoas a parar de fumar e é uma das mais novas abordagens de medicamentos disponíveis.

Champix atua interferindo com os receptores de nicotina no cérebro. Essa interferência diminui os efeitos prazerosos da nicotina e reduz os sintomas desagradáveis ​​da abstinência da nicotina.

Taxas de sucesso de Champix

O Champix demonstrou ser aproximadamente três vezes mais eficaz do que o placebo em três meses e em 1 ano. Estudos mostraram que, aos 3 meses, 44% das pessoas que usavam Champix conseguiam parar de fumar.

Tanto a vareniclina, quanto a bupropiona, são medicamentos que precisam de receita médica para serem adquiridos.

Por que é tão difícil parar de fumar?

Muitos ex-fumantes dizem que parar de fumar foi a coisa mais difícil que já fizeram. Isso inclui pessoas que escalaram montanhas e escadas corporativas ou lidaram com o parto. O fumante pode exigir várias tentativas de parar de fumar antes de ficar completamente livre do fumo.

Mas, apesar dessas lutas, sabemos que vale a pena desistir. Apenas 20 minutos após parar de fumar, os batimentos cardíacos voltam ao normal. Apenas 12 horas depois, os níveis de monóxido de carbono no sangue voltam ao normal e, apenas duas semanas depois, a função pulmonar melhora.

Especialistas acreditam que há pelo menos três fatores que tornam difícil abandonar o uso do cigarro: o fator físico, o fator mental e o fator social.

Fator físico

Os cigarros contêm uma substância química viciante chamada nicotina, que quando inalada causa a liberação de outra substância química chamada dopamina no cérebro, que faz você se sentir bem.

Infelizmente, depois que o efeito da dopamina passa, esses sintomas voltam, fazendo com que o fumante anseie por outro cigarro. Os fumantes também desenvolvem tolerância e dependência física da nicotina, o que significa que precisam fumar mais para sentir o mesmo efeito.

Como vimos existem medicamentos antitabagismo que podem ajudar com esses sintomas. Converse com um profissional de saúde para ver quais opções podem ser adequadas para você.

Antitabagismo e o Fator mental

O ato de fumar costuma fazer parte da rotina diária. Os fumantes tendem a acender em horários específicos do dia, ao beber café ou dirigir, ou quando estão se sentindo de determinada maneira, como estressados ​​ou cansados.

Os cigarros podem se tornar uma muleta, quase como um amigo estável em quem você pode confiar. Permaneça no caminho certo ao parar, identificando esses momentos e gatilhos e reaprendendo ou ajustando comportamentos para permanecer forte durante um desejo.

Antitabagismo e o Fator social

Muitos fumantes desenvolvem grupos sociais em torno do fumo, as pessoas saem para fumar com amigos ou colegas de trabalho. Fumar também pode ser usado para quebrar o gelo social, perguntando-se: “Tem fogo?” Nesse mesmo sentido, contar com grupos sociais que apoiam uma tentativa de parar de fumar pode ser útil.

Em uma pesquisa recente, 80% dos fumantes relataram que o apoio de outras pessoas, incluindo amigos, família, outras pessoas significativas e colegas de trabalho é muito benéfico para parar de fumar com sucesso. Em vez de desistir em segredo, procure seus amigos de confiança e os inclua em sua luta antitabagismo.

Benefícios antitabagismo

Não importa quantos anos você tem ou há quanto tempo fumou, as razões para parar de fumar são infinitas. Sua saúde vai melhorar. Sua aparência vai melhorar. Toda a sua vida vai melhorar. Se você está procurando inspiração para parar, dê uma olhada nos benefícios de curto e longo prazo listados abaixo

Você se sentirá realizado

Além de se sentir melhor, parar de fumar leva a uma grande sensação de realização. Qual é a sensação de largar um hábito que você teve por 5, 10, 20 ou mais anos? Confiança, realização e orgulho.

Sua frequência cardíaca diminuirá

O que vai acontecer se você parar de fumar hoje? Em apenas 20 minutos, sua frequência cardíaca e pressão arterial cairão. Além disso, o risco de um ataque cardíaco diminuirá em 24 horas.

Você economizará dinheiro

Uma das muitas vantagens de parar de fumar é economizar dinheiro. Quando você não está gastando seu dinheiro em cigarros, a economia se acumula rapidamente.

Seus sentidos vão melhorar

À medida que seu coração e pulmões começam a se curar, seus sentidos também o farão. Você terá uma visão melhor e uma audição mais nítida. Além disso, seu olfato e paladar irão melhorar consideravelmente. Com suas papilas gustativas em ação, você vai sentir melhor o prazer de uma refeição bem preparada.

Você terá um sorriso mais brilhante e uma pele mais clara

Fumar pode causar doenças nas gengivas, perda de dentes, cáries e até câncer bucal. Ao parar, você melhorará sua saúde bucal e seus dentes brilharão ainda mais. 

Além disso, sua pele ficará mais fresca e lisa e as rugas causadas pelo fumo começarão a desaparecer. Parar também significa que não há mais manchas em seus lábios e dedos.

Você protegerá sua família.

Parar de fumar não trará benefícios apenas para você, mas também para sua família e amigos. Ao tornar sua casa e seu carro antitabagismo, você eliminará o perigoso fumo passivo e suas centenas de produtos químicos prejudiciais, protegendo sua saúde e a de todos os outros.

Você vai tossir menos

Nos meses após você parar, seus cílios (minúsculas estruturas semelhantes a pêlos que movem o muco para fora dos pulmões) começarão a recuperar a função normal nos pulmões. Isso torna os pulmões mais limpos e diminui a tosse e a falta de ar.

Você vai cheirar melhor

A fumaça se apega a suas roupas e objetos em sua casa, como cortinas, toalhas, carpetes e móveis. Ao parar, você não estará mais exposto a partículas de fumaça persistentes. Você cheirará melhor e, depois de lavar tudo, sua casa (e carro) também vão cheirar melhor.

Seu sistema imunológico vai melhorar

Fortalecer o sistema imunológico é apenas mais uma das muitas razões para parar de fumar. Como seu sistema imunológico não está mais exposto ao alcatrão e à nicotina, ele ficará mais forte e você terá menos probabilidade de adoecer. Isso vai contribuir para uma vida mais longa e saudável.

Você reduzirá o risco de câncer

Um dos principais benefícios de parar de fumar é reduzir o risco de doenças crônicas. Cinco anos depois de parar de fumar, o risco de câncer de boca, garganta, esôfago e bexiga é reduzido pela metade.

Dez anos depois de parar de fumar, o risco de morrer de câncer de pulmão é reduzido pela metade. Você também reduz o risco de diabetes, doença coronariana e derrame.

Onde comprar medicamentos antitabagismo?

Como vimos, parar de fumar pode ser bem difícil, pois o tabaco causa dependência física, mental e social. Mas vimos também que existe muita ajuda antitabagismo. 

Se você quer parar de fumar, mas não consegue, peça ajuda a sua família e procure um médico, pois ele pode te prescrever medicamentos que irão te auxiliar na sua luta antitabagismo.

Com a ferramenta comparativa de preços da cliquefarma você pode encontrar o medicamento que você precisa de forma prática e segura. Além disso, o buscador de preços da Cliquefarma vai te apresentar preços que cabem no seu bolso.