Fixador de Dentadura – Sorrir sem medo!

10/03/2021 1 Por cliquefarma

Vamos falar de fixador de dentadura? As pessoas que usam dentadura às vezes podem sentir um certo desconforto ao sair para comer em público, ou mesmo ao falar quando a prótese não parece bem fixa e o medo de acontecer algum constrangimento é grande.

Vamos falar neste artigo tudo sobre o fixador de dentadura, o que é, quais os tipos, para quem é indicado, como usar corretamente e onde comprar. Acompanhe este artigo completo para não perder nenhum detalhe!

O que é fixador de dentadura?

O fixador de dentadura é uma espécie de cola temporária, um produto que reduz o deslocamento da prótese, tendo em vista que promove uma melhor aderência com a gengiva. 

Existem diversos tipos de fixadores para venda e eles podem ser encontrados em qualquer farmácia, com facilidade.

Por que usar fixador de dentadura?

O uso do fixador de dentadura é interessante porque proporciona uma série de vantagens aos usuários de prótese. Para começar, ele auxilia muito para as refeições, já que a mastigação é facilitada.

É bastante comum que os pacientes que usam dentadura apresentem problemas digestivos, por terem dificuldades em mastigar bem os alimentos. Ao apostar no uso de um fixador, isso deixa de acontecer.

Além disso, o uso do fixador aumenta a segurança e a autoestima do usuário. A pessoa não terá medo da prótese se deslocar enquanto ela fala com alguém ou dá uma gargalhada, por exemplo. 

Quais são os principais tipos de fixadores de dentadura?

Existem três tipos mais comuns de fixadores de dentadura. Confira as principais características de cada um deles:

Creme

O fixador de dentadura em creme é vendido em tubos, similar ao da pasta de dente. Trata-se de um produto pastoso e que deve ser aplicado na base na dentadura, como se fosse uma cola, que serve para grudar a prótese na gengiva.

Com esse tipo de fixador, se evita que pedaços de comida fiquem presos entre a gengiva e a prótese. Assim, o usuário não terá problemas como o mau-hálito.

Ainda é possível optar pelos fixadores com sabor, que proporcionam mais conforto para os usuários. O fixador de menta, por exemplo, ajuda a manter o hálito refrescante.

O único cuidado que deve-se ter é em relação à quantidade. Se você colocar muito creme, ele pode transbordar. 

Modo de uso: É de extrema importância que a prótese seja devidamente higienizada antes da aplicação do creme. Para tanto, você pode utilizar o Corega Tabs que promove uma higienização excelente em poucos minutos. Após a limpeza da prótese, seque-a para que a aderência do creme seja ainda melhor.

Aplique uma pequena quantidade de creme diretamente na prótese em tiras pequenas. Toda a região em contato com a gengiva deverá receber o creme. Evite colocar o creme perto das extremidades da prótese para evitar possíveis vazamentos.

Também existe o fixador de dentadura em pó. Nesse caso, o usuário deve passar o produto na dentadura e fazer a colocação. De acordo com os fabricantes, o produto garante uma aderência de até 12 horas.

A aplicação do pó é bem mais simples do que a do creme. Por isso, se evita o desperdício do produto, que ao contrário da outra versão, não transborda. Em contrapartida, esse tipo de fixador não tem sabor.

Modo de uso: Para utilizar, deve-se limpar completamente suas próteses e as deixar úmidas, aplicando igualmente uma pequena quantidade de pó nas superfícies que entram em contato com as gengivas ou céu da boca.

 

Retire depois completamente qualquer excesso de pó. Para aplicar, pressione as próteses no local, segure firmemente e faça pressão por alguns segundos para manter a prótese fixada.

Fita

A versão do fixador de dentadura em fita funciona como uma espécie de adesivo, que cola a dentadura na gengiva. Para fazer a aplicação e garantir a aderência, no entanto, é preciso garantir que a dentadura esteja seca e limpa.

Para usar a fita, basta retirá-la da embalagem e umedecê-la levemente com água. Depois disso, deve ser colocada na dentadura.

Deve-se apenas ter o cuidado para que as fitas não fiquem muito próximas às bordas da dentadura, que é a região que promove maior equilíbrio e fixação.

Modo de uso:  Limpe e seque suas próteses, com as mãos secas, abra e retire a fita do envelope. Após isso, umedeça levemente uma fita de cada vez com água colocando as fitas em suas próteses, não muito próximo das bordas. 

Não sobreponha as fitas, mas corte-as se for necessário. Antes de inserir as próteses, enxague a boca com água. Para finalizar, pressione as próteses no local, segure firmemente e faça pressão por alguns segundos. 

Modo de remoção: Faça um bochecho com água, removendo lentamente as próteses com movimentos ondulatórios e qualquer resíduo adesivo da prótese e da boca com água morna e uma escova macia.

Para que casos o fixador de dentadura é recomendado?

Muitas pessoas também costumam ter dúvidas sobre quais as situações em que o uso do fixador de dentadura é indicado. A resposta é simples: o produto é recomendado para qualquer pessoa que utilize prótese e pretende ter mais confiança e qualidade de vida.

Contudo, ele é ainda mais interessante para as pessoas que têm doenças sistêmicas que afetam a produção da saliva. 

O que deve-se considerar ao escolher um fixador de dentadura?

Como já mencionado, existem três tipos de fixador de dentadura e você pode escolher o que achar mais adequado ou que faça você se sentir mais confortável. Todavia, existem algumas composições químicas e físicas que devem ser observadas.

Sempre leia os rótulos ou embalagens do produto e veja se ele contém zinco. Isso é importante porque a exposição excessiva a esse componente pode ocasionar distúrbios neurológicos e dormência na gengiva.

Dê sempre preferência para os fixadores que não contenham zinco e, na dúvida, peça uma orientação ao seu cirurgião-dentista.

O fixador de dentadura serve para segurar a prótese frouxa?

Depois de alguns anos de uso da dentadura, é comum que a prótese fique um pouco frouxa. Isso pode acontecer por diversos fatores, como o desgaste do material ou mudanças físicas do paciente.

Se uma pessoa que usa dentadura engordar ou emagrecer, por exemplo, é natural que a dentadura fique um pouco frouxa, tendo em vista que a massa do rosto foi modificada. Nestes casos, o fixador de dentadura também é indicado. Porém, se você perceber que mesmo com o produto, a prótese ainda estiver frouxa, o ideal é agendar uma consulta com um cirurgião-dentista.

O profissional poderá avaliar e fazer modificações em sua prótese, bem como sugerir a confecção de uma nova dentadura. 

Agora você está preparado para escolher o melhor fixador de dentadura! Converse com o seu dentista e veja quais marcas do produto ele indica, para que você possa testar qual das versões é mais confortável para você.

Diferença da dentadura fixa para as demais

Existem dois tipos de prótese dentária: a prótese removível e a prótese fixa. No caso da removível, o paciente conta com a vantagem de retirar a prótese para a higienização e para dormir, por exemplo. Já no caso da prótese fixa, uma estrutura é parafusada ou encaixada em implantes e dentes naturais. Esses dois tipos de prótese podem ser parciais ou totais, ou seja, podem cobrir todos ou apenas os dentes faltantes.

A principal diferença entre a dentadura fixa e as demais está na forma de colocar a prótese. Nesse tipo de tratamento, é necessário fazer um procedimento cirúrgico para instalar os pinos de titânio. No entanto, a prótese fixa total é uma estrutura única, que é fixada em alguns implantes.

Em outros casos, como na ponte fixa, o dente artificial é apoiado nos dentes adjacentes. Para fazer o tratamento, é necessário fazer um desgaste para que a prótese se encaixe com perfeição.

A ponte fixa também pode ser feita utilizando apenas um dente como suporte. Ainda há outra alternativa, que é a ponte adesiva. Nesse caso, a prótese é confeccionada com uma estrutura de metal dos dois lados, que é cimentada nos dentes adjacentes, dispensando que haja desgaste em dentes saudáveis.

A prótese sobre implante também é fixa, mas ela é unitária. Além disso, cada dente artificial é fixado em um pino de titânio. Já a coroa dentária é outro tipo de prótese fixa que pode ser utilizada para recobrir uma parte ou toda a coroa do dente. Nesse caso, a peça é feita de porcelana e cimentada sobre o dente, sem a necessidade de cirurgia.

Como é feita a dentadura fixa?

A dentadura fixa pode ser confeccionada em diversos tipos de material. As próteses mais utilizadas atualmente são as de metal com porcelana e as de porcelana com infraestrutura sem metal.

Dentadura fixa em resina sobre metal

É o tipo mais popular de dentadura fixa sobre implante. Nela, os dentes e gengiva são confeccionados com resina acrílica, e internamente uma subestrutura metálica garante a fixação dos implantes. A principal vantagem da dentadura fixa em acrílico é o menor preço do tratamento. As desvantagens são a baixa durabilidade e resistência dos dentes ao desgaste.

Dentadura fixa em porcelana sobre metal

A dentadura fixa em porcelana é, sem dúvida, um salto em qualidade estética e durabilidade, comparada à dentadura fixa em acrílico. Além disso, é menos volumosa e não retém pigmentos e tártaros. As próteses de metal e porcelana são as mais resistentes, apesar de terem uma perda estética.

Dentadura fixa em porcelana sobre zircônia

A dentadura fixa em porcelana sobre infraestrutura em zircônia representa a geração mais moderna de dentaduras fixas em porcelana. A dentadura fixa sobre zircônia não contém metal em sua subestrutura.

Os resultados são tratamentos odontológicos sofisticados, delicados e com efeito estético próximo ao encontrado na técnica com facetas laminadas e lentes de contato dental. É o suprassumo tecnológico para tratamentos odontológicos de reabilitação de pacientes totalmente desdentados.

No quesito estética, a campeã é a prótese de porcelana pura. Esse tipo de prótese é translúcida e se assemelha muito aos dentes naturais. Outra vantagem da porcelana pura é que ela não sofre alterações de cor ao passar dos anos, independentemente do tipo de alimentação do paciente. Mas ela perde um pouco no quesito resistência.

Quando o paciente vai colocar a dentadura fixa, o dentista faz um planejamento prévio, com a avaliação oral e solicitação de exames, para saber as condições de estrutura óssea e de saúde geral.

A instalação dos implantes dentários é feita com uma cirurgia. Após o procedimento, é preciso esperar cerca de quatro meses para que ocorra a osseointegração, que é quando o dispositivo de titânio fica aderido ao osso.

Depois desse processo, é feita a confecção da dentadura fixa. Após o dentista realizar todos os ajustes de tamanho, altura e formato dos dentes para que não haja qualquer desconforto ao paciente, ela é encaixada sobre os implantes.

Para que serve a dentadura fixa?

A dentadura fixa serve para fazer a reabilitação da arcada dentária com materiais resistentes, estéticos e confortáveis, o que melhora a qualidade de vida, saúde e autoestima do paciente.

O seu principal objetivo é a reabilitação oral em todas as suas funções: estética, fonética e mastigação, repondo de forma eficaz os dentes ausentes ou perdidos.

A dentadura fixa transforma a vida dos pacientes, pois:

  • Garante a estética do sorriso, o que melhora a aparência;
  • Eleva a autoestima, pois a pessoa fica confiante e não tem medo de conversar, dar risada ou se alimentar em público;
  • Melhora a fala e também a respiração;
  • Propicia a mastigação completa dos alimentos, o que evita problemas de digestão e outros males para a saúde;
  • Não causa aftas ou outros machucados por problemas de encaixe, tão comuns nas dentaduras móveis.

Quais são os cuidados que devo ter com a prótese?

Seja para a prótese dentária fixa ou móvel, o paciente precisa ficar atento à sua higienização bucal e à alimentação. A peça prolifera bactérias e, por isso, é fundamental fazer uma boa escovação diária. Já alguns alimentos podem causar danos a ela. Aqueles muito duros, por exemplo, causam trincas e quebras no material. Outros, têm corantes e provocam alteração em sua coloração.

As visitas ao dentista devem acontecer dentro da periodicidade recomendada por ele, para que seja observada a estrutura da prótese, bem como sua condição com o passar do tempo.

Tanto a prótese dentária fixa como a móvel são boas opções para substituir dentes faltosos. A escolha do tipo ideal é feita pelo profissional, em conjunto com o paciente, de acordo com suas necessidades e expectativa para o tratamento, para que haja satisfação com os resultados.

Onde comprar o fixador de dentadura?

Você pode acessar agora mesmo o Cliquefarma! Um comparador de preços que vai lhe informar qual o melhor e a condição de entrega de fixador de dentadura mais vantajosa na sua região, acesse já e adquira o seu no conforto do seu lar!

Comente abaixo sua experiência usando este produto e qual tipo é o seu favorito que queremos saber sua opinião!