Termômetro Infravermelho

18/06/2020 0 Por Alana Dizioli
O artigo de hoje irá falar sobre termômetro infravermelho. Vamos analisar o que é, como usar, quanto custa e onde comprar. Confira o artigo até o final!

O que é um termômetro infravermelho?

Segundo a Wikipédia, pirômetro é o termo empregado originalmente para denominar os instrumentos que eram usados, de maneira óptica, para inferir a temperatura dos objetos em alta incandescência (brilho visível a olho nu). Em um conceito atual Pirômetros são instrumentos usados para inferir temperaturas sem que haja contato com a superfície, isto é, feito através da avaliação da radiação emitida por esta superfície.

Termômetro de Testa Infravermelho sem Contato

 

 

  Em resumo, o termômetro infravermelho, também conhecido como termômetro a laser, é composto por um laser, que auxilia no posicionamento do sensor para realizar a leitura do objeto, possui ainda uma lente óptica e um sistema de amplificadores e filtros que transmitem a radiação do corpo até um medidor que emite uma resposta proporcional a radiação que pode ser associada a temperatura da superfície.   A resposta do medidor em função da radiação é uma tensão descrita pela equação: V(T) = εKTN   Onde: V(T), tensão como função da temperatura ε, Emissividade K, Constante de Boltzmann T, temperatura do objeto N, fator calculado com N= 14330/λT λ, Comprimento de onda  

Exemplos de uso

Algumas circunstâncias típicas são onde o objeto a ser medido está se movendo, onde o objeto está contido em um vácuo ou outra atmosfera controlada, em aplicações onde é necessária uma resposta rápida e em casos que a temperatura do objeto está acima do ponto de uso recomendado para sensores de contato, ou o contato com um sensor prejudicaria o objeto ou o sensor introduziria um gradiente de temperatura significativo na superfície do objeto.   Os termômetros infravermelhos podem ser usados ​​para atender a uma ampla variedade de funções de monitoramento de temperatura. Alguns exemplos incluem a detecção de nuvens para a operação remota do telescópio, a verificação de equipamentos mecânicos ou elétricos para temperatura e pontos quentes, medindo a temperatura dos pacientes em um hospital sem tocá-los, verificar a temperatura de um aquecedor ou forno, detectar pontos quentes em combate a incêndios, monitoramento de materiais em processos envolvendo aquecimento ou resfriamento e medição de temperatura de locais hostis como vulcões.   Tornam-se ideais em momentos de epidemias de doenças que causam febre, como a atual pandemia do coronavírus ou ainda, como no caso do surto de gripe suína e a Doença por vírus Ébola, em que os termômetros infravermelhos foram utilizados para verificar os viajantes que chegavam infectados aos aeroportos através da sua temperatura. Existem muitas variedades de dispositivos de detecção de temperatura infravermelhos, tanto para uso portátil como instalações fixas.

Quais as principais características do termômetro infravermelho?

Os termômetros de radiação infravermelha constituem uma família dentro dos termômetros de radiação, pois medem uma faixa específica de radiação, que vai de 0,7 a 20 μm de comprimento de onda, apresentam também uma relação de distância (D): local a ser medido (S), por exemplo para uma relação de 12:1 a área na qual a temperatura é medida é um doze avos da distância do medidor até a superfície.   Os termômetros infravermelhos são caracterizados por outras especificações como precisão e cobertura angular. Instrumentos mais simples podem ter um erro de medição de cerca de ± 2ºC. Apesar das facilidades, este tipo de sensor apresenta desvantagens como o seu custo, que apesar de variar bastante conforme suas características, são sistemas bem mais caros de se implementar frente a outros sensores térmicos.

Quais os tipos de termômetros infravermelhos?

Os termômetros infravermelhos mais comuns são o termômetro infravermelho local ou o pirômetro, que mede a temperatura em um ponto de uma superfície (na verdade, uma área relativamente pequena determinada pela relação D:S). Estes geralmente projetam um ponto vermelho visível para o centro da área que está sendo medida; Isso identifica o ponto que está sendo medido. A área angular real que está sendo medida varia entre os instrumentos e não está restrita ao ponto visível.   Equipamentos relacionados, embora não estritamente termômetros, incluem sistemas de varredura infravermelha e câmeras de imagem térmica infravermelha. Os sistemas de varredura infravermelhos digitalizam uma área maior. As câmeras de imagens térmicas infravermelhas ou Câmeras termográficas são essencialmente termômetros de radiação infravermelha, que medem a temperatura em vários pontos de uma área relativamente grande para gerar uma imagem bidimensional.   Esta tecnologia é mais intensiva em processadores e softwares do que termômetros de ponto ou de varredura e é usada para monitorar grandes áreas. As aplicações típicas incluem o monitoramento perimetral utilizado pelos exércitos ou seguranças.

Como usá-los?

Para usar corretamente os diferentes tipos de termômetro, sendo eles infravermelhos ou não, deve-se ler as instruções do fabricante ou pedir orientação do médico ou do enfermeiro.   Os termômetros variam de acordo com a forma de ler a temperatura, que pode ser digital ou analógico, e com o local do corpo mais indicado para o seu uso, existindo modelos que podem ser usados na axila, no ouvido, na testa, na boca ou no ânus.   O termômetro é importante para conferir a temperatura sempre que existirem sintomas de doenças que provocam febre, como a nova Covid-19, gripe, dengue ou zika, ou para controlar a melhora ou piora da doença, principalmente na criança.   Como falamos até agora, o termômetro de infravermelhos faz a leitura da temperatura através de raios que são emitidos para a pele, mas que não prejudicam a saúde. Existem termômetros infravermelhos de ouvido e de testa e os dois tipos são muito práticos, rápidos e higiênicos.

No ouvido

Para usar o termômetro de ouvido, também conhecido como termômetro timpânico ou auricular, deve-se:  
  1. Colocar a ponta do termômetro no interior do ouvido e apontá-la em direção ao nariz;
  2. Apertar o botão de ligar o termômetro até ouvir um sinal sonoro;
  3. Ler o valor da temperatura, que aparece na hora;
  4. Retirar o termômetro do ouvido e limpar a ponta com algodão ou gaze com álcool.
  O termômetro infravermelho de ouvido é muito rápido e de fácil leitura, porém exige que se compre regularmente cápsulas protetoras de plástico que tornam o uso do termômetro mais caro.

Na testa

Dependendo do tipo de termômetro infravermelho de testa, é possível medir a temperatura colocando o aparelho diretamente em contato com a pele ou a uma distância de até 5 cm da testa. Para usar este tipo de aparelho da forma correta, deve-se:  
  1. Ligar o termômetro e verificar se na tela aparece o número zero;
  2. Encostar o termômetro na testa na região acima da sobrancelha, no caso de as instruções do termômetro recomendarem o contato com a pele, ou apontar o termômetro para o centro da testa;
  3. Ler o valor da temperatura que sai imediatamente e retirar o termômetro da testa.
Nos casos em que as instruções recomendam encostar o aparelho na pele, deve-se limpar a ponta do termômetro com algodão ou gaze com álcool após o seu uso.  

Instruções de uso de termômetros infravermelhos sem contato

Medição da Temperatura Corporal (Testa)

A leitura medida pela testa, equivale a temperatura medida pela boca. Para isso, é necessário certificar-se que a lente da sonda esteja totalmente limpa sem qualquer fragmento que possa alterar sua leitura, para uma leitura eficiente é necessário que a testa esteja limpa, sem suor, uso de qualquer produto químico (Ex: Base, pó compacto e ou qualquer tipo de cosméticos) , cicatrizes etc. Além disso, certifique-se antes de iniciar a leitura que o paciente não tenha tomado banho ou feito exercício físico por pelo menos 30 min e permanecido em condições estáveis por pelo menos 5 min.

Higienização previne doenças

Segundo o site da UOL, em consulta com a professora associada da Faculdade de Medicina da Unesp (Universidade Estadual Paulista)  Regina Célia Popim, seja qual for o modelo de termômetro infravermelho escolhido, é fundamental higienizá-lo para evitar a proliferação das doenças —principalmente nos hospitais, já que os termômetros não são descartáveis e passam de paciente em paciente.   “A higiene deve ser feita com álcool 70%, que é bactericida. Após o uso, o objeto deve sempre ser limpo. Isso é importante para a prevenção da infecção cruzada, na qual um micro-organismo é levado de um local para outro”, afirma. “Vírus e bactérias não têm asas! Se não fizermos a higienização correta, nós mesmos acabamos levando essa doença de um lugar para outro.”  

Quais os tipos de termômetro para medir febre?

Já conseguimos entender até o momento que, os termômetros são itens fundamentais para o kit de primeiros socorros de qualquer família. Apesar de serem instrumentos de uso simples, é preciso ter atenção e usá-los de maneira correta para medir a temperatura. Além dos erros de manipulação, a imprecisão do valor medido pelo equipamento também pode atrapalhar a identificação de um quadro febril.   É por isso que, na hora de escolher um termômetro para sua farmácia caseira, é preciso levar em conta a confiabilidade com que o aparelho indica a temperatura, assim como em que condições serão feitas as medidas. Antes de conhecer os outros tipos de termômetro, vamos entender o que é febre e quais as temperaturas de referência adequadas.  

O que é febre?

A febre se dá após ser constatada a elevação da temperatura corporal acima da média do paciente. Sendo assim, por não ter histórico da variação de cada paciente é usado valores médios encontrados em estudos que definem os limites de temperatura que indicam febre. No entanto, é importante ressaltar que o modo como medir a temperatura corporal pode fornecer mais de um resultado. A medida que estiver próximo do centro do nosso corpo maior será a sua temperatura.

Temperatura de referência

  • Adultos entre 36,5°C e 36,7°C
  • Crianças maior que 36
  • Axilar acima de 37,4°C considerar febre
  • Boca acima de 37,5°C considerar febre
  • Ouvido acima de 37,6°C considerar febre
  • Retal acima de 38°C considerar febre
  Em suma, é importante reforçar que independente do tipo (modelo) do termômetros sem contato que utilizará, deve-se ter o selo do INMETRO e registro junto a ANVISA, mesmo com todos os certificados de aprovação os mesmo podem ter uma variação máxima de até 0,2°C para mais ou para menos.   Como o artigo de hoje é para explorarmos mais sobre os termômetros infravermelhos, fique atento para o registro deles na ANVISA, geralmente com o nome técnico de termômetro digital por infravermelho.  

Outros tipos de termômetros

Até pouco tempo atrás, os termômetros usados para monitorar a febre eram pequenos tubos de vidro contendo um líquido prateado. Por conta disso, muitas vezes, precisávamos girar o instrumento em várias posições para encontrar o ponto certo para fazer a leitura. Felizmente, a tecnologia também atingiu os dispositivos de medição de temperatura. Conheça, agora, os modelos de termômetros mais encontrados nas residências:

Analógicos (mercúrio)

O líquido prateado que mencionamos é o mercúrio, uma substância que expande quando é aquecida. Assim, quando o termômetro analógico é colocado em contato com o corpo, o líquido sobe em consequência dessa expansão. A escala impressa no tubo de vidro permite que a temperatura seja determinada.   Há duas razões pelas quais o uso dos termômetros desse tipo não mais é recomendado. A primeira delas é o risco de quebra do dispositivo, que libera mercúrio (um metal tóxico) no ar. A segunda é a falta de precisão desses instrumentos, principalmente daqueles com maior tempo de uso.

Digitais

Equipados com sensores de temperatura, esses instrumentos mostram a temperatura em uma pequena tela. As versões mais modernas apresentam memória interna para guardar os últimos registros. O termômetro digital é preciso na medição e não contém mercúrio.

Formas de medição

De nada adianta ter um equipamento moderno e preciso se você não usá-lo de maneira adequada. Alguns dispositivos permitem uma única forma de leitura, enquanto outros são mais versáteis. Conheça as diferentes vias de utilização dos termômetros:

Axilar

A maneira mais comum de medir a temperatura é colocar o termômetro na axila, mantendo o braço fechado. A maioria dos instrumentos digitais emite um aviso sonoro ao final da leitura, que leva cerca de 3 minutos.

Auricular

O termômetro infravermelho de ouvido realiza a medição instantaneamente. Basta posicioná-lo na entrada do ouvido e apontá-lo em direção ao nariz. A medição pode ser atrapalhada se houver excesso de cera ou inflamação. Usa infravermelho para medir a temperatura no interior do canal auditivo. Com rapidez, gera o resultado, entre 1 e 2 segundos em média.   Cuidados especiais para crianças: É preciso apontar diretamente no canal auditivo e para que isso ocorra, é preciso puxar levemente a orelha para cima e para trás.

Bucal

A medição pela boca pode ser feita com termômetros tradicionais. Para isso, o instrumento deve ser posicionado sob a língua durante o tempo necessário para leitura. Há, ainda, termômetros em forma de chupeta, muito úteis para medir a temperatura de bebês.

Retal

Inserir o termômetro no reto é o método mais indicado para verificar a temperatura de bebês. É preciso ter atenção redobrada com a higiene do dispositivo, que deve contar preferencialmente com uma ponta flexível.

Sem contato

Como já citado anteriormente, alguns termômetros com tecnologia infravermelho funcionam à distância. Basta apontar o aparelho para a testa para que a medição seja realizada instantaneamente.

Considerações para a compra

Os termômetros podem ser facilmente encontrados em farmácias e lojas de produtos médicos, sejam elas físicas ou virtuais. Eles são um item muito importante na montagem de um bom kit de enfermagem para estágio. Por conta da grande variedade de modelos disponíveis, você pode ter dúvidas na hora da compra. Para te ajudar, vamos listar algumas dicas que podem ajudar você a fazer a escolha:  
  • prefira os modelos digitais, que não contêm mercúrio;
  • verifique as instruções de uso;
  • avalie o tempo de resposta do instrumento;
  • procure comprar equipamentos resistentes;
  • considere a idade de quem usará o termômetro e a forma como será feita a medição.

Média de Preços

A média de preços dos termômetros infravermelhos pode variar a partir de R$ 299,00 até R$ 440,00, aproximadamente.

Onde comprar?

No Cliquefarma, disponibilizamos para você algumas ofertas encontradas de termômetros infravermelhos, clique no link para pesquisar os melhores preços e condições de entrega aí na sua casa. Busque agora mesmo!   Qualquer dúvida ou sugestão, deixe seu comentário que teremos prazer em interagir com você!