Novembro Azul: Mês dedicado à saúde do homem

01/11/2019 0 Por cliquefarma

O mês de novembro é marcado por uma campanha já há alguns anos, que visa alertar os homens sobre a importância da prevenção ao câncer de próstata e os cuidados com a saúde de forma geral mesmo. Acompanhe este artigo que vamos lhe explicar um pouco mais sobre tudo isso.

O INCA e o Ministério da Saúde (MS) estão aproveitando as celebrações em torno do Novembro Azul para divulgar essas ações tão importantes!

 

No Brasil, o MS colocou-se favorável à abordagem integral da saúde dos homens. Recentemente, inclusive lançou, com apoio técnico do INCA, a página Câncer de próstata; causa, sintomas, tratamento e prevenção em seu portal na Internet. O INCA também postou a cartilha Câncer de próstata: vamos falar sobre isso? com informações para que as pessoas possam entender mais acerca da doença e decidirem o que é melhor para a própria saúde. 

 

A cartilha incentiva a conversa com o profissional de saúde. Além disso, o Instituto também produziu o vídeo Saúde do homem – um alerta e ao mesmo tempo um convite para que o homem se cuide. A rede de cinemas Kinoplex está exibindo o vídeo em todas as suas salas, em diferentes estados do País. A versão com 30 segundos de duração será veiculada no início de cada sessão, no período de 29 de novembro a 5 de dezembro.

 

Em 2015, o MS e o INCA editaram nota técnica na qual sugerem, entre outras coisas, a capacitação dos profissionais da atenção básica para que esclareçam os homens sobre os sintomas do câncer de próstata; a promoção da qualificação dos agentes comunitários e das equipes de saúde da família para que também possam orientar a população; a implementação de estratégias educacionais, de comunicação e de divulgação de medidas preventivas, promoção e atenção à saúde masculina; e a instauração de políticas nacionais voltadas para a saúde do homem e da pessoa idosa.

Afinal, o que é o câncer de próstata?

O câncer de próstata, tipo mais comum entre os homens, é a causa de morte de 28,6% da população masculina que desenvolve neoplasias malignas. No Brasil, um homem morre a cada 38 minutos devido ao câncer de próstata, segundo os dados mais recentes do Instituto Nacional do Câncer (Inca).

Mas, o que é a próstata?

Trata-se de uma glândula do sistema reprodutor masculino, que pesa cerca de 20 gramas, e se assemelha a uma castanha. Ela localiza-se abaixo da bexiga e sua principal função, juntamente com as vesículas seminais, é produzir o esperma.

 

Sintomas

Na fase inicial, o câncer de próstata não apresenta sintomas e quando alguns sinais começam a aparecer, cerca de 95% dos tumores já estão em fase avançada, dificultando a cura. Na fase avançada, os sintomas são:

 

  • dor óssea;
  • dores ao urinar;
  • vontade de urinar com frequência;
  • presença de sangue na urina e/ou no sêmen.

 

Fatores de risco

  • histórico familiar de câncer de próstata: pai, irmão e tio;
  • raça: homens negros sofrem maior incidência deste tipo de câncer;
  • obesidade.

 

Falando sobre prevenção e tratamento

Podemos conferir que a única forma de garantir a cura do câncer de próstata é o diagnóstico precoce. Mesmo na ausência de sintomas, homens a partir dos 45 anos com fatores de risco, ou 50 anos sem estes fatores, devem ir ao urologista para conversar sobre o exame de toque retal, que permite ao médico avaliar alterações da glândula, como endurecimento e presença de nódulos suspeitos, e sobre o exame de sangue PSA (antígeno prostático específico). 

 

Cerca de 20% dos pacientes com câncer de próstata são diagnosticados somente pela alteração no toque retal. Outros exames poderão ser solicitados se houver suspeita de câncer de próstata, como as biópsias, que retiram fragmentos da próstata para análise, guiadas pelo ultrassom transretal.

 

A indicação da melhor forma de tratamento vai depender de vários fatores, como estado de saúde atual, estadiamento da doença e expectativa de vida. Em casos de tumores de baixa agressividade há a opção da vigilância ativa, na qual periodicamente se faz um monitoramento da evolução da doença intervindo se houver progressão da mesma.

 

O que significa a campanha do Novembro Azul

 

Podemos observar que, mesmo com as constantes campanhas de prevenção e alerta para a realização dos exames que podem detectar o câncer de próstata em estágio inicial, muitos homens com idade a partir de 45 anos ainda relutam em seguir as recomendações do rastreamento. O câncer de próstata é o tipo mais comum entre os homens brasileiros, atrás apenas do câncer de pele.

 

A cada ano, o país registra cerca de 68 mil novos casos e 15 mil mortes causadas pelo tumor, e aproximadamente 3 milhões vivem com a doença, sendo essa, a segunda maior causa de morte por câncer em homens no Brasil, segundo o INCAl. Falta de informação, preconceito e vergonha são algumas das razões que levam o público masculino a deixar de lado procedimentos simples, rápidos, indolores e fundamentais para identificar a doença em estágio inicial. 

 Frente a essa realidade, a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) inicia mais uma edição da campanha Novembro Azul, que chama a atenção para o diagnóstico precoce do câncer de próstata e também para a saúde do homem de forma global. O tratamento para quem identifica precocemente o câncer de próstata chega a índice de cura de até 90%.

 

É claro que, a participação e o apoio da mulher são muito relevantes porque é ela quem incentiva seu companheiro, seu pai, seu familiar ou seu amigo a fazerem seus exames preventivos. E é por isso mesmo que o Novembro Azul é um movimento que visa atingir a população de modo geral, mostrando como é importante cuidar da saúde.

 

Ao longo dos anos, o Novembro Azul tornou-se uma ação de domínio público e passou a ser incorporada por outras ONGs, empresas privadas e pelo setor público, engajando milhões de pessoas. Atualmente, o Novembro azul tornou-se uma ação de domínio público e é a maior campanha de combate ao câncer de próstata do Brasil. Ela passou a ser incorporada por ONGs, empresas privadas e setor público, o que abrange e engaja milhões de pessoas!  

Campanha da SBU conta com famosos para essa divulgação tão importante!

Na campanha promovida pela SBU, foram nomeados como padrinhos, o chef Henrique Fogaça e o ex-jogador de futebol Zico e eles gravaram vídeos conscientizando os homens que é hora de cuidar da saúde.

 

O tema deste ano é “Seja herói da sua saúde”, ambos os padrinhos da campanha não têm medo nem preconceito com os exames da próstata – que englobam uma avaliação do risco pelo urologista, seguida pelo toque retal e a dosagem de PSA – e aceitaram de imediato o convite da Sociedade.

 

De acordo com o coordenador do Novembro Azul da SBU, Dr. Geraldo Faria, o mês de novembro é uma oportunidade de conversar com os homens sobre a importância de cuidar da saúde. “Queremos alertar não só para a saúde da próstata, como também incentivar o homem a olhar mais para a sua saúde, fazer exames que podem prevenir uma série de outras doenças. As mulheres culturalmente têm esse cuidado, mas os homens só vão ao médico quando não se sentem bem. Ter a consciência de que é preciso também fazer um check-up é fundamental”, aponta.

A SBU recomenda que os homens a partir da puberdade devem procurar um profissional especializado, para avaliação individualizada. Já mencionamos aqui no blog que o início da avaliação do risco de câncer da próstata começa aos 50 anos e, naqueles da raça negra, obesos mórbidos ou com parentes de primeiro grau com câncer de próstata devem começar aos 45 anos. 

 

Os exames deverão ser realizados após uma análise dos fatores de risco pelo urologista e ampla discussão de riscos e potenciais benefícios, em decisão compartilhada com o paciente. Após os 75 anos, poderá ser realizado apenas para aqueles com expectativa de vida acima de dez anos.

 

“É importante esclarecer que, além do câncer, a próstata pode apresentar outros problemas como seu crescimento benigno, que atinge cerca de 50% dos homens acima de 50 anos, gerando dificuldade de micção, e a prostatite, que é a inflamação da glândula. Assim, a avaliação da próstata é importante”, acrescenta o presidente da SBU, Dr. Sebastião Westphal.

Programação dessa campanha

Neste ano, a programação será marcada por intervenções em espaços públicos com a presença de urologistas, ligas de urologia das faculdades de medicina e com o Dr. Prost, o mascote da campanha, que dá orientações à população sobre o Novembro Azul. No dia 26 de novembro, acontece na Câmara dos Deputados, em Brasília, o XVI Fórum de Saúde do Homem. Monumentos e órgãos públicos espalhados pelo Brasil serão iluminados de azul, como o Palácio do Planalto (DF) e o Palácio Bandeirantes (SP).

 

Nas redes sociais do Portal da Urologia, site oficial da SBU dedicado aos leigos, haverá uma live para esclarecer dúvidas no dia 11 de novembro às 18h com o urologista Dr. Alfredo Canalini, secretário-geral da SBU. Também ao longo do mês, haverá veiculação de material informativo no site oficial da SBU e em suas redes sociais (FB: @portaldaurologia e IG: @portaldaurologia). Serão realizados ainda eventos locais promovidos pelas Seções Estaduais da SBU contando com palestras, corridas, fóruns, rodas de conversa, distribuição de material educativo, entre outros.

A importância do homem cuidar da saúde

Uma pesquisa realizada pela revista Saúde e o Instituto Lado a Lado pela Vida em agosto, com 2.405 homens, mostrou que 59% deles não costumam ir ao urologista. Entre os homens acima de 50 anos atendidos pela rede privada ou planos de saúde, 89% disseram já ter feito o PSA e 65% o exame de toque. Entre os atendidos pelo SUS, 45% nunca foram submetidos ao toque retal e 16% não fizeram o exame de PSA.

 

“Muita coisa já mudou nos últimos anos, mas percebemos com esses dados que o exame de toque retal ainda assusta os homens”, afirma o coordenador da campanha Novembro Azul. Por isso, a entidade este ano convidou personalidades fortes e ao mesmo tempo carismáticas para ilustrarem a campanha.

 

Nós vemos semanalmente, o chef Henrique Fogaça, conhecido por seu temperamento incisivo no programa MasterChef e pelos feitos gastronômicos nos restaurantes onde assina o menu. E ele garante que não tem medo do desafio de cuidar da própria saúde. “Eu costumo sempre ir ao médico, especialmente agora depois dos 40 anos. Já fiz exames como o da próstata e outros para conferir como estavam os órgãos. Acho muito importante fazer esses exames e quem ama a vida se cuida”, defende ele.

 

Fogaça reconhece que, assim como ele, os homens percam o medo e visitem o urologista para os exames da próstata. “Decidi participar do Novembro Azul, pois acho muito importante que os homens do Brasil saibam do perigo do câncer de próstata e também possam cuidar do corpo como um todo para terem uma vida mais saudável”, alerta. Como citado anteriormente, Fogaça gravou um vídeo de apoio ao Novembro Azul.

 

Zico já apoia a iniciativa há alguns anos e mesmo morando no Japão, onde é diretor técnico do clube Kashima Antlers, fez questão de participar. “Apoio a iniciativa porque a população e, principalmente, o homem precisa saber do alto índice de câncer de próstata e todo cuidado é pouco. Cuidar da saúde é fundamental e prevenir ainda é o melhor remédio”, disse.

 

Diagnóstico e novidades no tratamento

O diagnóstico do câncer de próstata é feito exclusivamente através da biópsia da próstata. Para indicar corretamente a biópsia, o urologista precisa levar em consideração vários aspectos, dentre eles, o toque retal. A finalidade desse exame é detectar qualquer alteração na próstata (endurecimento, nódulos) que possa estar relacionada com a presença do câncer. 

 

Apesar de desconfortável, é parte fundamental da avaliação prostática, servindo também para auxiliar na decisão da melhor forma de tratamento, caso o câncer esteja presente. O PSA é o marcador mais utilizado no auxílio ao diagnóstico de câncer de próstata. 

 

Isoladamente, o PSA elevado não significa necessariamente que o indivíduo tem câncer de próstata, por isso a necessidade do toque retal. “Os exames são complementares, e mesmo que um deles não acuse a doença, o outro pode indicar”, afirma Dr. Geraldo Faria.

O que há de novo no tratamento do câncer de próstata?

 

Muitos homens têm medo do diagnóstico de câncer, porém, a medicina tem evoluído para proporcionar aos pacientes tratamentos menos invasivos e cada vez mais eficazes. É isso que aponta o coordenador do Departamento de Uro-Oncologia da SBU, Dr. Wilson Busato. 

Ele explica que atualmente é priorizada a separação entre identificação de um tumor na próstata e a necessidade de tratá-lo, evitando tratamentos agressivos para doenças de baixo risco de progressão e reduzindo o chamado “super-tratamento” ou tratamentos desnecessários.

 

Ele também afirma que existem novidades como a utilização de exames de imagem em paciente com indicação clínica para biópsia, como a ressonância magnética multiparamétrica, que podem indicar a probabilidade de encontrar um câncer de próstata significativo utilizando a mais recente escala PI-RADS 2.1. Esse exame já foi incorporado na maioria das diretrizes internacionais e está chegando aos consultórios brasileiros.

Mais cores dos meses e seus significados em cada campanha

Este artigo abrange principalmente o Novembro azul, mês em que estamos e para qual campanha ele está direcionado. Mas, você sabia que todos os meses do ano possuem cores específicas? Sim, é isso mesmo! O nosso calendário é marcado por tonalidades que buscam chamar a atenção e conscientizar as pessoas sobre a importância de cuidarmos da saúde e priorizar a nossa qualidade de vida.

 

Apesar de ainda não existir um calendário oficial sobre as cores dos meses, as campanhas são cada vez mais conhecidas, divulgadas e abraçadas pelas pessoas ao redor do mundo. Por isso, é tão importante obtermos conhecimento dessas causas, termos a maior quantidade de informações e engajamentos às ações. Abaixo fizemos uma lista com as especificações das cores indicadas para cada mês e qual a campanha a que elas se destinam:

As cores dos meses na prevenção de doenças

JANEIRO Branco: “Mente sã, corpo são”. O primeiro mês do ano é um alerta sobre a saúde mental. As ações dessa campanha buscam ressaltar a importância de cuidarmos não só da parte física, mas como emocionais para o melhor equilíbrio e bem-estar.

 

FEVEREIRORoxo / Laranja: Apesar de ser mais curto que os demais, fevereiro é um dos meses com mais causas engajadas. O período é referente ao combate da conscientização da lúpus, do Mal de Alzheimer e da fibromialgia. O segundo mês do ano também tem uma campanha “alaranjada”, para conscientizar sobre a leucemia.

 

MARÇO Azul Escuro: A campanha durante todo o mês de março é voltada ao debate sobre a prevenção ao câncer colorretal.

 

ABRILAzul: É um dos meses que já tem campanha bem conhecida e estabelecida no mundo todo. O Abril Azul é voltado ao debate sobre o autismo, por causa do dia 02/04, que é data do “Dia Mundial de Conscientização do Autismo”.

 

MAIO Amarelo / Vermelho: O quinto mês do ano é destinado à prevenção de acidentes de trânsito. Já o “Maio Vermelho” tem como objetivo principal informar sobre a hepatite.

JUNHOVermelho: O laço vermelho do sexto mês do ano é indicativo para a importância de doar sangue. Isso se deve ao dia 14/06, o “Dia Mundial do Doador de Sangue”. Junho ainda se colore de Laranja para a conscientizar sobre a anemia.

 

JULHOAmarelo: O sétimo mês do ano ganha a cor amarelada para trazer à tona a conscientização sobre o câncer ósseo e também as hepatites virais.

 

AGOSTO Dourado: Neste mês, entre os dias 01 e 07, acontece a “Semana Mundial da Amamentação”, por isso, o período é destinado às informações sobre o aleitamento materno.

 

SETEMBRO Vermelho / Verde: O nono mês do ano fica vermelho para ressaltar a importância de cuidarmos da saúde do coração. O período também destaca ações sobre a doação de órgãos e a prevenção do câncer no intestino. Para essas duas campanhas, o mês se pinta de verde.

 

OUTUBRO Rosa: Mais divulgado e conhecido por todo o mundo, o Outubro Rosa foi uma das primeiras campanhas criadas (Iniciou nos Estados Unidos na década de 1990) e é dedicado à conscientização sobre o câncer de mama.

 

NOVEMBROAzul: E se outubro é dedicado em maior parte à saúde feminina, novembro chega para os homens quebrarem seus preconceitos históricos. O Novembro Azul ganha também um logotipo em formato de bigode para conscientizar a pessoas sobre a importante de prevenir e combater o câncer de próstata. Além disso, a cor também serve para campanhas voltadas aos cuidados da diabetes.

DEZEMBROLaranja / Vermelho: O ano se fecha com cores vibrantes. O “Dezembro Laranja”, serve para conscientizar sobre a importância de combater o câncer de pele, enquanto o “Dezembro Vermelho”, ressalta a necessidade de prevenir a AIDS.

Como a alimentação saudável pode ajudar a prevenir doenças?

Considerado um dos “pais da medicina ocidental”, Hipócrates (460 a.C.-377 a C.), já explicava que a alimentação saudável era a base da vida. Com sua célebre frase: “Seja o teu alimento o teu medicamento e seja o teu medicamento o teu alimento”, a noção dos alimentos como fontes de cura e bem-estar era nítida e passou a ser considerada além das crenças do “senso-comum”.

 

Hoje em dia, a ciência reconhece que a alimentação é um fator determinante para a prevenção de doenças. Até pouco tempo, os estudos se restringiam a achar que o nosso corpo necessitava apenas dos nutrientes básicos (carboidratos, gorduras, proteínas, minerais, vitaminas e água) para funcionar corretamente. Agora, cada vez mais, são reconhecidas a importância dos valores nutricionais encontrados de forma superpotentes em todos os vegetais, os chamados “fitoquímicos”.

 

Apesar das pesquisas estarem apenas começando, grandes novidades estão sempre vindo à tona para enfatizar o poder de cura dos alimentos naturais. Grãos e sementes, como a soja; verduras, como o repolho, e frutas, como o limão, são considerados “salva-vidas”, por possuírem compostos nutricionais capazes de fortalecer o organismo e defender qualquer ação externa ofensiva de vírus ou bactérias causadores de doenças e enfermidades no corpo.

Iniciativa de apoio e informação que é sempre bom divulgar!

Você sabia também que o INCA, em parceria com o SUS e o MS lançaram a Biblioteca Virtual de Saúde – Prevenção e Controle de Câncer? Trata-se de um projeto coordenado pelo Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde (BIREME), da Organização Pan-americana da Saúde (OPAS)/ Organização Mundial da Saúde (OMS), sob a liderança do Instituto Nacional de Câncer, José Alencar Gomes da Silva (INCA).

 

Essa Biblioteca Virtual representa um modelo de cooperação técnica comprometida com a promoção da produção e da operação descentralizada de conhecimentos na área da prevenção e do controle do câncer. Tem como finalidade efetivar a expansão de informações disponíveis em texto completo e promover a geração de novas propostas de parceria, além de fortalecer a criação de redes para a gestão das informações geradas na área de Prevenção e Controle de Câncer.

 

Confira inúmeros conteúdos de publicações científicas, artigos, teses e dissertações, além de materiais audiovisuais, eventos e notícias sobre o tema lá agora mesmo!

Conte-nos a sua opinião sobre este assunto ou se tem alguma dúvida sobre o Novembro Azul nos comentários abaixo. O que você pensa é importante para nós!