IMC – Conheça como medir e para que serve.

18/11/2021 Off Por cliquefarma

A saúde do corpo já é vista pelas pessoas como muito mais importante de ser considerada seriamente no seu dia a dia. Muito além de olhar para a saúde do corpo visando apenas o corpo estético, homens e mulheres entenderam que para viver bem e com saúde, é muito importante que eles olhem para além da estética, cuidando verdadeiramente dos menores detalhes relacionados ao seu corpo. E, por menores detalhes, podemos considerar o IMC, que é uma medição de gordura do corpo, muito importante relacionado à saúde de homens e mulheres.

Mas, e o leitor? Sabe o que significa IMC? Já ouviu falar mais detalhadamente sobre a importância desse cálculo? Ou apenas tem algumas informações mais soltas sobre como ele funciona?

Pensando em entender mais sobre o cálculo correto de IMC nas pessoas, no artigo de hoje falaremos mais sobre o que é o IMC e diversas outras dúvidas que estão relacionadas com essa importância temática que está intimamente atrelada com a saúde e boa qualidade de vida de todos os seres humanos.

O que é o índice de Massa Corporal do corpo humano?

O IMC, que significa índice de Massa Corporal, foi estudado e desenvolvido em meados do século XIX, pelo matemático, cientista e astrônomo belga Lambert Quételet, sendo atualmente um cálculo muito conhecido no mundo todo que, basicamente, é utilizado para medir se uma pessoa está dentro do seu peso esperado, tendo por base a sua altura.

Após a medição ser feita, e a taxa de IMC for encontrada, qualquer pessoa (excluindo alguns casos que serão explicados mais abaixo), consegue descobrir se está realmente com o peso esperado para o seu corpo. Com essa taxa em mãos, as pessoas que estão com sobrepeso ou mesmo que estão abaixo do que estava sendo esperado, podem iniciar o processo de busca pelo seu peso esperado, que irá proporcionar para ela uma saúde muito melhor e também uma grande melhora na qualidade de vida. 

O IMC trabalha visando muito além do “achismo”, dado que as pessoas não conseguem saber se estão com o IMC certo apenas olhando no espelho. Com o IMC, a pessoa consegue identificar verdadeiramente se está com o peso adequado para si.

Estar com o peso esperado com base no cálculo do IMC é muito importante, dado que se o índice desse cálculo for superior ou menor do que o considerado esperado, ele pode causar uma influência direta na saúde de qualquer pessoa, aumentando a chance dessa pessoa ser acometida pela desnutrição (na desnutrição, o cálculo vai se apresentar abaixo do peso) ou mesmo por um acidente vascular ou infarto (que ocorrem quando a pessoa está além do seu peso esperado no cálculo do IMC).

Dado a importância desse cálculo para essa correta medição, é muito comum que os profissionais relacionados à alguma área da saúde, como os médicos, os enfermeiros, os nutricionistas e até mesmo os treinadores físicos e professores de atividade física das escolas, façam o cálculo do IMC em uma pessoa em alguma consulta de rotina ou mesmo antes da iniciação da prática de alguma atividade física, mesmo que seja mais leve.

O cálculo já é previamente feito para que seja verificada se a pessoa tem alguma possibilidade de ser acometida por alguma doença preexistente mais séria em um curto período de tempo.

Com os índices muito fora da normalidade, não seria nenhuma novidade que o indivíduo apresentasse um problema de saúde mais sério.

IMC

Como é feito o cálculo do IMC?

O cálculo do IMC é muito simples de ser feito e deve ser calculado tendo como base uma simples fórmula matemática, que é: o peso ÷ (altura x altura). 

Com essa fórmula, a pessoa consegue saber se está dentro do seu peso esperado na hora. Lembrando também que, as pessoas podem descobrir se estão dentro do seu peso padrão com a ajuda de uma calculadora online, fazendo apenas a inclusão dos seus dados pessoais (peso, sexo, idade e altura) no site. Essa fórmula é a maneira correta de ser calculado o peso esperado nos adultos saudáveis.

A tabela base do resultado das medidas de IMC

É muito importante de ser ressaltado que, mesmo que o indivíduo faça o cálculo do seu IMC de maneira online e sem a ajuda de algum profissional da saúde para compreender o resultado final, se ela perceber que o seu índice está muito acima ou muito abaixo do esperado, ela deve marcar uma consulta no médico o quanto antes para que esse índice seja devidamente analisado e entendido.

Agora, se a pessoa fez o cálculo online e o índice está dentro da média e condizente com a sua realidade, ela pode solicitar para o médico uma nova avaliação mais detalhada na hora da sua próxima consulta de rotina, não sendo necessário que marque uma consulta apenas visando o seu resultado de IMC, que está apresentando normalidade.

Para ajudar o leitor de uma maneira mais abrangente, na tabela abaixo seguem os resultados do IMC e as suas classificações, isso de acordo com a própria OMS.

Lembrando que, um IMC entre 18,5 a 24,9 representa uma pessoa com o peso dentro dos conformes, tendo um menor risco de ser acometida por algumas doenças.

Classificação geral de pesoIMC
Pessoa que está muito abaixo do peso esperado16 a 16,9 kg/m2
Pessoa que está um pouco abaixo do peso esperado17 a 18,4 kg/m2
Pessoa com o peso normal (melhor resultado esperado)18,5 a 24,9 kg/m2
Pessoa que está um pouco além do seu peso esperado25 a 29,9 kg/m2
Pessoa com obesidade de grau I30 a 34,9 kg/m2
Pessoa com obesidade de grau IIObesidade Severa35 a 40 kg/m2
Pessoa com obesidade de grau III Obesidade Mórbidamaior que 40 kg/m2

As pessoas que fizeram o calculo e constataram que não estão dentro do seu peso esperado, devem focar, principalmente, na sua alimentação e começar a praticar algum exercício físico o quanto antes, isso para que ela consiga chegar no peso esperado que é mais indicada para o seu sexo, altura e idade atuais.

Quando uma pessoa entende que está abaixo do seu peso esperado, ela deve, necessariamente, aumentar o consumo diário de alimentos mais ricos em nutrientes, evitando consumir os alimentos mais calóricos e industrializados no seu dia a dia.

O consumo de alimentos mais saudáveis e mais ricos é necessário para que o corpo tenha a base necessária para se proteger das doenças que são causadas pela desnutrição.

Já as pessoas que estão acima do seu peso esperado, devem optar por consumir alimentos com uma menor quantidade de calorias. Além disso, uma atividade física deve ser incluída no seu dia a dia, visando o seu bem estar, saúde mental e, principalmente, para que os estoques extras sejam eliminados, ajudando as pessoas a não serem acometidas pelas diversas doenças cardíacas que são facilitadas pelo IMC elevado.

Como uma pessoa pode melhorar o seu IMC?

Quando o resultado do cálculo do IMC apresenta alguma variação muito fora da média (não sendo o resultado que era esperado pelas características da pessoa), alguns cuidados podem e devem ser tomados, principalmente os relacionados com a alimentação e a prática de atividade física. Abaixo, conheceremos algumas maneiras de como fazer para abaixar o IMC de um indivíduo e até mesmo de como aumentá-lo, visando que o índice de equilíbrio seja o quanto antes alcançado.

O que as pessoas que desejam baixar o seu índice de gordura do corpo devem fazer?

Se um indivíduo apresentar um resultado que esteja acima do esperado para a sua faixa etária, peso e altura (e ela não seja muito musculosa ou nem mesmo uma atleta de alta performance), isso pode indicar que essa pessoa realmente precisa perder um pouco de peso.

Em um primeiro momento, é indicado que essa pessoa passe por um médico e posteriormente por um nutricionista, que irá avaliar o seu quadro de saúde como um todo, pensando na melhor ação que deverá ser tomada na hora da alimentação.

Mas, em suma, o mais indicado será que o indivíduo consuma na hora da sua alimentação somente alimentos que sejam ricos em nutrientes, minerais e vitaminas. 

Um cuidado primordial recomendado, será o de que o indivíduo evite, ou ao menos diminua, o seu consumo de alimentos industrializados. No caso da necessidade da diminuição do índice de IMC, as massas serão cortadas, assim como os salgadinhos industrializados, os refrigerantes, os biscoitos recheados, bolos e até mesmo todos os doses mais fortes e concentradas com muito açúcar. 

E, para que o melhor resultado de IMC seja melhorado e alcançado pela pessoa sem demoras, é indicado que ela, além de mudar a sua alimentação, inclua uma rotina constante de exercícios físicos na sua rotina, visando o aumento do gasto calórico e fortificação do sistema imunológico. 

As pessoas que recorrem aos chás e até mesmo aos suplementos mais naturais disponíveis, ganham um estímulo extra para ajudá-las na missão de emagrecimento de uma maneira ainda mais acelerada e saudável, sem precisar necessariamente sentir muita fome durante o dia.  

Os chás que são mais indicados nas dietas focadas no emagrecimento são os chás de hibisco ou até mesmo o chá de gengibre com canela. Mas, na consulta com o nutricionista que irá ajudar a pessoa no seu processo de emagrecimento, alguns outros chás que sejam mais adequados para o perfil da pessoa poderão ser indicados.

O que as pessoas que desejam aumentar o seu índice de gordura do corpo devem fazer?

Agora, se o resultado do IMC da pessoa estiver muito abaixo, essa pessoa também deve consultar um nutricionista o quanto antes, que irá recomendar que ela aumente o consumo de alimentos que sejam mais ricos em vitaminas e também em minerais.  

Esses alimentos precisam verdadeiramente ser de boa qualidade e saudáveis. E, mesmo que o indivíduo entenda que precisa consumir alimentos visando ganhar peso, ela deve evitar ao máximo, cair na tentação de comer os alimentos processados, que normalmente são muito ricos no índice de gordura trans. Os hambúrgueres, as frituras, os refrigerantes, as pizzas e até mesmo os deliciosos cachorros quentes (gostosos são, mas nada saudáveis para a boa saúde!), não são de modo algum os alimentos que são recomendados para as pessoas que precisam aumentar o seu peso de uma maneira mais saudável. 

Algumas pessoas ficam em dúvida nesse ponto, achando que como estão com o índice do IMC baixo, elas podem comer qualquer alimento para normalizá-lo. Mas o tipo de gordura que é proveniente dos alimentos não saudáveis e industrializados mencionados acima, pode facilmente se acumular no interior das artérias, aumentando o risco da pessoa desenvolver algum tipo de doença cardíaca ou até mesmo algum outro tipo de doença no coração.

IMC

Em quais casos específicos as pessoas não devem medir o seu índice de gordura do corpo?

Como vimos nos tópicos anteriores, esse cálculo é muito importante de ser usado e analisado para verificar se uma pessoa está acima ou abaixo do seu peso esperado, sendo um cálculo que ajuda muitas pessoas em diversas situações a manter a boa saúde do seu corpo.

Mas, vale ressaltar que, o método do IMC também possui algumas falhas e, por conta disso, é recomendado que outros instrumentos de diagnósticos sejam utilizados, além dele, para que seja verificado se a pessoa está realmente acima ou mesmo abaixo do seu peso. Um desses instrumentos complementares é a medição com a prega.

De modo geral, o IMC não é o instrumento recomendado para medir o peso correto nas pessoas que:

  • São atletas de alta performance ou que sejam muito musculosas. Isso se dá porque o IMC não sabe separar e nem levar em consideração o peso dos músculos da pessoa. Para esse público em específico, a medida feita no pescoço, é a opção de medição mais viável de ser feita;
  • São idosas, isso porque o IMC não consegue considerar a tendência de queda da musculatura que é normal de acontecer nas pessoas com as idades mais avançadas;
  • Estão gestando um feto (grávidas), isso porque o IMC não consegue separar o feto da medida do corpo da mãe, não levando em consideração que parte do peso adquirido se dá pelo desenvolvimento do feto.

O cálculo de IMC também não é recomendado de ser feito em casos de desnutrição, em pessoas acamadas, com edemas ou mesmo com ascite. 

Lembrando que, o profissional da saúde, como o nutricionista, pode fazer de maneira presencial todos os cálculos que são necessários para que seja feita uma análise do peso da pessoa, entendendo o quanto essa pessoa precisa verdadeiramente engordar ou até mesmo emagrecer.

O cálculo com um profissional qualificado é muito indicado porque ele irá considerar o perfil da pessoa e o seu estado de saúde de uma maneira geral, levando em consideração todos os aspectos menores que não conseguirão ser identificados por uma pessoa que esteja tirando o seu IMC sem ajuda profissional. 

Mas afinal, porque é tão importante que as pessoas estejam dentro do peso esperado?

É de extrema importância que as pessoas estejam dentro do seu peso padrão, visando o seu bom estado de saúde como um todo. 

Vale lembrar que, é natural que todas as pessoas tenham um acúmulo de gordura no corpo, dado que esse acúmulo é importante para que haja uma reserva de energia para quando a pessoa ficar adoecida (essa gordura ajuda a pessoa na recuperação de uma doença, fazendo com que ela melhore ainda mais rapidamente). 

Mas, no entanto, quando há um excesso dessa gordura que se acumula no fígado e na região da cintura, o risco de doenças cardíacas passa a aumentar muito rapidamente. 

Dado esse fato, estar dentro do seu peso esperado é importante para se manter uma boa condição de saúde, prevenindo doenças e aumentando a qualidade de vida das pessoas. 

Assim, as pessoas que estiverem com o seu índice mais baixo, precisam aumentar o seu volume muscular para que o seu peso seja aumentado de uma maneira saudável. E as pessoas que estão com o peso acima do esperado, precisam necessariamente eliminar gordura para poder ganhar mais saúde.  

A importância da alimentação diária correta e o IMC 

Comer bem e da maneira correta é necessário para que seja mantida a boa saúde do corpo humano. E, consequentemente, a pessoa que come bem, consegue manter bem controlado o seu índice de IMC.  

Mas afinal, o que é verdadeiramente comer bem? O que uma pessoa deve fazer para se alimentar de maneira regular? Quais são os hábitos alimentares que devem ser mantidos?

O primeiro ponto que deve ser considerado, é que uma rotina de hábitos alimentares mais saudáveis não deve ser vista como uma rotina muito monótona ou restritiva de uma forma muito exagerada. 

A verdade é que uma alimentação mais saudável é baseada na variedade de alimentos que são ingeridos pela pessoa, mas sempre visando os alimentos que verdadeiramente fazem bem para a boa saúde do corpo. 

Quanto mais variedade de alimentos uma pessoa tiver na mesa na hora da sua alimentação, melhor! 

Os diferentes tipos de alimentos que são ingeridos nas refeições contribuem de maneiras distintas com a ingestão de diversos nutrientes, garantindo que todas as necessidades nutricionais diárias de uma pessoa sejam devidamente atendidas. 

Uma pessoa que opta por uma dieta diária com hábitos alimentares mais saudáveis, entende perfeitamente que não é necessário que ela deixe de comer os alimentos (não saudáveis), que ela gosta de uma maneira definitiva. Esses alimentos podem sim ser ingeridos (que atire a primeira pedra quem não precisa de um doce mais forte em um dia mais nervoso ou na TPM). O ponto que realmente importa, é o de que esse consumo se torne uma exceção na dieta, não sendo o tipo de alimento que seja consumido a todo momento.

Uma coisa é comer um doce mais gorduroso uma ou duas vezes na semana, a outra é comê-lo todos os dias. Sendo ingerido de uma maneira mais regulada, esse doce certamente não se torna o grande vilão de nenhuma dieta ou hábito alimentar mais saudável.

As pessoas que desejam adotar uma vida mais leve, contando com uma alimentação mais saudável, devem encarar a adoção de novas práticas alimentares como uma oportunidade, assim a adaptação a essa nova vida se torna muito mais fácil.

Esse hábito pode ser visto como uma nova oportunidade da pessoa poder experimentar alimentos diferentes, mudando a sua forma de prepará-los no fogão. 

Muito além dos pratos saudáveis serem bem gostosos, a pessoa também saberá que aquela escolha de prato, irá melhorar rapidamente a sua qualidade de vida.

Esse ponto é muito importante porque, nos dias de hoje, todos sabemos que uma rotina alimentar feita da maneira errada e a falta de atividade física diária, são os principais fatores que aumentam o risco do corpo ser acometido por diversas doenças perigosas, como a diabetes, as doenças cardiovasculares, a obesidade e até mesmo o câncer.

Para evitar o surgimento dessas doenças no corpo, é necessário que as pessoas levem uma vida mais leve e saudável, cuidando devidamente dos seus hábitos alimentares, excluindo os vícios da sua vida e escolhendo uma modalidade de atividade física para ser inserida no seu dia a dia.  

Abaixo, seguem algumas recomendações para que qualquer ser humano consiga adaptar para o seu dia uma alimentação mais saudável e balanceada:

  • A pessoa deve inserir na sua alimentação um pequeno almoço mais leve todos os dias;
  • O café da manhã (desjejum) é essencial de ser feito para o começo de um bom dia! O café da manhã é até mesmo considerado por muitos como a refeição mais importante do dia. Por isso, é necessário que os alimentos que o constituem sejam saudáveis e com muitos nutrientes, criando assim um desjejum mais saudável e equilibrado. Para o café da manhã, a dica é que seja ingerido o leite (ou mesmo os seus derivados), pão, cereais integrais e uma fruta fresca;
  • A pessoa deve sempre evitar ficar mais de três horas sem comer alguma coisa (mesmo que seja uma barra de cereal);
  • É recomendado que as pessoas façam pequenas pausas e refeições entre as três refeições principais (café da manhã, almoço e jantar), preparando até mesmo uma ceia mais leve para ser feita antes da hora de dormir.

Abaixo, falaremos com mais detalhes sobre algumas das dicas principais relacionadas à adoção de uma vida muito mais saudável. 

O sal na hora da alimentação saudável

O consumo de sal deve ser diminuído (ou até mesmo excluído quando possível), das refeições.

Para as pessoas que não vivem sem sal, a quantidade usada na preparação de alimentos deve ser reduzida (mesmo que seja um pouco a cada dia). Uma boa opção, é que as pessoas troquem o sal pelas ervas aromáticas e as especiarias, isso para que os seus preparos culinários se mantenham apetitosos (até mesmo mais apetitosos do que seriam com a inclusão do sal).

É importante também que o indivíduo evite consumir os alimentos que já são adquiridos prontos muito salgados, como é o caso do chouriço, alguns queijos, os molhos mais fortes, alimentos fast-food e etc.

O açúcar na hora da alimentação saudável

Logo depois do sal, o açúcar certamente pode ser considerado como um grande vilão da alimentação saudável, isso quando consumido constantemente e de uma maneira exagerada. 

O açúcar não deve ser usado pelas pessoas na hora de beber chá, café ou leite. É importante que todos se habituem ao sabor natural das bebidas que consome diariamente. Os produtos e alimentos muito ricos e concentrados em açúcar, como os chocolates, as sobremesas açucaradas, os refrigerantes e as bolachas, devem ser evitados.  

Eles até podem ser consumidos em um dia ou outro, mas sempre em uma menor quantidade e após o horário do almoço.

As hortaliças e os legumes na hora da alimentação saudável

Antes de comer o almoço ou o jantar, a pessoa pode iniciar a refeição com uma salada verde rica em hortaliças e legumes. No começo, esse costume pode parecer estranho, mas, com o tempo, o acompanhamento da salada antes da refeição principal acaba se tornando um verdadeiro hábito, que é muito benéfico para a boa saúde do corpo. 

As frutas na hora da alimentação saudável 

Após uma refeição, nada como uma fruta de sobremesa para fechar com chave de ouro a ingestão de alimentos mais saudáveis. 

A fruta substitui uma opção de sobremesa mais açucarada, satisfazendo a vontade da pessoa da mesma maneira. Nos intervalos das principais refeições, a fome pode ser facilmente enganada com o consumo de uma fruta fresca. Lembrando que a maçã ajuda até mesmo a forrar o estômago para receber uma das principais refeições do dia. 

As carnes magras na hora da alimentação saudável

O consumo de peixe e das carnes magras e brancas deve ser preferencial em uma alimentação mais saudável. Lembrando que, essas carnes oferecem para o corpo a mesma quantidade de proteína oferecida pela carne vermelha, tendo a grande vantagem de possuir uma quantidade de gordura muito menor. 

A carne vermelha até pode ser consumida, mas sempre em quantidades menores do que as carnes brancas e o peixe. 

Outro ponto importante é que as peles das aves e a gordura do peixe, podem também ser prejudiciais para a boa saúde do corpo, então o seu consumo deve ser evitado. 

A água na hora da alimentação saudável

A água deve ser bebida de maneira abundante durante todo o dia! Os chás também acabam sendo uma opção mais saudável e saborosa que ajuda no consumo diário da água. Os refrigerantes e as bebidas artificiais de frutas são muito pobres em nutrientes e com altas concentrações de açúcar, por isso também devem ser evitadas. 

O modo de cozinhar os alimentos na hora da alimentação saudável

Até mesmo o jeito da comida ser preparada influencia no fato de o alimento ser mais saudável ou não. Nesse caso, o menos é mais! A pessoa deve optar por escolher métodos de culinária que sejam mais simples, saborosos e, consequentemente, mais saudáveis. Nesse caso, a pessoa pode contar com os alimentos sendo preparados de forma grelhada, cozida ou até mesmo estufados.  

Se a pessoa desejar adicionar algum tipo de gordura na preparação de um assado no forno, ela deve optar por usar o azeite, sempre em pouca quantidade. Os alimentos fritos devem sempre ser evitados, dado que eles contam com uma quantidade muito grande de gordura. 

Com essas dicas sendo levadas em consideração, a pessoa, de maneira muito fácil e rápida, conseguirá iniciar uma alimentação mais balanceada (com a chamada reeducação alimentar, que não necessariamente é uma dieta).

Com essas mudanças sendo colocadas em prática, certamente o índice de IMC da pessoa será regulado muito mais rapidamente, e a sua saúde e qualidade de vida irão agradecer por esses novos hábitos terem sido adotados. 

Considerações finais sobre o IMC

Para as pessoas cuidarem verdadeiramente da sua boa saúde, o cálculo do IMC deve ser constantemente feito e avaliado por um profissional qualificado, não é mesmo? 

Então, que tal o leitor ir agora mesmo dar uma olhada em como se faz o cálculo do IMC aqui no site da Cliquefarma

Para acessar o cálculo do IMC, é só clicar no link que irá aparecer ao lado. E, caso o leitor tenha alguma dica, sugestão, informação, experiência (pode ser positiva ou até mesmo negativa), relacionada ao cálculo do IMC, já sabe o que fazer, não é mesmo? Compartilhe e comente aqui com a gente abaixo! Vamos adorar ler todos os comentários, informações e apontamentos dos leitores por aqui.