Barbeador – Hora de fazer a barba!

22/01/2021 0 Por cliquefarma

Para finalizar nossa série de artigos sobre o universo da barba e do ato de barbear em si, não podíamos deixar de falar dele, o protagonista do processo – o barbeador. Vamos analisar o que é, quais os tipos, o que fazer para não errar na hora de usá-lo, onde comprá-lo e muito mais! Confira agora mesmo!

Qual a história do barbeador?

O barbeador, sem dúvida é um dos utensílios que mais acompanham o homem durante a sua vida, já na adolescência a barba começa a crescer e a partir daí ele se torna um companheiro quase que inseparável. 

 

O primeiro aparelho de barbear foi inventado no final do século XVIII por um francês chamado  Jean-Jacques Perret que se inspirou na plaina de um marceneiro. Muito tempo depois, nos Estados Unidos, o primeiro aparelho de barbear americano foi patenteado pelos irmãos Kampfe. No modelo desenhado por eles, um fio foi colocado para proteger a pele da navalha e a navalha em si mudou bastante também. Antigamente os homens faziam a barba somente com a navalha o que lhes rendia diversos cortes no rosto, às vezes tão profundos a ponto de deixar cicatrizes severas.

 

Hoje em dia o mercado é muito amplo, moderno e – graças a Deus! – seguro, quando o assunto é barbeadores e temos uma variedade muito grande de marcas e modelos. Os barbeadores atuais têm como principal característica o fato de evitar agressões ao rosto. Eles contam com substâncias calmantes, como a aloe vera, na fita de deslize para hidratar a pele enquanto o processo de corte é feito.

Maneiras diferentes de se barbear – Qual é a ideal para você?

Então, digamos que você está pronto para comprar um barbeador, mas não sabe qual tipo adquirir. Isso é normal, existem muitos tipos de aparelhos de barbear no mercado com diferentes características e técnicas de manuseio. Se você é novo nisso, é fácil se perder nesse mar de informações.

 

Vamos te guiar tentando mostrar as principais características dos diferentes tipos de aparelhos de barbear, os prós e os contras de cada um e qual deles vai atender melhor às suas necessidades. Lembre-se de que cada um de nós temos preferências diferentes, restrições de tempo, tipos de pele e características faciais, o que funciona para você pode não funcionar para outro homem e vice-versa.

 

No geral, existem quatro tipos principais de barbeadores e nós vamos analisar cada uma delas abaixo. Confira atentamente:

Navalha – Ela voltou!

De certo modo, este é o pináculo do barbear, as pessoas que usam navalhas são conhecedoras que querem apenas fazer a melhor barba possível e querem fazê-lo sozinhas. Esta também é a opção mais clássica de todas.

 

A maioria das navalhas retas tem duas partes, uma lâmina de metal e uma alça que funciona como armazenamento para a lâmina.

Uma breve história

Séculos atrás, se você quisesse ter um barbear decente, essa era a única escolha. Era assim que os homens daquela época se barbeavam. Se você quisesse um barbear limpo, você teria que aprender a usar esse instrumento ou acabaria por cortar seu rosto e pescoço em um movimento errado.

 

Para ser mais específico, a navalha nasceu no final dos anos 1600 e não se parecia com os aparelhos de barbear de precisão que temos agora. Elas pareciam mais com um pequeno machado sem marca alguma, com o tempo o design foi evoluindo até chegar ao formato atual.

Prós

Este é o aparelho que lhe dará o barbear mais rente possível porque você tem controle total sobre o ângulo da lâmina, uma vez que ela está totalmente exposta. Mesmo em comparação com as melhores máquinas de barbear, nada se compara à proximidade do barbear com uma navalha.

 

Como não há lâminas para substituir, uma navalha basicamente estará com você por toda a vida, desde que você aprenda as técnicas corretas de afiação.

 

Se barbear com uma navalha lhe dará um rosto que as mulheres só podem sonhar. Imagine preparar seu rosto com uma toalha quente, espumando sua barba com creme e depois se barbear. Esta experiência é relaxante e, ao mesmo tempo, com o perfume de creme de barbear persistente, você com certeza irá se sentir mais viril depois.

Contras

Leva um bom tempo para dominar completamente a técnica de barbear com esse aparelho e, por esse mesmo motivo, não há como escapar dos cortes no começo. Você vai precisar investir tempo para aprender a usar esse aparelho corretamente.

 

Há também a manutenção envolvida. Você precisa passar um tempo afiando e amolando a lâmina para manter seu fio de corte, isso também leva tempo e habilidade para dominar. No geral, se barbear com uma navalha leva mais tempo do que se barbear com qualquer outro aparelho e isso pode ser um empecilho para quem leva uma vida corrida.

 

Comprar de uma boa marca é um investimento, geralmente variando de algumas centenas de reais até alguns milhares. Embora haja mais baratas disponíveis no mercado, elas não podem ser tão bem afiadas e não vão durar tanto tempo. Sua melhor aposta seria visitar uma loja local que as vende e escolher uma que se sinta “certa” em suas mãos.

 

Por fim, leva muito tempo para se barbear. A partir da preparação para o barbear real pode demorar cerca de meia hora ou mais, dependendo da sua habilidade. Lembre-se de que você está trabalhando com uma lâmina aberta em seu rosto e pescoço, a última coisa que você quer fazer é se apressar.

 

Conclusão: Esta navalha irá dar-lhe o barbear mais suave, assim que você dominar a habilidade necessária. Se você trata esse hobby com seriedade e está disposto a investir tempo para aprender as técnicas certas e sempre fazer a manutenção correta, a navalha é o melhor aparelho de barbear possível. Este é um investimento que vale a pena.

Barbeador clássico (lâmina de barbear)

Se a navalha era a ferramenta que o seu bisavô usava, o barbeador clássico de metal era o aparelho de escolha do seu avô.

Uma breve história

Como citamos lá no início, o barbeador clássico é muitas vezes creditado ao francês Jean-Jacques Perret, mas não decolou em termos de popularidade até King Camp Gillette ter patenteado a navalha de segurança descartável em 1901. Eles se mantiveram como uma empresa independente por 101 anos, antes da compra pela Procter & Gamble em 2005.

 

O engraçado é que a Gillette descontinuou sua produção de barbeadores de metal clássicos e concentrou seus esforços na lucrativa linha de produtos de barbear descartáveis.

Versões diferentes

Os barbeadores clássicos são feitos de materiais diferentes, as opções de orçamento são feitas de plástico ou metal leve, enquanto as variantes de qualidade superior são feitas de diferentes tipos de metal – aço inoxidável, cromo, banhado a ouro, entre outros. Esses aparelhos também são conhecidos por “barbeadores de metal”, mesmo quando são feitos de outros materiais.

 

Outro diferencial é o número de partes móveis incluídas. Você tem o design de peça única, o design de duas peças e o design de três peças.

Prós

Para a maioria dos amantes de barbear, esta é a escolha perfeita. Fornece o equilíbrio perfeito de tempo, segurança e curva de aprendizado. O salto de um aparelho descartável para um barbeador clássico não é tão extremo como seria para uma navalha, de modo que muitos entusiastas gostam dessa opção intermediária.

 

Outra vantagem é o custo. Os barbeadores clássicos custam bem menos que as navalhas. Você pode comprar um barbeador clássico decente por menos de R$ 30 e ainda pode escolher entre diversos tipos de lâminas. Falando nelas, o custo da lâmina é outro bônus. Você pode encontrar lâminas de qualidade em aço inoxidável por menos de um real a unidade, já a carga de um aparelho de barbear descartável não costuma sair por menos de R$ 15.

Contras

Apesar de ter uma curva de aprendizado mais rasa do que uma lâmina direta, se você não usar a técnica correta, sem colocar muita pressão ou segurá-la no ângulo errado, você também se cortará. Existe também esse risco de você cortar seus dedos se você não tiver cuidado ao manusear as lâminas descartáveis.

 

A próxima desvantagem é a portabilidade, para guardar um aparelho de barbear clássico e um pincel de barbear, você precisará comprar um suporte e isso ocupará algum espaço. Além disso, se você viajar muito, talvez você não consiga colocar o aparelho e as lâminas no seu kit. Você provavelmente terá que se barbear antes do voo ou depois dele, se não tiver uma lâmina de cartucho como backup.

 

Conclusão: Esta é uma opção mais em conta do que os aparelhos de barbear descartáveis pois as lâminas custam bem menos do que as cargas. Se o custo for o fator de decisão mais importante, essa é a melhor alternativa. Ele ainda tem uma curva de aprendizado, mas não é tão íngreme quanto uma navalha. Se você está tendo irritação ao se barbear com os aparelhos descartáveis, então é hora de fazer a mudança para um barbeador clássico.

Aparelho de barbear com carga (lâmina) substituível

A maioria dos homens começou a se barbear com um desses aparelhos, eles são os mais comuns e podem ser comprados em qualquer vendinha.

 

Esses aparelhos de barbear são geralmente feitos de plástico, alguns de metal ou uma combinação de ambos que seguram uma carga de duas a cinco lâminas. As cargas, também chamadas de cartuchos, podem ter fitas de lubrificação ou tiras de borracha que levantam a barba na hora de passar a lâmina.

Uma breve história

Em 1971, a Gillette introduziu os aparelhos de barbear com cabeça substituível no mercado e, desde então, cresceu exponencialmente em uma indústria de vários bilhões de dólares em todo o mundo, com a Gillette e a Schick entre as marcas de destaque.

Prós

De todos os aparelhos de barbear apresentados aqui, esse é mais fácil de usar. Esses modelos são projetados para serem usados pela maior quantidade de pessoas, isso significa que eles devem ser práticos e simples. Seu design tem um ângulo fixo, uma maneira de minimizar as chances de se cortar. 

 

Muitos deles vêm com um “lubrastrip” (emprestado da terminologia Gillette) em cima do cartucho para lubrificar sua pele enquanto você se barbeia. Por esses motivos, esses são os aparelhos com a menor curva de aprendizado entre todas as opções disponíveis.

Eles são facilmente encontrados em qualquer lugar do mundo, então você nem precisa se preocupar em levá-los com você durante uma viagem.

Contras

Acredite ou não, essas coisas são muito caras. Não em relação ao custo inicial (que ainda pode ser grande dependendo do modelo escolhido), mas o custo das cargas. Elas custam cerca de R$ 5 por carga, adicione a necessidade de substituir essa carga depois de cada quatro a cinco usos e os custos podem aumentar rapidamente ao longo do tempo.

 

Apesar de esses aparelhos minimizarem o risco de corte, a maior quantidade de lâminas pode causar irritação e pelos encravados. A preparação correta de pré e pós-barba minimiza esses problemas, mas não os elimina totalmente, então se você tiver uma pele muito sensível, deve procurar um aparelho com uma só lâmina (ou navalha).

Mais lâminas são realmente mais efetivas?

O sistema multi-blades, de múltiplas lâminas, é projetado para dar-lhe um barbear rente com o menor número de movimentos o possível. O problema com isso é que as lâminas não só cortarão a barba, mas também a pele abaixo dela, causando pelos encravados ou irritação.

 

Tendo cinco lâminas raspando seu rosto e área do pescoço ao mesmo tempo é a receita perfeita para abrasões, especialmente em pessoas com a pele sensível. Você pode minimizar isso usando um creme de barbear, mas, infelizmente, não há muitos homens que usam o tipo errado (por exemplo, spray aerossol de gel) ou que não tem tempo para isso.

 

Por fim, uma vez que estas lâminas estão bem juntas, ela entope muito rapidamente depois de algumas passagens e, sem qualquer forma de remover as lâminas e limpá-las, seja lá o que estiver preso, praticamente vai voltar para sua pele na próxima vez que você a usar, incluindo pele morta e pelos de barba acumulados.

 

Conclusão: Se você tem pouca barba, não tem muito tempo disponível para fazer a preparação pré-barba ou não quer aprender a como se barbear do jeito clássico, essa seria a melhor escolha. Essa é a opção mais prática e rápida do mercado, mas ela possui um custo elevado a longo prazo. Caso você tome a decisão de usar um barbeador descartável, você provavelmente vai ter que escolher entre os modelos Match 3 e Fusion da Gillette, pois eles são os mais vendidos, então use este guia para decidir qual é o modelo ideal para você.

Barbeador elétrico

Nenhum entusiasta da arte de se barbear vai te recomendar um aparelho de barbear elétrico, mas esse aparelho serve muito bem um nicho de homens que simplesmente não têm tempo para fazer todas as preparações necessárias para se barbear manualmente.

Esses homens provavelmente viajam muito a trabalho ou passeio e precisam de algo que seja eficiente em barbear o excesso de pelos de seu rosto, sem precisar se preocupar com a troca de lâminas ou cargas, o uso de cremes para barbear ou em deixar a barba molhada antes.

Diferentes tipos de máquinas de barbear elétricas

Existem dois tipos principais de máquinas de barbear elétricas: as rotativas e as de folha.

 

  • As máquinas de barbear rotativas estão equipadas com três a cinco cabeças com lâminas atrás para cortar os pelos faciais.
  • As máquinas de barbear de folha têm uma cabeça flutuante com cortadores atrás da grade protetora de metal, que protege a pele contra lâminas oscilantes que operam dentro do aparelho.

 

De acordo com a maioria das resenhas e comentários de usuários, máquinas de barbear rotativas proporcionam um barbear mais rente a pele entre os dois, enquanto as máquinas de barbear tipo folha são mais fáceis de limpar e menos barulhentas.

 

Alguns modelos de barbeadores elétricos vêm com um aparador que pode raspar as costeletas ou a barba com mais precisão. As máquinas de barbear elétricas mais recentes agora também podem ser usadas na pele hidratada com um creme de barbear.

 

Essas máquinas estão disponíveis em modelos com fio e sem fio. Apesar dos modelos sem fio serem muito mais portáteis, os barbeadores com fio costumam ser mais fortes.

Prós

Estas máquinas de barbear irão economizar tempo porque você não precisa aplicar creme de barbear ou até mesmo molhar a pele. Basta ligar a máquina e se barbear. Se você viaja muito e tem uma barba cheia, que você precisa cortar constantemente, esta é uma boa opção para você.

 

De todos os modelos de barbeadores disponíveis, esse é o que toma menos tempo. Seu custo inicial pode ser um pouco mais alto, mas depois disso você não terá mais gastos.

Contras

Essas máquinas de barbear são construídas para um barbear rápido, mas esse processo pode deixar a pele irritada porque não há lubrificação ou preparação envolvida. Além disso, as lâminas destroem o pelo em vez de cortá-lo, basta ver isso.

 

Esses aparelhos não foram projetados para um barbear rente, então não espere um rosto perfeitamente liso se for usar um barbeador elétrico. Muitos homens não percebem isso e pressionam muito mais do que é necessário contra o rosto, o que pode piorar os problemas com irritação e abrasão.

 

Uma vez que você não consegue enxaguar os pelos faciais, o óleo e a pele morta ficam presos nas lâminas, isso significa que você estará os espalhando em todo o rosto e obstruindo os poros de sua pele. Naturalmente, esse é outro fator que contribui para a irritabilidade da pele. Mesmo as máquinas de barbear elétricas que lhe dão a opção de usá-las com um creme de barbear, o resultado final não será tão rente ou liso como seria com qualquer outro tipo de barbeador da lista.

 

Conclusão: esta é a melhor opção para quem tem um tempo muito curto e precisa de o máximo de rapidez possível. Por outro lado, toda essa praticidade tem um custo, que é um barbear menos rente e que não é indicado para peles sensíveis. Pense bem se essa troca vale a pena.

 

Caso você esteja pensando em comprar um barbeador elétrico exatamente por ele não raspar tão rente a pele, você deve considerar um aparador elétrico, que é projetado para cortar a barba somente até uma certa altura. 

Qual deles devo escolher?

O melhor aparelho de barbear para a maioria dos homens é o barbeador clássico, o custo inicial não é tão caro e a curva de aprendizado não é tão íngreme quanto seria com uma navalha, o custo a longo prazo é bem menor que um aparelho descartável ou com cargas substituíveis e ele pode ser usado em todos os tipos de pele.

 

A navalha proporciona o barbear mais liso de todos, mas ele exige muita técnica e tempo para ser utilizado, sendo ideal apenas para entusiastas. Os aparelhos de barbear que usam cargas são o método mais comum e servem bem para aqueles que não querem saber de novas técnicas e querem um aparelho extremamente seguro. Já os barbeadores elétricos são ideais para quem precisa de velocidade e portabilidade para viagens.

Alergia ao barbeador – O que pode ser?

A alergia ao barbeador pode ser causada pelo mau uso, pela escolha errada da lâmina e até por ficar guardada no box do banheiro. As soluções variam de acordo com cada grau de irritação e vão desde uma compressa gelada até à solução definitiva com o laser. 

 

Se só de imaginar em fazer a barba usando o barbeador comum com lâmina você já começa  a sentir a coceira daquelas bolinhas vermelhas, então algum erro tem aí. 

 

Fizemos uma checklist dos principais erros que a maioria acaba cometendo ao raspar os pelos com lâmina. Especialmente para os homens, a irritação na barba pode aparecer por certos descuidos na rotina. Olha só se você está fazendo algum: 

Alergia ao barbeador porque usou a técnica errada

Já faz parte da rotina de homens e mulheres há tanto tempo que a gente passa a lâmina nos pelos quase que no automático. Mas já parou pra pensar que aquele jeito meio apressado está deixando sua pele coçando e com aquelas bolinhas vermelhas, hein? 

 

Especialmente para os homens,  é fundamental que você passe a lâmina no mesmo sentido dos pelos. 

Dê aquela apoiada com a outra mão puxando um pouquinho a pele do rosto ou do pescoço e passe – com paciência – a lâmina no mesmo sentido do pelo no máximo 2 vezes no mesmo lugar. 

 

Para que seja eficiente é preciso que você invista em uma lâmina de mais qualidade e de preferência com dois filetes e uma camada de lubrificação. Assim, a lâmina vai deslizar melhor na pele e os pelos são cortados mais facilmente já na primeira passada. 

 

Vale para as mulheres que depilam frequentemente as axilas e pode ser a dica de ouro para a depilação íntima. 

Usou a lâmina a seco ou com sabonetes na pele

 Geralmente usar sabonete demais deixa os pelos mais ásperos e difíceis de serem cortados pela lâmina. E ao acumular sabonete entre as lâminas, você pode prejudicar o corte e a qualidade do aparelho. 

 

O truque é usar condicionador na ausência de cremes específicos. Sem contar que os sabonetes em excesso ressecam ainda mais a pele e aumentam as chances de coceiras e ardências. 

 

E se a alergia ao barbeador apareceu depois de passar a seco na pele, então já sabe. 

Isso porque a fricção já pode causar sensibilidade à pele e sem auxílio de produtos que deslizem melhor a lâmina e diminuem este atrito, a irritação na pele logo aparece. 

Lâmina de barbear velha 

Se você já tem o costume de trocar semanalmente a lâmina, muito bem!

Esses aparelhos de barbear são descartáveis e seu prazo de uso seguro é de em média 5 dias. Se a lâmina parecer muito velha e já apresentar sinais de ferrugem, troque independente dos 5 dias. 

 

Quando a lâmina já está inadequada ao uso, o corte está ruim e agride muito mais a pele, além de não cortar os pelos uniformemente, ela pode transmitir bactérias e provocar alergias mais profundas. 

Pressionou demais a lâmina na pele 

Você passou demais a lâmina no mesmo local? Essa é, geralmente, a principal razão para aparecer a alergia ao barbeador. 

 

Muita fricção, pele seca, sem hidratantes e excesso de antitranspirantes à base de álcool…receita para causar coceiras, vermelhidão e ardência. 

 

Lembrando que uma boa lâmina vai resolver a depilação de primeira. 

 

Deixar a lâmina de barbear no box do banheiro 

Nos diga, quais cuidados você tem ao guardar o barbeador? Você tem o hábito, assim como a maioria, de deixar a lâmina ali perto no chuveiro, dentro do box? 

 

A alergia pode também ser provocada por fungos que se acumulam em ambientes mais úmidos. Sempre limpe, seque e deixe guardada em um local livre de umidade. 

Faz o teste e depois conta pra gente se resolveu a alergia! 

Quais os cuidados após raspar os pelos com barbeador 

Uma dica rápida para quem ficou com alergia ao barbeador é usar uma compressa de água fria para acalmar a ardência da pele. 

 

Depois, sempre que possível, use loções específicas para o pós barba. Elas vão dar outra sensação e diminuir o aparecimento daquelas bolinhas vermelhas. Além disso, produtos calmantes à base de Aloe vera ajudam bastante. E no mais, nada de raspar os pelos até que a alergia vá embora!

 

Truques para fazer uma barba com perfeição

Confira agora algumas dicas de ouro para conseguir o barbear perfeito!

1. Lavar o rosto com água quente

Usar água quente antes de barbear ajuda a abrir os poros, permitindo que o barbeador passe mais facilmente pela pele, além de deixar o pelo mais macio. Dessa forma, a pele fica menos irritada e provoca menos dor, além de evitar o surgimento de manchas vermelhas no rosto.

Assim, uma boa dica é fazer a barba depois de tomar banho, por exemplo, já que o ideal é manter a água em contato com a pele por, pelo menos, 1 minuto para permitir que o calor tenha tempo de relaxar os poros adequadamente.

2. Utilizar sempre um creme de barbear

Assim como o uso da água quente antes de barbear, o uso deste tipo de cremes ou géis não deve ser opcional, pois são muito importantes para reduzir a quantidade de atrito entre a lâmina e a pele durante todo o processo. Assim, existe um risco menor de sentir a pele ardendo e irritada depois de barbear.

3. Utilizar um pincel de barbear

A melhor forma de aplicar o creme ou o gel de barbear, é utilizando um pincel de barbear, pois seus pelos produzem uma leve esfoliação da pele, permitindo retirar as células de pele mortas, ao mesmo tempo que espalham corretamente o produto por toda a pele.

Ao usar este método, é mais fácil evitar que os pelos fiquem encravados após fazer a barba, pois existe menor risco de as células mortas obstruírem a passagem do pelo pelo poro.

4. Barbeador limpo influencia na qualidade do corte

A tarefa de fazer a barba todos os dias fica muito mais fácil quando usamos produtos de qualidade. Nesse sentido, saber como usá-los é importante para conquistar o barbear perfeito. A manutenção das lâminas, por exemplo, é quesito fundamental e mantê-las limpas facilita bastante a raspagem dos pelos, além de ajudar a prolongar sua vida útil.

Enquanto estiver fazendo a barba, lave o barbeador com água quente sob a torneira entre as passadas no rosto e certifique-se de molhar todos os extremos para limpá-lo por inteiro. O corte não será tão eficaz e preciso se a lâmina estiver suja por causa do excesso de pelo e espuma. “Resíduos nos cantos do aparelho podem dificultar o deslizar”, explica o dermatologista Amilton Macedo.

5. Não bata o aparelho de barbear na borda da pia

Após terminar de raspar todo o rosto, evite aquela batidinha na pia pois pode danificar a lâmina. Lave-a em água corrente e balance o aparelho para eliminar o excesso de água. Evite secar com toalhas ou outros tecidos e guarde-o em local protegido do vapor quente do chuveiro para preservá-lo da umidade.

6. Fita lubrificante sinaliza o momento da mudança

Mesmo mantendo as lâminas de barbear sempre limpas chega um momento em que é preciso substituí-las. A troca é fundamental para garantir principalmente a eficácia e precisão do corte, evitando diversos tipos de problema, como a irritação da pele ou dolorosas lesões. Evite realizar a retirada do pelo com uma lâmina que seja velha ou enferrujada, pois pela falta de corte se faz necessário passar o aparelho mais de uma vez no rosto, o que acaba provocando irritação na pele.

7. Barbear no sentido do pelo

Esta é provavelmente a dica mais básica, mas que é ignorada em muitos casos, especialmente porque muitos homens não sabem que o sentido do pelo varia de acordo com a região do rosto. Quando o pelo é cortado no sentido contrário existem maiores chances de encravar quando voltar a crescer, sendo por essa razão que alguns homens possuem pelos encravados em apenas uma região do rosto.

Por isso, antes de barbear, deve-se tentar descobrir em que sentido o pelo está crescendo em cada região do rosto, como as bochechas, o queixo ou o pescoço, por exemplo, e, depois, barbear nesse sentido. Uma boa forma de fazer isso é passar um dedo ou um cartão de crédito pela barba e tentar perceber em que sentido existe menor resistência.

8. Lavar o rosto com água fria após terminar

Além de permitir retirar os restos do creme ou do gel que ficaram no rosto, lavar a face com água fria também permite fechar os poros, evitando que fiquem abertos e possam ir acumulando poeira e células mortas, que além de causar pelos encravados, deixam a pele muito irritada.

9. Passar um creme ou gel pós barba

Os produtos utilizados no pós barbear, como os cremes, géis ou óleos aftershave, contêm substâncias refrescantes e anti-inflamatórios que ajudam a pele a se recuperar mais rapidamente do contato agressivo com as lâminas. Estas propriedades permitem não só deixar a pele menos irritada, mas também deixam uma agradável sensação de frescor e hidratação.

Onde comprar barbeador?

Como todos os produtos para fazer a barba que postamos recentemente, você consegue encontrar diversas marcas e modelos de barbeador nas farmácias e drogarias da sua região através do Cliquefarma. Nosso buscador e comparador de preços te ajuda a comprar o seu produto sem nem mesmo precisar sair de casa e garantindo a melhor oferta! Confira agora mesmo e depois comente conosco qual foi sua experiência fazendo uso do barbeador escolhido. Sua opinião é importante para nós!