Os melhores sabonetes para espinha

23/12/2020 0 Por Redação CliqueFarma

Hoje nós vamos falar aqui no blog sobre sabonetes para espinha. Você sabe quais os melhores, para que eles servem, como usá-los corretamente e onde comprá-los pelo melhor preço? Acompanhe este artigo até o final que nós te contamos tudo!

O que é acne?

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, trata-se de um processo inflamatório das glândulas sebáceas, bem como dos folículos pilossebáceos. Elas também podem se manifestar como espinhas e possuem uma variação denominada cravo.

É mais frequente na adolescência, o que pode gerar um transtorno psicológico devido às alterações na pele, causando timidez, infelicidade, insegurança, baixa autoestima e até depressão, o que pode acarretar problemas sérios no decorrer da vida.

Além desse incômodo aparecer na tenra idade, não é incomum também encontrarmos na fase adulta, principalmente em mulheres, comumente causado por alterações hormonais. Mais comum no rosto, também aparece com frequência no peito, nas costas, no pescoço e nos ombros. Normalmente, o tratamento tanto para a acne em si quanto para suas cicatrizes pode envolver sabonete para espinhas, que é o assunto central do nosso artigo quanto melhorar a alimentação e até fazer uso de medicamentos.

Existe diferença entre acne e espinhas?

Dermatologistas explicam que na verdade, espinhas são manifestações da acne. A acne em si causa uma série de lesões diferentes e algumas se manifestam como cravos, que podem ser abertos (pontos pretos) ou fechados, espinhas (alguns conhecem até como “comedões”) e pústulas (são espinhas com pus).

Um resumo simples é que toda espinha pode ser considerada acne, porém nem toda acne é espinha já que os cravos também fazem parte desse processo inflamatório que ela abrange.

Quais os tipos de acne que existem?

Podemos separar a acne em tipos, veja só os principais:

Acne neonatal

Pode-se dizer que é uma acne leve a que os recém-nascidos, cerca de 20% deles, desenvolvem por causa de alguns hormônios que eles adquirem da placenta da mãe um pouco antes de nascer.

Outro motivo para o desenvolvimento da acne neonatal poderia ser a liberação de hormônios do estresse mediante um parto difícil. Porém, não representa um quadro grave e geralmente desaparece naturalmente depois.

Acne pueril

A acne pueril ou infantil é desenvolvida a partir dos 3 até os 16 meses de idade e ela se manifesta como pequenos cravos e espinhas. A causa normalmente é por níveis hormonais em níveis elevados e costuma desaparecer ao completar dois anos de idade.

Acne vulgaris

Esse tipo aparece mais durante a puberdade nos adolescentes que estão em muita flutuação hormonal e também em alguns jovens adultos. É também o tipo de acne mais comum.

Acne grau IV, conhecida como conglobata

Costuma ocorrer mais em homens jovens, uma forma rara, porém mais grave da doença.

A acne conglobata caracteriza-se por espinhas grandes que crescem pelo rosto, braços, peito, costas e até coxas. São difíceis de tratar e costumam deixar cicatrizes.

Acne grau V – a acne fulminante

É quando o grau IV tem uma piora. Normalmente, mais em meninos adolescentes, que diversas vezes ficam com cicatrizes graves de espinhas que se desenvolvem de forma desenfreada nas costas e no peito. Esse tipo também causa dor tanto muscular quanto óssea e até febre.

A acne e seus graus de manifestações

Além de seus tipos, também podemos classificar os graus em que a acne se manifesta. Especialistas apontam que ela pode ser graduada em cinco estágios. São eles:

  • Grau I: quando onde aparecem os cravos abertos – os pontinhos pretos parecidos com sementes de um morango – ou fechados;
  • Grau II: temos os cravos, já descritos no grau I, também as lesões conhecidas como espinhas, ou “comedões” que se mostram como feridas inflamadas, avermelhadas e algumas até já se apresentam como pústulas, que são as espinhas com pus.
  • Grau III: já um pouco mais evoluída, essa acne forma lesões com nódulos, onde alguns chamam de “espinhas internas”, que são maiores, bem endurecidas, juntamente aos outros casos de cravos, espinhas e pústulas.
  • Grau IV: esse tipo de acne é um quadro onde as cicatrizes se formam devido às enormes inflamações dos nódulos e cistos. São difíceis de tratar, chamada de acne conglobata, ela pode ainda evoluir para o grau mais severo da acne.
  • Grau V: é bastante raro, derivado do agravamento da acne conglobata. Causa sintomas graves, sistêmicos e úlceras. Denominado acne fulminante.

Quais as causas para desenvolver esses quadros?

Por que a acne aparece?

Da mesma forma que existem vários tipos e graus da doença, os motivos e causas para o desenvolvimento de acne podem ser diversos também. Os graus 1 e 2 são os mais comuns e simples de aparecerem durante a adolescência. Devido à puberdade fazer com que os hormônios aumente seus níveis, principalmente a testosterona que estimula glândulas da pele e consequentemente, produz mais sebo.

É verdade também que tanto crianças quanto adultos desenvolvem acne. E as causas para isso continuam sendo muitas células mortas entupindo os poros (folículos pilosos) do rosto, assim como a superprodução de sebo na pele aliadas ao acúmulo de bactérias que se unem e causam a inflamação.

Nosso corpo é incrível, porém às vezes responde de maneira exacerbada a algumas questões porque ele não é perfeito, infelizmente. Por exemplo, se ele produz uma quantidade exagerada de uma substância oleosa chamada sebo que saem das glândulas sebáceas, elas podem se juntar com as células mortas que às vezes ainda estão paradas na nossa pele porque não realizamos uma boa limpeza de pele e acabam por bloquear os folículos pilosos ali. Aí esse ambiente fica propício para as bactérias se proliferarem e a acne aparecer!

A manifestação vai ser o que a bactéria se sentir melhor em criar, o folículo por inchar e inflamar, apresentando espinha e pus ou então ele pode se abrir e ficar escuro, o que é o cravo.

Áreas em que a acne se apresenta e a sua saúde

O lugar do seu corpo em que a acne pode estar se manifestando costuma dar indicativos de que algo não está muito bem relacionado à sua saúde. Confira os sinais de alerta abaixo:

  • Bochechas: Dermatologistas afirmam que poros obstruídos por maquiagem pode ser a razão de manifestações de acne na bochecha, portanto, verifique se você está retirando todo o cosmético do rosto, principalmente antes de dormir para não obstruir seus poros.
  • Queixo, mandíbula e pescoço: Nestas áreas do corpo, elas podem aparecer em determinadas fases do ciclo menstrual, porém também estão muito relacionadas à distúrbios hormonais da SOP – Síndrome do Ovário Policístico nas mulheres, portanto, se estiver apresentando mais alguns sintomas, vale a pena fazer exames.
  • Testa: Se o seu cabelo for do tipo oleoso, dermatologistas garantem que essas espinhas podem estar relacionadas ao sebo dele que entra em contato com a pele da testa e transmite essa secreção.
  • Costas: É bem comum em quem tem a pele oleosa, normalmente nos homens. Se fizer uso de produtos como o condicionador, por exemplo, ele pode escorrer pelas costas no momento do enxágue e aumentar o aparecimento de espinhas, já que os componentes da fórmula têm a capacidade de obstruir os folículos também.
  • Braços: É possível que pessoas portadoras de doença celíaca ou intolerantes ao glúten apresentem acne nos braços. Ou ainda, elas possam estar relacionadas com indivíduos que trabalhem em áreas de manutenção e suprimentos e possam estar expostos a produtos químicos como solventes à base de hidrocarbonetos clorados, por exemplo ou mesmo óleos de corte e alcatrão, todos eles possíveis causadores de acne nos braços.
  • Busto: A acne nessa região está relacionada com alterações hormonais advindas do período pré-menstrual. Alguns médicos a denominam “acne da mulher adulta”.
  • Bumbum: É possível que o uso de anabolizantes cause acne nessa região do corpo.

Alguns mitos da acne

Alimentos gordurosos e chocolate são causadores da acne?

Na verdade, não há evidências científicas que esses alimentos tenham efeito direto sobre a causa da acne ou a sua piora.

E quanto à poeira e sujeira?

Uma limpeza de pele simples com sabonetes para espinha indicados para retirar o excesso de óleo e células mortas já é o suficiente para manter sua pele livre desses incômodos. A poeira e a sujeira não são o que causa a acne e esfregar a pele com força, usando produtos abrasivos ou produtos químicos pode irritar a pele e agravar ainda mais a situação.

A importância dos sabonetes para espinha

Criar uma rotina de cuidados com a sua pele, além de tratar a acne que você já apresenta, ainda vai prevenir o aparecimento de mais. Os sabonetes para espinha acabam com a sensação gordurosa da pele e retiram aquela aparência de brilho excessivo também. Você ainda desfruta dos benefícios da remoção de impurezas, como as células mortas, o fechamento de poros para que não se formem cravos e ainda vamos explorar alguns aspectos para você aprender a escolher qual o melhor para o seu tipo de pele!

O que podemos dizer de uma pele oleosa e acneica?

Bem, podemos definir a pele oleosa como sendo aquela que produz mais sebo pelas glândulas que as demais. Na adolescência, é possível que essa tendência se intensifique devido aos hormônios, por isso é bem comum os jovens apresentarem quadros de cravos e espinhas na pele com maior frequência.

Outra característica bem marcante da pele oleosa é o fato de ser mais “brilhosa” que as outras, com mais intensidade na zona “T” (testa, nariz e queixo) e também conter os poros mais abertos, composto por mais cravos e espinhas em geral.

Sabonetes para espinha – Quais os melhores?

Especialistas indicam fórmulas de sabonetes para espinha que contenham ácido salicílico e que não sejam comedogênicos para as peles oleosas. Isso significa que eles são feitos de substâncias que não entopem os poros, ou seja, não facilitam o aparecimento de cravos e espinhas.

O ácido salicílico age como um adstringente e também é queratolítico e antimicrobiano – funções extremamente importantes para reduzir a oleosidade. E ainda para ajudar na desobstrução dos poros, os sabonetes para espinha devem conter ativos que estimulam a renovação celular, como o LHA.

É importante ressaltar nesse momento, que por mais vital que seja o uso do sabonete diariamente, não deve ser utilizado em excesso. Indicado por profissionais, apenas duas vezes ao dia já é suficiente para render o efeito desejado – uma pela manhã e outra à noite. Siga à risca as recomendações, pois você pode sofrer um efeito rebote de oleosidade devido ao mau uso do produto.

O que levar em consideração na hora de comprar?

Antes de comprar seu sabonete para espinha, descubra seu tipo de pele. Lembre-se que cravos e espinhas costumam aparecer em peles oleosas e mistas, peles normais e secas também necessitam de rituais de cuidados e proteção, mas nem sempre vão precisar se preocupar em tratar esses incômodos com tanto afinco como os outros dois.

Se você for adulto e tiver acne

Adultos com acne são mais comuns do que se imagina! Afinal, como mencionamos anteriormente, algumas alterações hormonais podem ocorrer mesmo. Portanto, se você se encaixar nesse perfil, opte por sabonetes para espinha com extratos hidratantes. Eles vão ajudar a pele a fazer uma renovação que ela sozinha não consegue mais como na fase da adolescência. O ressecamento pode aparecer aos poucos e consequentemente, os poros voltam a entupir mais facilmente.

Além de desregulação dos hormônios, pode ser que na fase adulta, a causa da acne seja maus hábitos, tais como cigarro, álcool, má alimentação e estresse. Se aliar a mudança de rotina com uma escolha de sabonete hidratante, pode escolher os seguintes ingredientes na fórmula: ceramidas, esqualano, silicone, ureia, vaselina, parafina, glicerina, lanolina, colágeno, mel, ácido hialurônico, dentre outros. Todos esses vão ajudar a sua pele a se recuperar, mantendo-a hidratada, bonita e saudável.

E adolescentes?

Adolescentes têm a tendência a desenvolverem espinhas, os poros ficam obstruídos com mais facilidade e os hormônios influenciam as glândulas sebáceas a excretar sebo em excesso. Por isso, os sabonetes para espinha com poder adstringente são mais indicados. Pois eles ajudam a eliminar esse óleo em demasia sem precisar esfoliar ou exercer uma função mais agressiva de peeling.

A pele na puberdade ainda é mais sensível e pode sofrer com inflamações com mais facilidade.

Peles sensíveis

Normalmente, a pessoa descobre se a pele dela é sensível se ao usar sabonetes comuns no rosto, o resultado é ficar com coceiras, inchaço e vermelhidão, promovendo o aparecimento de mais espinhas.

Se isso acontece com você, o ideal é optar por sabonetes para espinha naturais, com extratos em suas fórmulas de ingredientes orgânicos, que vão promover hidratação e tratamento sem agredir, que é o que os aditivos químicos costumam fazer. Se além da hipersensibilidade você for propenso a alergias, procure por versões ainda sem corantes, fragrâncias e nem conservantes industrializados, que costumam ser fatores desencadeantes de reações adversas também.

Em barra, gel ou líquido?

Você pode também optar pela textura dos sabonetes para espinhas. Existem as versões em barra, líquidos e em gel. Dependendo do tipo de pele, cada um deles pode ser mais eficaz. Veja só:

Sabonetes para espinha em barra

Peles oleosas e mistas podem se beneficiar mais das versões em barra. Estes têm alto poder adstringente e retiram bastante o sebo, o que pode não ser muito indicado para peles secas, que podem ficar muito ressecadas e favorecer o aparecimento de espinhas.

Sabonetes para espinha em gel e líquidos

Ambas as versões são ideais para peles normais e secas, porque agem na limpeza em conjunto com a hidratação e possuem um índice de PH neutro, não causando irritações e nem sendo agressivos para a sua cútis.

Eles costumam ser formulados com compostos de vitaminas, extratos, óleos vegetais e proteínas que favorecem a hidratação e são considerados mais higiênicos quando vão ser compartilhados com mais pessoas.

Como usar?

Saber usar os sabonetes para espinha de forma correta também é importante, pois usá-lo da maneira incorreta pode provocar efeito rebote nas espinhas e fazê-las aumentar consideravelmente.

  1. Você deve lavar seu rosto no máximo duas vezes ao dia, de forma suave, sem esfregar;
  2. Utilize água morna para molhar o rosto. Isso facilita os poros a se dilatarem. O que inclusive, facilita na penetração dos ativos de limpeza do sabonete na pele.
  3. Logo depois, você irá passar o sabonete delicadamente no rosto (nessa etapa você pode usar uma esponjinha de limpeza, se quiser ou esfregar com as mãos, mas é importante que seja delicadamente para não irritar a pele);
  4. Após isso, é só finalizar com enxágue de água fria para fechar os poros e secar com uma toalha macia.

Após a higienização com os sabonetes para espinha, é importante que você mantenha sua pele hidratada a fim dela ficar sempre saudável, por isso escolha um creme específico para seu tipo e aplique todos os dias.

Onde comprar?

Você sabia que no Cliquefarma, nós disponibilizamos para você diversos produtos, medicamentos e dermocosméticos em todas as farmácias da sua região? Aqui você consegue pesquisar os melhores preços e condições de entrega de qualquer marca de sabonetes para espinha aí na sua casa. Busque agora mesmo!

Comente suas experiências fazendo uso deles conosco também!