Saiba tudo sobre o Cimegripe!

12/01/2022 0 Por cliquefarma

Não há como negar que os sintomas da gripe, seja ela forte ou fraca, é um dos piores que pode-se ter. A gripe e o resfriado vem não apenas com uma dor de cabeça irritante, coriza e nariz entupido, mas também com possível falta de ar, dores no corpo e outros sintomas que causam fadiga no paciente. Por conta dessas gripes serem tão comuns, em especial no inverno e no começo do ano, existem várias opções de antigripais no mercado. Entre eles, podemos citar que a linha de medicamentos Cimegripe é uma das mais populares e por muitas razões ótimas.

Se você nunca usou a linha Cimegripe de medicamentos antigripais, então vale conhecer um pouco mais sobre esses remédios criados pelo laboratório Grupo Cimed. Essa linha contém vários medicamentos diferentes e específicos para cada caso, ou seja, existe um ótimo para cada nível de gripe ou resfriado e para pessoas de todas as idades. Se você quer se prevenir contra esses sintomas chatos da gripe, então vale aprender mais sobre a função e apresentação de cada medicamento da linha Cimegripe, seus benefícios, contra indicações e também seu preço, saiba como comparar o preço de forma justa e achar aquele que cabe no seu bolso com a ajuda da plataforma da Cliquefarma.

Mas afinal, o que realmente é a gripe? Muitos nem mesmo entendem do que se trata esse vírus que afeta milhares de pessoas todos os anos. Mesmo após a pandemia do vírus da Covid-19, ainda é muito comum que haja pessoas sofrendo com a gripe comum. Se você não sabe muito sobre ela, vale aprender mais para poder se prevenir com eficiência e saber identificar os sintomas. Mesmo sendo sintomas muito parecidos com os da Covid, é possível que a intensidade seja muito menor. Continue lendo esse artigo e saiba mais.

O que é a gripe?

Muitos já sofreram pelo menos uma vez com o vírus da gripe em sua vida, mas não sabem exatamente do que se trata de forma técnica. Muitas pessoas não acham que saber sobre a gripe possa ser importante, pois pode ser um vírus muito fraco para causar um grande estrago, porém é muito importante saber sobre ele por essa mesma razão. Por ser um vírus tão comum é muito fácil subestimá-lo como algo sem nenhum risco, mas alguns sintomas podem ocasionar em muito desconforto nos dias em que esse vírus está ativo.

A recuperação depende do sistema imunológico de uma pessoa e o quão forte esse sistema é. Um sistema imunológico saudável faz com que a gripe dure poucos dias ou até mesmo um dia. Um sistema fraco faz com que a ocorrência de gripe seja mais comum, pois ele sofre com o vírus mais facilmente e por um período mais longo. É possível que uma pessoa tenha a gripe por semanas por conta de um sistema imunológico fraco.

É comum que a gripe seja a definição usada para qualquer tipo de doença com sintomas fracos, como um resfriado comum ou uma virose estomacal que tenham sintomas parecidos com os da gripe. Mas na realidade os sintomas da gripe são piores que os sintomas de um resfriado comum e podem durar mais.

A gripe é comum em épocas de frio, como o inverno ou outono, e ela é causada geralmente por dois tipos diferentes de vírus. Esses vírus recebem o nome de influenza A e B. Todos os anos, é possível encontrar cepas diferentes desse vírus. Para evitar a contaminação com a gripe de forma muito frequente, é preciso tomar uma vacina contra a gripe em seu posto de saúde local e também manter a saúde em dia.

Cimegripe

Quais os sintomas da gripe?

Os sintomas da gripe podem variar entre os pacientes, dependendo exclusivamente do seu sistema imunológico. Os sintomas mais comuns são a tosse seca, possível febre, dor de garganta ou garganta seca, dores no corpo e na cabeça e também é possível sofrer com coriza e nariz entupido em alguns casos. O paciente costuma ficar com cansaço extra e falta de fome nos primeiros dias. Os primeiros quatro dias são os piores, em especial no período da noite, mas após cinco ou seis dias é comum que a gripe vá embora.

Mesmo sem ter noção, é capaz que uma pessoa esteja com o vírus da gripe. Demora-se em torno de 1 a 4 dias para que o sistema imunológico de uma pessoa entenda que ela está com o vírus e para que os primeiros sinais apareçam, isso também depende da força de seu sistema. A maioria das pessoas se recupera com facilidade, porém é comum que haja casos onde uma infecção bacteriana ocorra.

Quando essa infecção ocorre é onde há infecção de ouvido, garganta, nos seios da face e outros locais. Em casos onde não há um tratamento adequado para esses tipos de caso com infecção, pode-se ocorrer a pneumonia.

Existem grupos de pessoas que correm um risco maior de pegar a gripe, por isso devem se manter atentas. Crianças pequenas ainda não contam com um sistema imunológico totalmente formado antes de seus 12 anos de idade e, por isso, é muito comum que elas tenham recaídas frequentes. Já mulheres grávidas podem ficar com seu sistema afetado pela gestação e devem cuidar-se bem para evitar casos graves da gripe, pois são frágeis durante esse período. Adultos acima de 50 anos e pessoas com doenças crônicas estão em grupos de risco que podem pegar a gripe com mais facilidade e ainda sofrer com os casos mais graves desse vírus.

E o resfriado, o que ele é?

Muito pelo contrário do que se acredita popularmente, o resfriado e a gripe não se tratam do mesmo vírus. Mais de 200 vírus diferentes podem levar uma pessoa a contrair um resfriado e ele conta com sintomas muito mais fracos do que a gripe. Ele se trata de um vírus que afeta principalmente os seios da face, o nariz e garganta, levando eles a ficarem congestionados.

Para contrair o resfriado basta que o paciente pegue ele através do vírus espirrado ou tossido no ar por outra pessoa com o vírus. Ou seja, é muito fácil que haja casos de resfriado por conta do descaso de uma pessoa. Porém vale lembrar que muitos não sabem que estão com esse vírus, pois seus primeiros sintomas também aparecem apenas alguns dias após a contaminação.

A cada ano, é comum que um adulto fique resfriado entre 2 a 3 vezes, em especial durante a época de inverno ou outono. As crianças podem ficar ainda mais vezes durante o ano. Por isso, é comum que muitos sofram com os sintomas de 7 a 10 dias, porém eles só vêm a aparecer 3 dias após o contato inicial com o vírus. Esses sintomas são a tosse, a dor de garganta, coriza, desconforto, falta de apetite, secreção clara pelo nariz (a chamada de muco) e dores pelo corpo. Espirros são muito comuns durante o resfriado.

Mas qual a diferença entre a gripe e o resfriado?

Enquanto o resfriado e a gripe são muito parecidos, é preciso se ligar para saber suas principais diferenças. Afinal, podemos descrever ambos de uma forma muito ampla e que depende exclusivamente da força de nosso sistema imunológico ou idade, mas qual a principal diferença entre esses vírus?

De forma técnica, podemos dizer que a gripe se trata de um tipo de vírus dividido em duas categorias, a influenza A ou influenza B, enquanto o resfriado se trata de milhares de vírus que podem causar o desconforto em nosso sistema imunológico, já que mais de 200 vírus podem causar ele. De forma geral, podemos dizer que a gripe atinge nosso corpo muito mais rapidamente que o vírus do resfriado, que passa por um processo de incubação dentro de nosso organismo antes que alcance o pico de sintomas onde o paciente vai realmente identificar o vírus em seu corpo.

Os resfriados não possuem uma incidência de febre alta significativa, o que não é o caso para a gripe. Em geral, todos os sintomas do resfriado podem ser considerados muito mais fracos do que os sintomas apresentados pela gripe. Quando alguém está resfriado, ele normalmente não passa do chamado estado febril, ou seja, o estado onde o corpo não entrou ainda no estágio de febre, porém se apresenta com uma temperatura ao redor de 37,7 °C. A gripe, no entanto, apresenta febre acima desse número.

Nesse caso, a febre já pode ser um risco para o paciente e ele deve tomar os devidos medicamentos contra esse sintoma. A linha de medicamentos Cimegripe pode ser um desses. Banhos gelados também são opções para aliviar o sentimento febril. Esse sintoma é mais comum em idosos e crianças, por isso é preciso ficar de olho em sua temperatura. Ter um termômetro em casa é ideal para casos como esse.

Outra indicação de gripe é uma tosse seca, enquanto durante um resfriado podemos sentir dor na garganta, no ouvido e dificuldades para respirar por conta de um nariz congestionado com muco. Por conta da irritação que o muco causa, é comum que no resfriado haja espirros muito facilmente, o que é outro sintoma que não existe na gripe.

Um sintoma muito comum na gripe que não ocorre no resfriado é a presença de uma grande fadiga. Por ser um vírus mais forte, a gripe pode oferecer um sentimento terrível de cansaço, e por isso é preciso que o paciente descanse, durma bem e coma bem para se curar facilmente do vírus.

cimegripe

Quais as diferenças da Covid-19 para um resfriado ou gripe?

Não é correto afirmar que o vírus da Covid-19 seja apenas um pequeno resfriado ou gripe. Após 2 anos de pandemia, já foi muito comprovado que o vírus se trata de uma ameaça real. Por isso, participar das campanhas de vacina atuais que ocorrem nos estados brasileiros e tomar todas as doses, inclusive a de reforço, é extremamente necessário. Além de que o uso de máscara e álcool em gel continua sendo recomendado, já que não podemos dizer que a pandemia acabou completamente.

Podemos afirmar que o vírus da Covid-19 se parece com um resfriado por causar danos em nosso sistema respiratório. Portanto, é correto afirmar que existe similaridade entre esses vírus, porém a intensidade é de extrema diferença. Em especial, a tosse de um paciente com Covid-19 pode ser completamente diferente de um paciente com resfriado ou gripe.

A tosse de um resfriado vem juntamente do muco e do congestionamento do nariz. Entretanto, a tosse da Covid-19 não contém muco, ela é seca e pode causar falta de ar e persistir por um longo tempo. É preciso tomar cuidado com a intensidade do vírus, pois afeta de forma diferente cada organismo e cada faixa etária.

Devemos notar que, mesmo com a presença das vacinas, é preciso ter cautela com o vírus. Mesmo com uma grande taxa de aceitação da vacina no Brasil e de sucesso para evitar casos que levam à morte, vale notar que ainda há possibilidade de casos sérios onde é preciso levar o paciente até o hospital para que ocorra internação.

Em casos menos graves, é preciso que haja um isolamento dentro de casa, possivelmente em um cômodo isolado das outras pessoas presentes na casa para evitar a contaminação. Portanto, o mais recomendado por médicos é que haja calma e que o paciente se cuide comendo bem, deixando as janelas e portas do local onde está isolados abertas para uma circulação de ar saudável, evitar o compartilhamento de qualquer item da casa com outras pessoas, higienizar o banheiro após sua utilização com álcool ou água sanitária e evitar sair de casa a qualquer custo. Caso seja necessário, é preciso o uso de máscara durante todo o momento.

Os medicamentos antigripais de combinação

A linha de medicamentos antigripais Cimegripe se trata de um tipo de medicamento antigripal chamado antigripal de combinação, um dos tipos mais comuns no mercado brasileiro. Esses produtos colocam entre duas ou quatro substâncias em um só produto, o que faz com que o paciente evite tomar muito líquido ou consumir muitos comprimidos por dia. Deve-se notar sempre essas substâncias incluídas nesses medicamentos, pois é possível que haja outros medicamentos comuns de se usar durante o período da gripe e do resfriado, o que causa uma possível superdosagem maléfica para o paciente.

Um exemplo é que muitos desses medicamentos usam um outro tipo de remédio: o paracetamol. Como muitos sabem, ele não pode ter uma dosagem superior a 3.000 mg por dia para que ela seja segura. Então, precisamos sempre nos manter antenados para o conteúdo dos remédios que compramos. Saber sua composição é algo muito importante, em especial para casos específicos, como um resfriado obtido após a aplicação de uma vacina. Em casos de dúvida, é possível perguntar para um profissional farmacêutico sobre o produto que está sendo comprado.

Pode-se dizer que o Cimegripe é um dos produtos chamados de antigripais de combinação mais populares no Brasil. Se você nunca o utilizou e deseja saber mais para combater os sintomas irritantes da gripe e do resfriado, continue lendo e saiba sobre suas vantagens, preço médio e sua composição, além de como usar ele da maneira correta.

Cimegripe: O que é?

A Cimegripe não se trata apenas de um medicamento, pois existe uma linha de medicamentos criada com o nome. Ela foi desenvolvida pelo laboratório Cimed com intuito de lutar contra os sintomas da gripe e resfriado como a febre, coriza, dores no corpo e outras.

Quais os tipos de Cimegripe no mercado?

Podemos mencionar que existem, ao todo, quatro tipos diferentes de medicamentos antigripais nessa linha de remédios. Confira quais são suas composições e descrições abaixo.

Cimegripe

O primeiro medicamento presente nessa linha da Cimed é o próprio Cimegripe comum. Ele atua diretamente no sistema nervoso central e consegue diminuir a febre e o nível da dor no corpo sentida pelo paciente. Seus efeitos podem começar em apenas 15 minutos, o que faz dele um ótimo medicamento.

Sua apresentação são cápsulas amarelas contendo 400 mg de paracetamol, 4 mg de maleato de clorfeniramina e mais 4 mg de cloridrato de fenilefrina. Suas caixas contém entre 20 ou 100 cápsulas, dependendo do modelo comprado, portanto seu preço tende a variar em relação ao número de cápsulas presentes na embalagem.

Como todo remédio que luta contra os sintomas da rinite, alergia e outros como coriza, é preciso notar que Cimegripe é feito para ser consumido no período da noite, pois pode causar cansaço e sono no paciente.

Cimegripe Dia

Ao contrário do CImegripe comum, o Cimegripe Dia é feito para ser consumido durante o dia. Nesse caso, uma pessoa pode alternar entre o consumo do Cimegripe Dia durante o dia e o Cimegripe comum durante a noite. Sua composição é muito parecida com a de Cimegripe comum, porém contém a adição extra de um comprimido revestido em branco contendo apenas 400 mg de paracetamol. Suas embalagens podem variar em número de cápsulas, podendo ir de 12 até 120 comprimidos revestidos.

Seus efeitos começam aparecer apenas meia hora após o paciente fazer seu consumo. Ele funciona para descongestionar o nariz, combater o sentimento de febre e outros sintomas do resfriado e gripe, assim como Cimegripe comum.

Cimegripe Gotas

Esse tipo de Cimegripe é feito em especial para bebês ou crianças abaixo de 10 anos de idade que ainda não gostam ou não podem fazer o consumo de cápsulas. Em sua composição, apenas há a presença do paracetamol, sendo 100 mg ao todo. No frasco pode-se haver a opção do sabor de frutas e podemos encontrar dois modelos para o Cimegripe Gotas: O Cimegripe Bebê Suspensão oral e Cimegripe Criança Suspensão oral.

O frasco para bebês contém 15 mL, enquanto o para crianças contém 60 mL. Eles são medicamentos que aliviam as dores e a sensação febril nas crianças e seus efeitos também funcionam rapidamente dentro de 15 ou 30 minutos.

Cimegripe Chá

Finalmente, chegamos ao quarto e último tipo de medicamento na linha da Cimed. O Cimegripe Chá é um tipo de pó de preparação instantânea que podemos encontrar com sabor de mel e limão, contendo até 100 mg em caixas com 50 envelopes com apenas 5 g cada um. Ele contém apenas a presença do paracetamol assim como o Cimegripe Gotas, ao todo 100 mg da substância.

Podemos encontrar o Cimegripe Chá com o nome Cimegripe 77 C e ele tem um maior efeito nas dores de cabeça e febre, agindo no corpo em apenas meia hora e permanecendo nele por até 6 horas.

Qual o preço do Cimegripe?

O preço para cada modelo pode variar, porém o Cimegripe comum pode ter uma variação de preço entre R$13,00 e R$22,00 dependendo de onde o paciente decidir comprar ele. Portanto, é ótimo usar a Cliquefarma para fazer uma boa pesquisa de mercado antes de escolher a farmácia certa para comprar seu Cimegripe, independente do modelo ou da quantidade de cápsulas contidas em sua embalagem.

Contra indicações do Cimegripe

Não deve-se consumir esse remédio caso o paciente sofrer com sensibilidade ao conteúdo de sua fórmula, ter problemas cardíacos prévios, diabetes ou glaucoma, doença renal, insuficiência hepática de alta gravidade, está em gestação ou em período de lactação, isso sem uma consulta prévia com o médico. 

Caso o paciente entre dentro desse grupo de risco, é preciso que haja uma prescrição médica adequada. Caso não entre dentro de nenhuma especificação citada, o Cimegripe pode ser comprado em qualquer farmácia sem o uso de uma prescrição médica profissional. Mesmo assim, sempre procure conferir a bula e a composição do remédio.

Cimegripe: A melhor linha de antigripais combinados do Brasil

Se você busca segurança e eficácia, é possível dizer que contar com a linha de antigripais Cimegripe do laboratório Cimed é a melhor opção. Há anos Cimegripe tem sido um dos remédios mais populares nas farmácias do Brasil, especialmente com seu preço em conta e sua fácil disponibilidade em diversas farmácias. A Cimegripe não requer uma prescrição médica para ser comprada, portanto é de fácil acesso para todos sofrendo com os sintomas da gripe ou resfriado.