Piolho – Acabe com esse mal pela raiz!

16/03/2021 0 Por cliquefarma

No post de hoje iremos falar sobre piolho, tudo que ele é capaz de causar se não for tratado, além dos principais motivos pelos quais eles aparecem, como devemos fazer para tratar corretamente, como nascem, e sobre quais os principais remédios e tratamentos que devem ser realizados para acabar com esse problema que é mais comum do que muita gente imagina. Acompanhe nosso artigo e saiba tudo sobre esse pequeno inseto que pode causar grandes problemas. 

menina com cabelo cacheado - piolho

O que é piolho

O piolho do couro cabeludo (Pediculus humanus capitis) é um pequeno inseto (0,5 à 0,8 milímetros) que se alimenta de sangue e se instala no couro cabeludo e possui uma reprodução muito rápida, botando seus ovos conhecidos como Lêndeas. Sua transmissão se dá de uma pessoa para outra por meio de contato direto e indireto. Por exemplo: uma pessoa abraçando a outra onde os cabelos se tocam – contato direto. Ou usar o mesmo pente e escova de cabelo – contato indireto. Ele se aloja na base do cabelo (folículo piloso), e é exatamente nesse local onde ele coloca seus ovos.

Muitas pessoas acabam confundindo caspas com lêndeas, porém, a diferença entre elas é que a caspa se solta e fica espalhada pela cabeça, já as lêndeas ficam grudadas no fio de cabelo, sendo mais difícil de soltá-las. Além disso, as capas podem ter diversas causas, como por exemplo fungos, micoses, caspas secas, etc, enquanto que as lêndeas só aparecem no couro cabeludo devido aos piolhos.

Possuindo o tamanho de um grão de gergelim quando adulto, o piolho possui um formato de grão de arroz, com cores que podem variar de branco acinzentado a marrom. Possui seis patas e pode viver de 3 a 4 semanas. 

Suas fêmeas quando adultas podem botar 10 ovos por dia, logo se não houver o controle e eliminação o mais rápido possível, em um mês uma única fêmea é capaz de produzir 300 ovos. 

Para realizar sua fixação nos fios de cabelos, o ovo do piolho produz uma espécie de cola bem resistente, e mesmo com água ela não descola do lugar. Necessitando assim alguns métodos para se retirar completamente a lêndea da cabeça, falaremos quais métodos são mais eficazes no decorrer do artigo. 

Os ovos que vingaram conseguem se camuflar entre os fios de cabelo, já os ovos vazios são mais fáceis de se ver pois possuem a cor branca.Muitas pessoas conseguem identificar a infestação de piolhos somente nessa fase, pois pequenos pontos brancos são encontrados entremeados aos fios de cabelo. Porém, nesta fase as ninfas já deixaram o invólucro e estão espalhadas pela cabeça.

O calor da cabeça e altas temperaturas ajudam no desenvolvimento dos ovos, que demoram cerca de 10 dias para conseguir eclodir. Após a eclosão, o inseto recebe o nome de ninfa, e passa por três fases até chegar a vida adulta que pode durar de 9 a 12 dias. Após chegar nessa etapa da vida do inseto, ele rapidamente começa a se reproduzir e, como falamos acima, pode chegar a botar dez ovos por dia. Se não forem tomadas providências o mais rápido possível, esses insetos tomam conta da cabeça em muito pouco tempo. 

Existem casos de infestações de piolhos em cabeças de crianças que chegam a ter anemia causada pela hematofagia (grupo de insetos em um pequeno local). Algumas crianças começam a ter comprometimento em seu rendimento escolar, como falta de atenção, não entregar as atividades, muita coceira na cabeça e noites mal dormidas. 

Piolho sintomas

Os piolhos possuem em sua saliva uma substância que é vasodilatadora, anestésica e anticoagulantes, desta forma ele consegue se alimentar sem grandes problemas. Em média, um piolho se alimenta quatro vezes por dia. Podendo se alimentar em cada refeição duas vezes o seu peso. 

Os principais sintomas para identificar se uma criança ou adulto possui piolho é ficar atento à algumas atitudes que podem mostrar que o indivíduo está com piolho, e eles são:

  • Coceira intensa e constante: principalmente em crianças pequenas que ainda não conseguem falar corretamente o que estão sentindo, costumam coçar o couro cabeludo com muita força, constância e por toda a cabeça. 
  • Machucados por coçar demais: quando observar que a criança ou adulto está coçando muito a cabeça, analise seu couro cabeludo, se houver machucados provocados pela coceira e em diversos pontos, podem ser indícios de piolho. 
  • Marcas de onde o piolho picou: quando for analisar o couro cabelo, fique atento a alguns pontos de cor vermelha no couro cabelo, se existir tais pontos, eles indicam onde o piolho picou.
  • Em casos mais graves podem aparecer nódulos, ínguas, e lesões mais severas. Por conta da coceira intensa, o couro cabelo acaba sendo machucado, e em muitos casos é necessário realizar um curativo ou aplicar remédios para curar.
  • Sentir algo se mexendo na cabeça: quando estão em um estágio avançado de infestação, o indivíduo relata que sente como se algo andasse por toda a cabeça, algo se movendo por todo o couro cabeludo.
  • Pontos brancos nos cabelos: após a eclosão dos ovos, as lêndeas ficam aparentes na cabeça, e são fáceis de identificar em cabelos escuros, em muitos casos de cabelos mais claros, a identificação é mais difícil e deve-se tomar mais cuidado.  

Fique atento aos principais sintomas que são: inquietação, muita coceira na cabeça, comportamento diferente do normal, noites agitadas de sono, queda no rendimento escolar, irritabilidade, nervosismo. Basicamente, se você observar um comportamento diferente do habitual, como citamos há pouco, principalmente com crianças, pode ser que elas estejam com piolho. 

Esses sintomas podem indicar que o estágio esteja mais avançado da infestação, por isso deve-se tomar o cuidado de sempre estar examinando o couro cabeludo de todas as crianças. Muitas vezes as crianças se queixam de coceira, e de sentir algo se mexendo em suas cabeças. Esses são pequenos indícios de que pode haver piolhos nelas. 

Os piolhos se arrastam, sendo assim, eles não voam e também não saltam, e a sua principal transmissão é feita por contato direto e indireto, então, tome cuidado de não ter contato com pessoas que possuam piolho, já que o contato direto pode ocasionar a contaminação. 

Quem tem mais facilidade para pegar piolho

Teoricamente não existe uma distinção de pessoas que podem pegar mais piolhos que as outras, porém algumas características pode fazer que um grupo de pessoa contraia mais piolhos que as outras, sendo assim iremos mostrar a seguir quais são as principais características que os piolhos se propagam com mais facilidade. 

Para poder se propagar com mais facilidade, os piolhos necessitam de alguns fatores, como por exemplo: altas temperaturas, ambientes quentes, cabelos compridos, etc.

  • Cabelos compridos: os cabelos compridos podem ajudar a contrair e também a transmitir os piolhos. Como a transmissão é feita através do contato direto, os cabelos longos acabam tocando mais outras pessoas, o que pode ajudar na hora de pegar piolho. 
  • Altas temperaturas: as altas temperaturas são um fator importante para que o piolho consiga eclodir dos ovos e também ajuda na alimentação, já que quanto mais quente, mais macio fica o couro cabeludo e o piolho consegue se alimentar melhor. 
  • Uso de acessórios: pessoas que costumam usar chapéus, bonés, lenços, ou algum tipo de cobertura dos cabelos, podem ter uma maior incidência de contágio de piolhos, devido a cobertura aumentar a temperatura na cabeça, facilitando a propagação e multiplicação dos piolhos. 

Existem muitos mitos sobre quem tem mais facilidade ou quem não pega piolho, porém o fato é que todos podem pegar piolhos, desde cabelos curtos à cabelos compridos. Antigamente associava-se a infestação de piolhos à sujeira, muito se dizia que piolho se dá pela falta de higiene, porém esse mito foi desfeito após estudos provarem que o pilho prefere cabelos limpos para se multiplicar.

Mas isso não é desculpa para não manter os cabelos sempre limpos, lavados e bem cuidados. Tomando todos os cuidados necessários, muito provavelmente você não terá uma infestação de piolhos. 

De onde vem o piolho

O piolho pode ser transmitido por diversas maneiras, alguma mais raras e algumas mais comuns e iremos abordá-las a seguir:

A transmissão do piolho de uma pessoa para outra, pode ser feita de forma direta e indireta. 

O contato direto acontece quando, por exemplo, uma pessoa que tem piolho abraça uma que não tem. Dessa forma os cabelos acabam encostando um no outro e o piolho passa de uma cabeça para outra. Inclusive é por isso que pessoas com cabelos compridos têm uma maior tendência em pegar piolho. 

Já o contato indireto ocorre quando alguns utensílios e objetos são compartilhados. Por exemplo, se você utilizar algum boné, escova de cabelo, pente, lenço, chapéu e gorros de alguém que tem piolho, você vai acabar pegando piolho também. Outra questão é em relação ao compartilhamento de itens pessoais, como por exemplo almofadas, travesseiros, toalhas e roupas. Tudo o que tiver contato com o cabelo de alguém que tem piolho e depois tiver contato com o cabelo de alguém que não tem, pode fazer com que essa segunda pessoa se contamine. 

Porque tem pessoas que não pegam piolho

Basicamente qualquer pessoa que possua cabelos pode pegar piolhos. Mas o que pouca gente sabe é que existem outros tipos de piolhos, como por exemplo: 

  • Piolho do corpo: pode ser encontrado em roupas comuns e roupas de cama, sua transmissão pode ser feita por compartilhar esses tipos de vestimentas ou roupas de cama. Ele é comumente encontrado em grandes concentrações de pessoas, como assentamentos, invasões, entre outras. Os piolhos de corpo são vetores de algumas doenças, como: febre recorrente, febre das trincheiras e epidemias de tifo. 
  • Piolho Púbico: Esse piolho particularmente é transmitido por meio de relações sexuais, por contato próximo de roupas intimas, toalhas de banho e roupas de cama. Costumam infectar pêlos pubianos e também podem se espalhar pelas coxas, troncos e barba. Basicamente os sintomas são os mesmos aos do piolho da cabeça, como: coceira, manchas e machucados pelas partes pubianas, lêndeas espalhadas por todos os pêlos. 

Doenças que o piolho transmite

O piolho em si não pode causar doenças, porém, quando há uma infestação de piolhos, essa condição é chamada de Pediculose. Porém, mesmo que o piolho não cause nenhum tipo de doença de forma direta, alguns problemas secundários podem aparecer por conta das erupções causadas pela coceira ou pela picada do inseto. Infecções bacterianas podem ocorrer devido a porta de entrada estar aberta e as bactérias podem se proliferar por esse meio de entrada. Em alguns casos de infestação de piolhos no couro cabeludo a pessoa pode ter ínguas atrás da orelha devido a forte coceira e irritabilidade da região. 

A pediculose também pode ocorrer na região pubiana com o piolho pubiano, o famoso “chato” (devido ao formato do seu corpo). Quando ocorre a pediculose pubiana, podem ser encontradas manchas por toda parte das regiões íntimas, como virilha, escroto, nádegas, parte interna das coxas e na parte baixa da barriga. 

Quanto tempo o piolho vive fora da cabeça

O piolho em condições adequadas pode sobreviver entre 30 e 40 dias fora da cabeça, desde a fase do ovo até a fase adulta.Suas fêmeas adultas botam cerca de 10 ovos por dia. Sua proliferação é muito rápida e esse ciclo é refeito a cada três semanas, desta maneira é necessário tomar muito cuidado para que alguns insetos não se transformem em uma infestação incontrolável.

Os piolhos que estão fora da cabeça, pêlos e em ambientes propícios para sua proliferação podem sobreviver até 48 horas. Após esse tempo ele morre devido a exposição, falta de alimento e a impossibilidade de reproduzir. 

Em quanto tempo a lêndea vira piolho

A vida de um piolho passa por algumas fases: após o ovo ser botado, ele se desenvolve  por 8 a 10 dias, dependendo das condições. Após esse tempo, as ninfas – como são chamadas os piolhos que ainda não são adultos – eclodem. Em um prazo de 9 a 12 dias essas ninfas se tornam adultas. Quando chegam à fase adulta, as fêmeas já começam a se reproduzir. Cada fêmea é capaz de botar 10 ovos por dia, sendo que se a infestação não for controlada esse ciclo é refeito a cada três semanas.  

Ciclo do piolho humano

 

Para uma pessoa possuir uma infestação de piolho em sua cabeça o tempo necessário é de apenas alguns dias, podendo ser algo tão descontrolado que se não for freado e eliminado rapidamente, essa infestação pode causar até anemia em casos extremos. Devido o piolho se alimentar de 4 a 5 vezes por dia, quando ocorre uma infestação, eles podem causar sérios danos à saúde das pessoas. Além desses problemas, uma infestação de piolho sem tratamento é um ciclo sem fim, pois quando o piolho chega a fase adulta as fêmeas podem botar muitos ovos, e assim por diante. 

A vida de um piolho passa por três fases, que são:

Ovos: as fêmeas de piolhos adultos botam cerca de 10 ovos por dia, esses por sua vez possuem uma espécie de cola e se grudam aos folículos capilares, sendo resistente a água e a altas temperaturas. O desenvolvimento desses ovos pode durar de 8 a 10 dias, condições como o uso de bonés e suor deixam o couro cabeludo úmido e quente o que auxilia ainda mais o desenvolvimento dos ovos. 

Depois desses 8 a 10 dias os ovos eclodem e aí nós temos as ninfas. Elas se alimentam de sangue do hospedeiro – pessoa com piolho – de 4 a 5 vezes por dia. Durante 10 dias essa ninfa se alimenta e cresce, para então chegar à fase adulta no décimo ou décimo primeiro dia. 

Um dia e meio após atingir a fase adulta, a fêmea começa a exercer a sua função: se reproduzir e botar novos ovos. Se esse ciclo não for controlado e eliminado, ele vai se tornando cada vez maior e mais difícil de controlar.

Quantos piolhos nascem de uma lêndea

Uma fêmea de piolho pode botar 10 ovos por dia, num total de 300 ovos durante toda sua vida, dessa maneira um tratamento adequado é o mais indicado para que não se torne uma infestação incontrolável.

Os ovos dos piolhos, que por muitos são chamados de lêndeas ficam presos na base do fio de cabelo, e possuem uma espécie de cola que se adere ao fio e somente com alguns métodos são capazes de serem eliminados. Desta forma esses resistentes ovos ficam em desenvolvimento por alguns dias e quando eclodem, passam a se chamar ninfas. 

Cada ovo depositado pelas fêmeas do piolho é capaz de produzir uma ninfa, Entre o ovo ser botado a eclosão temos algo em torno de 10 dias. Pensando que cada fêmea pode botar cerca de 10 ovos por dia, uma infestação incontrolável por se feita em poucos dias sem tratamento adequado. Abaixo abordaremos quais são os principais tratamentos para piolho

Remédio para piolho

A principal maneira de controlar uma infestação de piolho é a identificação imediata. É necessário estar sempre atento, principalmente a crianças, para que já nos primeiros sintomas tome-se alguma atitude. Os primeiros sintomas costumam ser: coceira constante no couro cabeludo e em algumas ocasiões, comportamento anormal. Quando esses sintomas aparecem, deve-se fazer uma inspeção detalhada na cabeça da pessoa. Crianças são mais acometidas a essa infestação devido ao fato de terem mais contato com outras pessoas e realizar mais a troca de objetos que podem transmitir piolho de um para o outro.

Sendo assim,o tratamento para piolho deve ser feito em etapas: 

  • Identificar a presença dos insetos na cabeça através da observação da cabeça. 
  • Passe algum shampoo que contenha um componente chamado Permetrina. É importante ressaltar que o shampoo não consegue matar as lêndeas, por isso é importantíssimo que após utilizar o shampoo e deixar ele agindo pelo tempo recomendado na bula do mesmo, que seja feito o uso do pente fino. 
  • Agora é a hora de usar o pente fino. Essa etapa pode ser um pouco mais trabalhosa em pessoas com cabelo enrolado, mas é essencial para garantir que alguma lêndea que seja deixada para trás comece uma nova infestação.

Normalmente, as recomendações de utilização do shampoo para piolho são as seguintes: passe o shampoo para piolho na cabeça da criança e deixe agir por 15 minutos. Para intensificar o combate, coloque uma touca na cabeça da criança e deixe agir. Passado esse tempo, enxague a cabeça. É de extrema importância que faça esse enxague com o auxílio de um pente fino, pois o shampoo mata apenas os insetos que são adultos e as ninfas, os ovos em desenvolvimento e lêndeas ainda ficam grudados nos fios de cabelo e só são retirados com o auxilio do pente. 

Como tirar lêndeas é um processo mais trabalhoso, o indicado é que você utilize um pente fino quando for enxaguar o cabelo após o uso do shampoo. Essa etapa deve ser feita de forma bem cuidadosa, garantindo que você está passando o pente por toda a cabeça, e principalmente na parte de trás da cabeça, pois é onde fica a maior concentração dos ovos. 

Caso o problema ainda não tenha sido solucionado, é indicado repetir o processo depois de 7 dias. Se após os 7 dias o problema persistir, procure a ajuda de um médico rapidamente, para que ele faça a prescrição de um remédio para piolho infantil. 

O processo para eliminar piolhos de modo rápido e prático é realizando os processos que mostramos acima.  Apesar do método ser rápido, ele também é um pouco trabalhoso, já que exige uma maior atenção para que todas as lêndeas sejam eliminadas em sua totalidade. 

Mitos e Verdades Sobre o piolho

Muitas histórias fazem parte da nossa cultura, algumas dessas histórias possuem fundamentos, porém algumas delas não passam de mitos sobre como eliminar piolho, desta forma iremos mostrar alguns mitos e verdades sobre piolhos. 

Piolho morre com secador?

Não, o piolho é resistente a diversos procedimentos que são feitos no cabelo, e o uso do secador não mata os piolhos e também não retiram as lêndeas. Como falamos acima, é necessário o uso de shampoo específico ou até mesmo o uso de medicamentos para matar piolhos. Já as lêndeas, a maneira correta de eliminá-las é utilizando um pente fino, passando por toda a cabeça.

Chapinha mata piolho?

Sim, o piolho morre ao entrar em contato com a chapinha quente. Porém, vale ressaltar que não basta passar a chapinha para combater o piolho, já que o calor que chega até o couro cabeludo não é suficiente para matar as lêndeas. 

Se a criança possuir cabelo muito enrolado, pode ser necessário realizar o procedimento de eliminação dos piolhos em várias etapas. Logo após o uso do shampoo, pode-se secar o cabelo com o secador, passar a chapinha para alisar o cabelo e então passar o pente fino. Com os cabelos lisos, o pente fino desliza mais facilmente e o processo de retirada das lêndeas se torna um pouco menos trabalhoso. 

Chapinha mata lêndea 

Sim, como falado anteriormente o contato direto da parte quente da chapinha com a lêndea faz com que ela morra, porém, como as lêndeas normalmente ficam presas na raiz do cabelo, a chapinha não consegue atingir esse local, então é essencial o uso do pente fino para retirada de todas as lêndeas. 

Vinagre para piolho

O vinagre mata o piolho, porém não é recomendado o uso diretamente na cabeça pois os componentes do vinagre podem trazer irritações, alergias, e ferimentos no couro cabeludo. Além disso, dependendo do tamanho da infestação dos piolhos, pode ser que o couro cabeludo esteja machucado, o que pode levar a dores caso o vinagre seja aplicado. 

Mas, o vinagre pode sim ser utilizado no combate contra os piolhos. Isso porque é recomendado que você não esprema os piolhos que são retirados do cabelo, já que isso pode fazer com que os ovos que estão dentro dele se espalhem e causem uma nova infestação. 

Para evitar esse problema, você pode ter um recipiente com vinagre próximo a você e ir jogando os piolhos ali dentro conforme for retirando-os do cabelo. 

Cabelo com química pega piolho?

Sim, qualquer tipo de cabelo pega piolho, porém, algumas tinturas possuem um PH que prejudicam o desenvolvimento dos ovos e o crescimento das ninfas, porém, não é o método adequado para o controle e eliminação do problema. 

Piolho em adultos

A infestação de piolho em adultos é incomum, porém, ela existe. As crianças estão mais propensas a pegar piolho pois muitas delas compartilham bonés, enfeites de cabelos chapéus, etc, além de também terem o costume de brincar mais próximas e com mais contato, facilitando a transmissão. 

Piolho pula?

Não, o piolho não pula e também não voa. A transmissão do piolho é feita por contato direto ou indireto, como falamos no início do texto. Ele usa uma espécie de gancho em suas patas para poder se prender em lugares que possa ser transportado, como no cabelo comprido, por exemplo.

Como matar piolho com coca-cola? 

Coca-cola não mata piolho. A única coisa que realmente mata os piolhos de forma efetiva é o uso dos shampoos específicos para piolho e a retirada das lêndeas com pente fino. Caso você esteja sofrendo e não consiga eliminar a infestação de piolhos, você deve procurar um médico o mais rápido possível antes que o problema fique fora de controle. 

É possível acabar com piolhos em um dia? 

Depende, existem relatos de que apenas uma aplicação de shampoo para piolhos e uso do  pente fino resolveram o problema. No entanto, esses problemas foram identificados logo no início, na fase onde o controle é feito mais facilmente. Para casos de infestação em grandes escalas, essa eliminação total pode demorar alguns dias e pode ser necessário refazer o procedimento que ensinamos. Se mesmo assim a infestação persistir, deve-se procurar um médico rapidamente. 

cabelo de mulher - piolho

Onde comprar?

Você pode encontrar diversos modelos de pentes para piolho e shampoos para piolho no nosso buscador e comparador de preços Cliquefarma. Aqui, com apenas um clique, você encontra o melhor preço e a melhor condição de entrega do seu produto dependendo da região em que mora. Acesse agora mesmo e adquira o seu!