Linha de medicamentos Buscopan

14/11/2019 0 Por Alana Dizioli

Buscopan é uma linha de medicamentos com o princípio ativo de Butilbrometo de Escopolamina e especialmente indicados para tratamento dos sintomas de cólicas gastrintestinais (estômago e intestinos), cólicas e movimentos involuntários anormais das vias biliares e cólicas dos órgãos sexuais e urinários. Fabricados pelo laboratório Boehringer Ingelheim, o artigo de hoje vai falar de cada uma de suas apresentações separadamente.

O medicamento também está devidamente registrado na ANVISA, como fármaco de classe terapêutica dos antiespasmódicos e anticolinérgicos gastrintestinais.

Medicamentos da linha completa de Buscopan

Buscopan Drágeas

APRESENTAÇÕES 

Drágeas de 10 mg: embalagens com 20 drágeas 

 

USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 6 ANOS 

USO ORAL 

 

COMPOSIÇÃO 

Cada drágea contém 10 mg de butilbrometo de escopolamina, correspondentes a 6,89 mg de escopolamina. Excipientes: fosfato de cálcio dibásico, amido de milho, dióxido de silício, ácido tartárico, ácido esteárico, povidona, sacarose, talco, goma arábica, dióxido de titânio, macrogol, cera de carnaúba, cera branca de abelha, álcool etílico, água purificada. 

Buscopan Solução

APRESENTAÇÕES 

Solução oral (gotas) de 10mg/ml: frasco com 20 ml 

 

USO ADULTO E PEDIÁTRICO 

USO ORAL 

 

COMPOSIÇÃO 

Cada ml (20 gotas) da solução contém 10 mg de butilbrometo de escopolamina (0,5 mg/gota), correspondentes a 6,89 mg de escopolamina. Excipientes: ciclamato de sódio, ácido acético, acetato de sódio, metilparabeno, propilparabeno, essência de licor de abadia, água purificada. 

 

Buscoduo

APRESENTAÇÕES 

Comprimidos revestidos de 10 mg + 500 mg: embalagens com 20 comprimidos revestidos.

 

USO ORAL 

USO ADULTO 

 

COMPOSIÇÃO 

Cada comprimido revestido contém 500 mg de paracetamol e 10 mg de butilbrometo de escopolamina, correspondentes a 6,89 mg de escopolamina. Excipientes: celulose microcristalina, carmelose sódica, dióxido de silício, estearato de magnésio, hipromelose, poliacrilato, macrogol, talco, dióxido de titânio, simeticona. 

 

Buscopan Composto Comprimidos

APRESENTAÇÕES 

Comprimidos revestidos de 10mg + 250mg, embalagens com 120 (disponibilizado em blister de 4), e 20 comprimidos revestidos. 

 

USO ORAL 

USO ADULTO 

 

COMPOSIÇÃO 

Cada comprimido revestido contém 10 mg de butilbrometo de escopolamina, correspondentes a 6,89 mg de escopolamina e 250 mg de dipirona sódica monoidratada, correspondentes a 221,51 mg de dipirona. Excipientes: dióxido de silício, povidona, lactose monoidratada, amido, amidoglicolato de sódio, estearato de magnésio, álcool etílico, hipromelose, macrogol, talco, dióxido de titânio, simeticona, álcool isopropílico, água purificada.

 

Todas as apresentações e composições de Buscopan tratam-se de fármacos antiespasmódicos que aliviam especificamente desconforto e dor abdominais devido a cólicas e espasmos. Eles agem onde a dor se desenvolve – no abdômen. Buscopan funciona diretamente sobre os músculos de seus intestinos para aliviar as cólicas e espasmos que causam o desconforto. Com Buscopan, você pode confiar que está visando o foco de seu desconforto e cólicas e aliviar o problema.

Algumas perguntas frequentes sobre a linha Buscopan

Qual a diferença do Buscopan para o BuscoDuo e o Buscopan Composto?

Tanto Buscopan quanto BuscoDuo e Buscopan Composto contêm o ingrediente ativo Butilbrometo de escopolamina, um antiespasmódico desenvolvido para aliviar cólicas abdominais e espasmos. Butilbrometo de escopolamina age apenas onde a dor e cólicas ocorrem – no abdômen. 

No BuscoDuo, encontramos o paracetamol, um seguro e eficiente analgésico que reduz a dor ao afetar os químicos nas chamadas prostaglandinas, substâncias liberadas pelo corpo em resposta a doenças ou lesões, e portanto oferece uma ação dupla. 

No Buscopan Composto, além de Butilbrometo de escopolamina, também contém Dipirona, um analgésico bem reconhecido e efetivo. BuscoDuo e Buscopan Composto agem no foco da dor mais forte para dores e cólicas abdominais (ao relaxar os músculos dos órgãos abdominais) e tem um efeito de rápida ação ao bloquear a dor.

E a diferença entre Buscopan e analgésicos comuns?

Buscopan age apenas onde as cólicas e dores ocorrem – no abdômen. Em comparação aos analgésicos, ele apenas age onde a dor ocorre e no foco da dor. Buscopan também tem um perfil de segurança muito favorável.

Por quanto tempo pode-se tomar Buscopan ou Buscopan Composto?

Você não deve usar o produto em altas doses ou por longo tempo sem acompanhamento médico e deve consultá-lo se as cólicas abdominais persistirem.

Quais podem ser as causas de dores e cólicas abdominais?

Devido ao grande número de órgãos nesta região do corpo, os sintomas podem obviamente ser causados por uma ampla variedade de fatores. Em casos de cólicas abdominais estes sintomas podem ser significativamente aliviados com Buscopan.

Buscopan também alivia cólicas fora do trato gastrointestinal?

Esta linha de medicamentos foi especialmente desenvolvida para relaxar os espasmos dos músculos dos órgãos do trato digestivo, e também atua aliviando os espasmos geniturinários e cólicas das vias biliares.

Quando é o momento de consultar um médico sobre as cólicas abdominais?

Você deve especialmente estar atento se sua condição durar vários dias ou se a dor for mais grave, se você tiver febre, se você observar sangue nas fezes, ou se você observar perda repentina de peso. Em todas essas situações, é recomendável a pessoa então consultar um médico.

Quando não é indicado fazer uso de nenhum dos medicamentos da linha Buscopan?

Você não deve usar Buscopan se tiver miastenia gravis (fraqueza muscular grave); megacólon (dilatação do intestino grosso); alergia a qualquer componente da fórmula; intolerância à frutose. 

 

Crianças com diarreia aguda ou persistente não devem usar Buscopan. 

 

Buscopan é contraindicado para uso por idosos especialmente sensíveis aos efeitos secundários dos antimuscarínicos, como secura da boca e retenção urinária.

 

Algumas precauções que você deve tomar antes de fazer uso de Buscopan

Buscopan Drágeas e Buscopan Gotas

Se a dor abdominal forte e de causa desconhecida persistir ou piorar, ou estiver associada a sintomas como febre, náusea, vômito, alterações no movimento e ritmo intestinais, aumento da sensibilidade abdominal, queda da pressão arterial, desmaio, ou presença de sangue nas fezes, você deve procurar um médico imediatamente. 

 

Se você tiver tendência ao glaucoma (aumento da pressão dentro do olho), obstruções intestinais ou urinárias ou aceleração do ritmo do coração, deverá ter cautela adicional no uso de Buscopan

 

Uma drágea de Buscopan contém 41,2 mg de sacarose, que resulta em 411,8 mg de sacarose por dose máxima recomendada. Se você tiver rara condição hereditária de intolerância à frutose, não deve tomar Buscopan drágeas. 

 

Buscopan contém como conservante metilparabeno e propilparabeno, que podem provocar reações alérgicas (possivelmente tardias). Buscopan gotas contém 28 mg de sódio por dose única máxima (2 ml – 40 gotas). Este medicamento contém 140 mg de sódio por dose diária máxima recomendada. Portanto, se você segue uma dieta controlada de sódio, deve usar Buscopan gotas com precaução.  

 

Atenção diabéticos: nas drágeas contém açúcar. 

 

Não há dados disponíveis sobre os efeitos na capacidade de dirigir e operar máquinas. 

 

Fertilidade, Gravidez e Amamentação 

Existem poucos dados disponíveis sobre o uso Buscopan em mulheres grávidas. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista. 

 

Não há informações suficientes sobre a presença de Buscopan no leite materno. Como medida de precaução, você deve evitar o uso de Buscopan durante a gravidez e a amamentação. 

 

Ainda não foi estabelecido o efeito na fertilidade humana. 

 

Interações Medicamentosas 

Buscopan pode aumentar a ação anticolinérgica (como boca seca, prisão de ventre) de medicamentos antidepressivos (amitriptilina, imipramina, nortriptilina, mirtazapina, mianserina), antialérgicos (prometazina, dexclorfeniramina, hidroxizina), antipsicóticos (clorpromazina, flufenazina, haloperidol), quinidina, amantadina, disopiramida e outros anticolinérgicos (como tiotrópio e ipratrópio, compostos similares à atropina). O uso ao mesmo tempo de medicamentos que agem de forma contrária à dopamina, como a metoclopramida, pode reduzir a atividade de ambos no aparelho digestivo. 

 

Buscopan pode aumentar a ação sobre os batimentos do coração das substâncias beta-adrenérgicas (como salbutamol, fenoterol, salmeterol). 

 

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento. 

 

BuscoDuo

 

Ao usar BuscoDuo, não use outro produto que contenha paracetamol, pois há risco de dose excessiva. Se a dose recomendada for excedida, pode haver lesão no fígado. 

 

Se uma dor abdominal grave e de causa desconhecida persistir ou piorar, ou estiver associada a sintomas como febre, náusea, vômito, alterações no movimento e ritmo intestinais, aumento da sensibilidade abdominal, queda da pressão arterial, desmaio ou presença de sangue nas fezes, você deve procurar um médico imediatamente. 

 

Você precisa ter cautela no uso de BuscoDuo se apresentar deficiência da enzima glicose-6-fosfatodesidrogenase, mau funcionamento dos rins ou do fígado, bem como se você tiver uma doença do fígado chamada síndrome de Gilbert (crises periódicas que deixam pele e olhos amarelos). Nos casos de propensão a glaucoma de ângulo fechado (aumento da pressão dentro do olho); obstrução renal ou intestinal; taquiarritmia (alteração e aceleração das batidas do coração), você deve usar BuscoDuo com cautela, apenas sob supervisão médica. 

 

No uso por tempo prolongado, o médico deverá monitorar o hemograma e as funções dos rins e fígado. Uso intenso e prolongado de substâncias analgésicas (como o paracetamol) pode provocar dores de cabeça, que não devem ser tratadas com doses maiores da medicação. 

 

O tratamento deve ser descontinuado nos primeiros sinais de reação alérgica. A interrupção abrupta do uso de analgésicos usados por longos períodos pode causar síndrome de abstinência, geralmente dor de cabeça, cansaço e nervosismo que desaparecem depois de alguns dias. 

 

Você só deve voltar a usar analgésicos com orientação do médico, e depois do desaparecimento dos sintomas de abstinência. BuscoDuo não deve ser usado por mais do que 3 dias, a não ser sob orientação médica. 

 

Procure o médico caso a dor persista ou piore, ou se surgirem novos sintomas, pois estes podem ser sinais de uma situação mais grave. Os comprimidos revestidos não são apropriados para crianças menores de 10 anos de idade. BuscoDuo contém 4,32 mg de sódio por comprimido, ou seja, 25,92 mg de sódio por dose diária máxima recomendada. Portanto, você deve considerar essa quantidade se você estiver sob dieta com restrição de sódio.

 

Gravidez e Amamentação

BuscoDuo não é recomendado durante a gravidez. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

 

Ainda não foi estabelecida a segurança do uso do butilbrometo de escopolamina durante a amamentação, mas não foram relatados efeitos prejudiciais para o bebê. O paracetamol é liberado no leite materno, mas não parece afetar o bebê quando usado nas doses indicadas.

 

Interações Medicamentosas

Doses normalmente inofensivas de paracetamol podem causar graves lesões do fígado se administradas ao mesmo tempo com certos produtos que aumentam o metabolismo do fígado, como medicamentos para insônia e epilepsia. O mesmo se aplica a drogas com potencial toxicidade para o fígado e ao álcool.

 

O uso concomitante com antibióticos que contêm cloranfenicol pode aumentar a toxicidade deste último. Pode ocorrer interação entre o paracetamol e alguns anticoagulantes (substâncias para “afinar o sangue”). Se você usar anticoagulantes, só deve usar BuscoDuo por período prolongado sob supervisão médica.

 

O uso concomitante de paracetamol e zidovudina (medicamento para tratar infecção por HIV) aumenta a tendência de diminuição de leucócitos e neutrófilos (tipos de glóbulos brancos do sangue). Se você faz uso de zidovudina, só deve usar BuscoDuo sob orientação médica.

 

Medicamentos que contêm probenecida (aumenta a excreção do ácido úrico) podem diminuir o metabolismo de paracetamol, por isso a dose pode precisar ser diminuída. A colestiramina (usado para diminuir o colesterol) reduz a absorção de paracetamol.

 

O uso de paracetamol pode modificar os resultados de exames laboratoriais de ácido úrico e de glicose. BuscoDuo pode intensificar as ações de certos medicamentos para depressão (como amitriptilina, imipramina, nortriptilina, mirtazapina, mianserina), de antialérgicos (prometazina, dexclorfeniramina, hidroxizina), antipsicóticos (clorpromazina, flufenazina, haloperidol), quinidina, amantadina, disopiramida e outros anticolinérgicos (como tiotrópio e ipratrópio, compostos similares à atropina). 

 

Além disso, o uso concomitante com produtos que contêm metoclopramida pode aumentar a atividade de ambos os medicamentos no trato digestivo.

 

BuscoDuo pode aumentar os efeitos taquicárdicos (aceleração do coração) de agentes beta-adrenérgicos,

como os utilizados para tratamento de crises de asma.

 

Quando o esvaziamento do estômago fica mais lento pelo uso de certos medicamentos, a absorção de paracetamol pode ser diminuída, e o início de seu efeito retardado; igualmente, o uso de substâncias que aceleram o esvaziamento do estômago pode levar a aumento da taxa de absorção de paracetamol.

 

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

 

Buscopan Composto

Reações hematológicas: Se ocorrerem sinais de alterações sanguíneas importantes, como agranulocitose, anemia aplástica (doença onde a medula óssea produz em quantidade insuficiente os glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas), trombocitopenia (manchas roxas na pele e diminuição de plaquetas do sangue) ou pancitopenia (diminuição global de células do sangue: glóbulos brancos, vermelhos e plaquetas), você deve interromper imediatamente o tratamento com Buscopan Composto e seguir as orientações de seu médico para a realização de possíveis exames laboratoriais, como hemograma, até que tudo retorne ao normal. 

 

Você também deve consultar um médico se tiver os seguintes sinais ou sintomas: mal estar geral, infecção, febre persistente, hematomas, sangramento ou palidez. 

 

Reações anafiláticas/anafilactoides: Os riscos de reações alérgicas graves (reações anafilactoides) são muito maiores em pacientes com síndrome asmática induzida por analgésicos ou intolerância a analgésicos do tipo urticária-angioedema (reações na pele ou inchaço da língua, boca e garganta), asma brônquica, especialmente na presença de rinossinusite e pólipos nasais, manifestações crônicas na pele (urticária crônica), intolerância a corantes (como tartrazina) e/ou conservantes (como benzoatos), ou intolerância ao álcool reagindo com sintomas como espirros, lacrimejamento e grave vermelhidão facial, o que pode ser uma indicação de uma possível síndrome de asma induzida por analgésico. 

 

A dipirona de Buscopan Composto pode provocar risco raro de choque (queda grave da pressão) com risco à vida. A probabilidade de ocorrer choque anafilático é maior em pacientes suscetíveis. É necessário cautela quando Buscopan Composto for utilizado por pacientes com asma ou alergia atópica. 

 

Antes do uso de Buscopan Composto, o seu médico deverá avaliar se você já teve problemas com o uso desta associação. Nos casos de alto risco de reações alérgicas graves (anafilactoides), você deverá ser monitorado durante o seu uso, devendo inclusive ter recursos disponíveis em caso de emergência. 

 

Se você tiver reações alérgicas ou imunológicas graves com Buscopan Composto, tem um alto risco de ter reação similar com outros medicamentos usados para a mesma finalidade (como paracetamol, ibuprofeno, ácido acetilsalicílico, propifenazona). 

 

Reações hipotensivas isoladas: Buscopan Composto pode provocar pressão baixa, que pode ser dependente da dose. Pode ainda ter seu risco aumentado se você já tiver pressão baixa, desidratação, circulação instável iniciante, insuficiência respiratória (como após a um ataque cardíaco ou politraumatismo) ou febre elevada. Consequentemente, seguindo as orientações de seu médico, diagnóstico cuidadoso e estrito monitoramento são essenciais para estas situações, especialmente se no seu caso uma queda da pressão arterial deva ser evitada a qualquer custo (como em portadores de doença coronariana grave ou naqueles que possuem estreitamento dos vasos que irrigam o cérebro). 

 

Reações cutâneas graves: Foram relatadas reações cutâneas graves, tais como síndrome de Stevens-Johnson (reação alérgica grave, com erupção cutânea na pele e mucosas) e Necrólise Epidérmica Tóxica (síndrome bolhosa rara e grave, caracterizada clinicamente por necrose em grandes áreas da epiderme, conferindo aspecto de grande queimadura), em pacientes que fizeram uso de dipirona. 

 

Se os sinais ou sintomas dessas condições se desenvolverem (tais como erupções cutâneas frequentemente progressivas com bolhas e danos das mucosas), o tratamento com Buscopan Composto deve ser descontinuado imediatamente e nunca mais ser reintroduzido. 

 

Os pacientes devem ser alertados sobre os sinais e sintomas relacionados às reações cutâneas e monitorados de perto, principalmente nas primeiras semanas de tratamento. 

 

Sangramento gastrintestinal: Foi relatado sangramento no aparelho digestivo em pacientes tratados com dipirona. Muitos desses pacientes foram tratados ao mesmo tempo com outros analgésicos que podem causar sangramento ou utilizaram uma dose muito elevada de dipirona.

Quais as reações adversas de Buscopan?

Buscopan Drágeas e Buscopan Gotas

Os eventos, em geral, são leves e desaparecem espontaneamente. 

 

– Reações incomuns: reações na pele, urticária – (placas elevadas na pele, geralmente com coceira), prurido (coceiras); taquicardia; boca seca; disidrose (alteração na produção de suor).

 – Reações raras: retenção urinária (dificuldade para urinar). 

– Reações com frequência desconhecida: hipersensibilidade (alergia), rash (vermelhidão na pele), eritema (manchas vermelhas com elevação da pele), reações anafiláticas (reação alérgica grave), dispneia (falta de ar); choque anafilático (choque alérgico). 

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento. 

 

BuscoDuo

– Reações incomuns: sudorese anormal, reação cutânea (manchas na pele), prurido (coceira), náusea (enjoo), boca seca. 

– Reações raras: eritema (manchas vermelhas na pele), diminuição da pressão arterial incluindo choque, taquicardia (aceleração do coração). 

– Reações muito raras: reações graves na pele (tais como Síndrome de Stevens-Johnson, necrólise epidérmica tóxica e pustulose exantemática generalizada aguda) relacionadas ao paracetamol 

– Reações com frequência desconhecida: pancitopenia, agranulocitose, trombocitopenia e leucopenia (diminuição de produção de células do sangue), choque e reação anafilática (reação alérgica grave e aguda seguida de choque), erupção cutânea medicamentosa (vermelhidão, descamação e coceira na pele devido ao uso de medicamento), dispneia (falta de ar), hipersensibilidade (alergia), edema angioneurótico (inchaço dos lábios, língua, boca e garganta), urticária (placas elevadas na pele podendo ter coceira), rash, exantema (surgimento abrupto de manchas vermelhas na pele), broncoespasmo (estreitamento dos brônquios especialmente em pacientes com histórico de asma brônquica e alergia), aumento de transaminases (enzimas que indicam o funcionamento do fígado), retenção urinária. 

 

Eles também orientam a informar ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. E informar também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Buscopan Composto

– Reações comuns (ocorre entre 1 % e 10 % dos pacientes que utilizam este medicamento): hipotensão (queda da pressão), tontura, boca seca. 

– Reações incomuns (ocorre entre 0,1 % e 1 % dos pacientes que utilizam este medicamento): agranulocitose (ausência ou diminuição acentuada de leucócitos granulócitos, ou seja, das células brancas do sangue) incluindo casos fatais, leucopenia (baixa produção de certas células do sangue), erupção cutânea medicamentosa (reações e manchas vermelhas na pele com coceira e descamação), reações cutâneas (reação na pele), choque (queda grave da pressão), rubor (vermelhidão).

– Reações raras (ocorre entre 0,01 % e 0,1 % dos pacientes que utilizam este medicamento): reação anafilactoide e reação anafilática (reações alérgicas graves) principalmente após administração injetável, asma em pacientes com síndrome de asma causada por analgésicos, erupção maculopapular (reação na pele semelhante ao sarampo). – Reações muito raras (ocorre em menos de 0,01 % dos pacientes que utilizam este medicamento): trombocitopenia (diminuição de plaquetas do sangue), necrólise epidérmica tóxica (condição bolhosa grave na pele com necrose e toxicidade), síndrome de Stevens-Johnson (doença grave da pele com surgimento de bolhas, dor, febre, mal estar geral), insuficiência renal aguda (falha abrupta no funcionamento dos rins), anúria (ausência de produção de urina), nefrite intersticial (problema renal), proteinúria (proteínas na urina), oligúria (diminuição da urina), insuficiência renal (funcionamento deficiente dos rins). 

de medicamentos para pressão alta e diuréticos poderá ser afetada. 

 

Não se sabe em que extensão a dipirona provoca estas interações. 

 

Testes laboratoriais: Em pacientes diabéticos, a dipirona pode ainda interferir em alguns testes específicos de açúcar no sangue (ensaios enzimáticos pelo método da glicose-oxidase), usados para diagnosticar diabetes. 

 

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Onde comprar?

Aqui no Cliquefarma, você encontra toda a linha de medicamentos Buscopan, nos melhores preços e condições de entrega em sua região. Confira agora mesmo e adquira o seu no conforto do seu lar! 

 

Você costuma fazer uso deste medicamento? Comente abaixo sua opinião que nós queremos saber!