Vitamina B1

Vitamina B1 – Você conhece essa vitamina?

08/06/2021 0 Por cliquefarma

A vitamina B1 também conhecida como tiamina, tem várias funções essenciais no corpo. É um nutriente importante para tirar energia dos alimentos e transformá-la em energia para o cérebro, os nervos e o coração. A tiamina é necessária ao corpo para processar gorduras e proteínas – mas é mais importante para processar carboidratos (açúcares e amidos).

A tiamina foi a primeira vitamina a ser descoberta no ano de 1897. Inicialmente, a tiamina foi denominada “aneurina” (para vitamina antineurítica). Mais tarde, foi denominado como tiamina ou “tio” ou vitaminas “contendo enxofre” e foi sintetizado pela primeira vez pelos químicos holandeses Barend Coenraad Petrus Jansen e Willem Frederik Donath no ano de 1936.

A tiamina é uma das vitaminas B solúveis em água. A maior parte da tiamina em nosso corpo está localizada em nossos músculos esqueléticos, coração, cérebro, fígado e rins. No entanto, não acumulamos reservas dessa vitamina, então você precisa dela em sua dieta todos os dias. 

Todas as vitaminas B ajudam o corpo a converter os carboidratos dos alimentos no principal combustível do corpo (glicose), necessário para a produção de energia. As vitaminas B também são importantes para o metabolismo de gorduras e proteínas, o sistema imunológico saudável e o funcionamento do sistema nervoso.

Nesse artigo você vai conhecer um pouco mais sobre a vitamina B1 e aprender os benefícios que essa vitamina traz para a nossa saúde e ver como você pode consumir essa vitamina importante para o nosso bem-estar.

O que é a vitamina B1

A vitamina B1 é uma vitamina solúvel em água comumente encontrada em muitos alimentos derivados de plantas e animais. Como uma vitamina solúvel em água, a tiamina se decompõe rapidamente assim que é consumida e é eliminada do corpo com mais facilidade do que as vitaminas solúveis em gordura, que podem se acumular.

A tiamina é armazenada principalmente no fígado, mas o armazenamento dura no máximo 18 dias – é por isso que você precisa consumir alimentos com tiamina regularmente.

A vitamina B1 está envolvida em muitos dos processos metabólicos mais importantes do corpo. Como a maioria das vitaminas B, a tiamina ajuda nosso corpo a usar a energia dos alimentos e é vital para as funções celulares. 

Quando você come alimentos ricos em tiamina, eles ajudam o corpo a converter carboidratos em energia, o que é importante para o seu metabolismo, concentração e força geral. Ele também desempenha um papel na função hepática saudável e é necessário para pele, olhos, cabelos e unhas saudáveis.

Funções da Vitamina B1

Sendo um potente antioxidante e composto neural, a vitamina B1 desempenha um papel significativo no tratamento de uma miríade de doenças e suas complicações, incluindo o cérebro, sistema nervoso, músculos, coração e estômago.

A tiamina é geralmente tomada por pessoas para aliviar os riscos e sintomas de deficiência de tiamina, como beribéri, pelagra, inflamação dos nervos fora do cérebro ou neurite periférica.

Vários tipos de pesquisa sugerem que a tiamina é extremamente benéfica para a dor diabética, problemas cardíacos, alcoolismo, catarata, glaucoma, enjôo, síndrome cerebelar (um tipo de lesão cerebral), aftas, doença renal, problemas menstruais e AIDS.

Também é necessário para aumentar a imunidade, melhorar o desempenho atlético e a força muscular, prevenir doenças renais em pacientes diabéticos tipo 2 e câncer cervical.

A vitamina B1 desempenha um papel fundamental no gerenciamento de vários distúrbios neurais, como demência, doença de Alzheimer, esclerose múltipla, paralisia de Bell e um distúrbio de memória chamado síndrome de encefalopatia de Wernicke. Também melhora a memória e a concentração.

As injeções de tiamina também são administradas a pacientes em coma ou em estado terminal. É também um remédio potente para pessoas que foram diagnosticadas com leucinose e doença de Leigh.

Conhecido como hormônio antiestresse, ele alivia o estresse e melhora a capacidade do corpo de suportar altos níveis de estresse. Também é útil para melhorar as habilidades de aprendizagem em crianças e adultos e aumentar a resistência.

A tiamina ou vitamina B1 é a quintessência para melhorar as funções do sistema cardiovascular, uma vez que a deficiência dela pode frequentemente levar à insuficiência cardíaca congestiva. 

Estudos e pesquisas mostram que a ingestão de alimentos ricos em vitamina B1 ou a ingestão de suplementos de vitamina B1 melhorou muito as funções cardíacas, normalizou a pressão arterial e até preveniu condições crônicas como bloqueio cardíaco, derrame, ataque cardíaco, etc.

Os suplementos e alimentos que contêm tiamina também são extremamente eficazes na melhoria do sistema gastrointestinal e no tratamento de doenças como diarreia, doença de Crohn e colite ulcerosa. Também ajuda na secreção de ácido clorídrico, o que melhora a digestão e, em última análise, aumenta o apetite.

A vitamina B1 atua como um antioxidante natural e, portanto, fortalece o corpo contra os danos nocivos dos radicais livres. É altamente significativo no rejuvenescimento da pele e na prevenção de vários sinais de envelhecimento, como rugas, linhas finas, manchas, olheiras, etc.

Vitamina B1

Fontes de vitamina B1

Certos alimentos, como peixe, carne e grãos, possuem a tiamina na sua composição natural. Já outros alimentos podem ser fortificados com vitamina B1, como é o caso de alguns pães e cereais.

Além de alimentos, existem também suplementos de tiamina para ajudar a alcançar o valor diário necessário para manter os níveis de vitamina B1 adequados.

Alimentos ricos em vitamina B1

A vitamina B1 não é produzida pelo nosso corpo, e dessa forma não pode ser armazenada por ele. Por isso mantenha uma dieta rica nos alimentos que vamos apresentar aqui para que não falte a vitamina B1 no seu corpo.

É importante observar que os alimentos quando cozidos reduzem os níveis de vitamina B1 contidos nele, pois o calor acaba enfraquecendo a tiamina. Além disso, consumir frequentemente alimentos como peixe cru e café podem diminuir a capacidade do organismo de absorver a tiamina, levando ao mau aproveitamento da vitamina.

Truta

Rico em ácidos graxos, ômega 3 e proteínas, este peixe além de saboroso é considerado muito saudável. É também uma das fontes de vitamina B6 e é rica em vitamina B1. Apenas 85 gramas de truta cozida no vapor cobrem aproximadamente 33% do valor diário da vitamina B1.

Salmão

O salmão é um alimento muito rico em vitamina B1. Incluir este peixe na sua dieta pode trazer vários benefícios para sua saúde, pois além de uma porção de salmão cozido no vapor conter mais de 18% do valor diário que precisamos de vitamina B1, ele também é rico em ômega 3 e proteínas que ajudam a manter o bom funcionamento do cérebro e do coração.

Atum

O atum é outro peixe que pertence aos alimentos que contêm tiamina. Uma porção de 85 gramas de atum cozido no vapor fornece 17% do valor diário de vitamina B1 que precisamos. Além de ser uma valiosa adição aos alimentos com vitamina B1, o atum é uma boa fonte de vitamina D e ômega 3.

Mexilhões azuis

85 gramas de mexilhões azuis cozidos e úmidos cobrem 25% do valor diário da tiamina. Além do mais, os mexilhões azuis também são ricos em proteínas, vitamina B12, ferro, fósforo, manganês e selênio. Além disso, os mexilhões ajudam os vasos sanguíneos a funcionar corretamente e a reduzir a pressão arterial.

Carne

A carne de boi é um alimento relativamente rico em vitamina B1.Embora não seja tão rica como os peixes e frutos do mar citados, uma porção de bife proporciona 7% do valor diário da tiamina.

O fígado bovino possui valores um pouco maiores de vitamina B1. Uma porção de fígado contém cerca de 10% dos valores diários de tiamina. Além disso, a carne bovina é rica em ferro, selênio e zinco nutrientes que são essenciais para o bom funcionamento do corpo.

Carne de porco

Além do peixe e da carne bovina, a tiamina pode ser encontrada na carne suína em quantidades significativas. Cerca de 100 gramas de carne de porco cozida possui 34% dos valores diários de vitamina B1.

A carne de porco também é uma fonte rica em outras vitaminas do complexo B e minerais como o zinco e o selênio.

Feijões pretos

O feijão preto, classificado como leguminosa, é geralmente rico em proteínas e fibras. Eles também pertencem à lista de alimentos que contêm tiamina. Ou seja, uma concha de feijão preto cozido representa 27% do valor diário de vitamina B1. 

Além do mais, outros benefícios do feijão preto são a redução da pressão arterial e a manutenção de ossos saudáveis e o controle do diabetes. O feijão preto também é muito conhecido pelo alto teor de ferro, o que faz muito bem para a nossa saúde.

Batata doce

Os vegetais são uma ótima adição aos alimentos com tiamina. Por exemplo, uma porção de batata doce assada com a pele fornece 7% do valor diário desta vitamina. Observe que a batata doce promove a saúde intestinal, apóia uma visão saudável e pode melhorar a função cerebral.

Abóbora 

Como mencionado antes, muitos vegetais são alimentos ricos em vitamina B1, e a abóbora não é uma exceção. Uma xícara de abóbora cozida oferece 23% do valor diário da tiamina.

Um benefício da abóbora é que esse vegetal não possui colesterol e também é rico em outros minerais e vitaminas como a vitamina C e a vitamina A.

Sementes de Girassol

Essas sementes são ótimas fontes da tiamina. Com apenas 30 gramas das sementes de girassol assadas, você obtém 9% do valor diário de vitamina B1.

Além disso, essas sementes são ricas em minerais como o selênio, cobre o manganês e também são ricas em outras vitaminas do complexo B, além de possuir um alto nível de vitamina E

Milho

Além de ser uma ótima fonte de fibras, o milho também é uma fonte de vitamina B1. Uma espiga de milho cozido possui 7% do valor diário da vitamina B1. 

Além disso, o milho é uma ótima fonte de vitamina B5, vitamina B6 e vitamina B9.

Arroz branco

O arroz branco normalmente é fortificado com algumas vitaminas, entre elas estão a vitamina B1. Cerca de meia xícara de arroz fortificado ou enriquecido com vitaminas, possui 117% do valor diário de vitamina B1. Ou seja, isso é mais do que você precisa de vitamina B1 no dia.

Mas fique atento pois o arroz branco é pobre em fibras em comparação ao arroz integral.

Cereais fortificados

Hoje em dia, você pode até conseguir cereais embalados intencionalmente com vitamina B1. Uma porção de cereais matinais fortificados contém 100% do valor diário de vitamina B1 que irá cobrir sua ingestão diária da vitamina.

Dito isso, como esses cereais costumam ter um alto teor de açúcar, convém optar por aqueles que contenham no máximo até 5g de açúcar por porção.

Fermento de padeiro

Essa é mais uma adição valiosa aos alimentos com tiamina. Na verdade, 100g de fermento de padeiro fornecem 157% do valor diário da vitamina B1. Além do mais, esse alimento tem mais vitamina B1 do que 92% dos alimentos. Embora existam muitos outros alimentos que contêm mais vitamina B1, o fermento de padeiro é mais rico nesta vitamina do que em qualquer outro nutriente.

Obviamente você não vai comer o fermento de padeiro puro, sem estar em alguma preparação. Mas quando adicionado a um pão o fermento pode ser uma boa opção de vitamina B1.

Macarrão

Nossa lista de alimentos com tiamina não estaria completa sem o macarrão. Uma porção de macarrão de trigo integral cozido proporciona 17% do valor diário da vitamina B1. 

Além disso, o macarrão integral é uma boa fonte de fibras. O macarrão libera energia em um ritmo lento, para que você não obtenha picos de energia semelhantes aos dos açúcares simples. Algumas marcas de macarrão também são enriquecidas com algumas vitaminas, incluindo a B1, o que pode tornar o macarrão um alimento ainda mais rico.

Suco de laranja

Ao falarmos sobre quais alimentos são ricos em tiamina, não se pode simplesmente omitir o suco de laranja favorito da maioria das pessoas. Uma xícara de suco de laranja fortificado e concentrado cobre cerca de 8% dos valores diários da vitamina B1. Notavelmente, o consumo regular desse suco tem sido associado à melhora da saúde do coração, diminuição da inflamação e menor risco de pedras nos rins.

Além dessas fontes principais a vitamina B1 também pode ser encontrada em: granola, muesli, aveia, trigo integral, centeio, etc. e produtos de grãos como gérmen de trigo, farinha de milho, massas, barras de granola e pão.

Alguma quantidade de vitamina B1 também está presente em nozes como pistache, castanha do Brasil, nozes de macadâmia, nozes pecan, amendoim e em leguminosas e leveduras.

Vitamina B1

Suplementos de vitamina B1

Embora seja relativamente fácil alcançar o valor diário de vitamina B1 apenas com o consumo de alimentos ricos nesse nutriente, algumas pessoas podem não conseguir alcançar os níveis necessários. 

Isso pode acontecer por não conseguir consumir tais alimentos, como também por causa de alguns hábitos ou doenças que dificultam a absorção de vitamina D pelo corpo.

Alimentos e hábitos alimentares, como mastigar nozes de bétele e folhas de chá, beber muito chá ou café, consumir peixe cru e marisco regularmente podem reduzir a absorção de tiamina. Beber quantidades excessivas de álcool pode levar à deficiência de tiamina.

Nesses casos, geralmente é recomendado o uso de suplementos para que a pessoa consiga alcançar os níveis diários recomendados de vitamina B1. 

A dose recomendada de tiamina para homens é de 1,2 mg por dia e para mulheres com mais de 18 anos é de 1,1 mg. Recomenda-se que mulheres grávidas ou amamentando, de qualquer idade, consumam 1,4 mg por dia.

Deficiência de vitamina B1

A deficiência de vitamina B1, também conhecida como beribéri, ocorre quando seu corpo não tem vitamina suficiente. Seu corpo precisa de tiamina para ajudá-lo a quebrar os diferentes tipos de açúcar. Sem vitamina B1 suficiente, você pode experimentar uma variedade de sintomas que podem ser sérios.

Como muitos alimentos são suplementados com a vitamina B1, a deficiência de tiamina é rara. No entanto, a deficiência de tiamina é possível em algumas pessoas com doenças genéticas raras, em pessoas que fazem dietas muito desequilibradas, em alcoólatras e em algumas pessoas com doença renal.

Dependendo do nível de deficiência de vitamina B1, os sintomas podem variar muito. Existem dois tipos principais de deficiência de tiamina: beribéri úmido e beribéri seco.

O beribéri úmido inclui sintomas semelhantes aos da insuficiência cardíaca congestiva (a insuficiência cardíaca é uma deterioração da capacidade do coração de bombear sangue), incluindo dificuldade para respirar e inchaço na parte inferior das pernas. 

O beribéri seco afeta principalmente os nervos e tem sintomas que incluem fraqueza (perda de força) e paralisia.

A deficiência de tiamina é geralmente tratada com suplementos de vitamina B1 e por ajustes em sua dieta ou estilo de vida que ajudarão a prevenir uma ocorrência futura. Se a condição for descoberta precocemente e tratada imediatamente, é provável que haja uma recuperação completa. Nos casos em que a deficiência de tiamina não é tratada ou é tratada tardiamente, podem acontecer ​​complicações graves.

Sintomas de deficiência da vitamina B1

A deficiência de tiamina está associada a uma ampla variedade de sintomas, dependendo do tipo de deficiência de vitamina B1. 

Em um tipo de deficiência, conhecido como beribéri úmido, os sintomas são semelhantes aos da insuficiência cardíaca congestiva. Eles incluem dificuldade para respirar com exercício ou esforço ou ao deitar-se e inchaço nas pernas. 

Em outro tipo de deficiência de tiamina, o beribéri seco, os sintomas incluem fraqueza ou paralisia dos músculos ou membros, mudanças de pensamento, dificuldade em sentir vibração e outros sintomas do sistema nervoso.

Sintomas comuns de deficiência de vitamina B1 (beribéri úmido)

Se você tem deficiência de tiamina beribéri úmida, pode sentir sintomas diariamente ou apenas de vez em quando. Às vezes, qualquer um desses sintomas pode ser grave:

  • Dificuldade ao respirar
  • Dificuldade em respirar quando deitado
  • Dor e inchaço nas pernas (mais perceptíveis por marcas de longa duração na pele depois de tirar as meias)
  • Frequência cardíaca rápida (taquicardia)
  • Falta de ar

Sintomas comuns de deficiência de vitamina B1 (beribéri seco)

Se você tem deficiência de tiamina beribéri seca, pode apresentar sintomas diariamente ou apenas de vez em quando. Às vezes, qualquer um desses sintomas pode ser grave:

  • Confusão ou mudanças no pensamento
  • Dificuldade em sentir vibrações, especialmente em suas mãos e pés
  • Dificuldade em caminhar
  • Fala confusa ou arrastada ou incapacidade de falar
  • Dor generalizada
  • Equilíbrio e coordenação prejudicados
  • Dormência ou formigamento nos braços ou pernas
  • Movimentos oculares espasmódicos repetidos 
  • Vômito
  • Fraqueza (perda de força)

Sintomas graves que podem indicar uma condição com risco de vida

Em alguns casos, a deficiência de tiamina pode ser fatal. Procure atendimento médico imediato se você, ou alguém com quem estiver, tiver algum destes sintomas de risco de vida, incluindo:

  • Dificuldade ao respirar
  • Fala confusa ou arrastada ou incapacidade de falar
  • Paralisia ou incapacidade de mover uma parte do corpo

Causas da deficiência de vitamina B1

Para funcionar corretamente, seu corpo necessita da vitamina B1. Sem tiamina suficiente, uma variedade de sintomas pode ocorrer, resultando em morte se a deficiência for grave ou não tratada.

A deficiência de tiamina é causada por uma quantidade insuficiente de tiamina. Isso pode ocorrer de duas maneiras: ou muito pouca tiamina é consumida ou muita tiamina é perdida.

A maioria das dietas em países desenvolvidos é suplementada com vitamina B1, tornando muito rara a deficiência alimentar dessa vitamina. Em indivíduos com dietas incrivelmente pobres ou desequilibradas, como alcoólatras ou pessoas em países em desenvolvimento, é possível consumir uma dieta deficiente em tiamina. Em outros casos, uma condição genética ou renal pode resultar na perda de muita vitamina B1.

Fatores de risco para deficiência de vitamina B1

Vários fatores aumentam o risco de desenvolver deficiência de tiamina. A maioria das pessoas com fatores de risco não terá deficiência de tiamina porque é muito rara, especialmente em países desenvolvidos. Os fatores de risco para deficiência de vitamina B1 incluem:

  • Alcoolismo
  • Cirurgia bariátrica
  • Beribéri genético
  • Doença renal
  • Viver em um país empobrecido ou subdesenvolvido
  • Baixo status socioeconômico
  • Dieta pobre
  • Inanição

Tratamento para deficiência de vitamina B1

O único tratamento para a deficiência de tiamina é a suplementação de vitamina B1 e mudanças em quaisquer hábitos alimentares subjacentes que possam ter causado a deficiência. A suplementação de tiamina pode ser administrada por via oral ou por injeção, dependendo do tipo e da causa da deficiência de vitamina B1 que a pessoa possui.

Se identificado precocemente e tratado imediatamente, a maioria dos sintomas associados à deficiência de tiamina deve ser resolvida. Pessoas com deficiência de vitamina B1 devem receber monitoramento de longo prazo de seus níveis de tiamina para garantir que a deficiência não volte.

Excesso de vitamina B1

Estudos apontam que é improvável que a overdose de tiamina cause efeitos colaterais. Se você consumir muito, o excesso será eliminado na urina. Na verdade, não há limite máximo para a vitamina B1. Doses de até 50 miligramas parecem ser seguras.

A ingestão diária recomendada de tiamina é de 1,1 miligramas para mulheres adultas e 1,2 miligramas para homens. Mulheres grávidas e amamentando devem consumir cerca de 1,4 miligramas por dia. Embora seja improvável que a vitamina B1 cause reações adversas, não seria apropriado consumir a vitamina de forma exagerada.

Alguns suplementos dietéticos podem conter cloridrato de tiamina, uma forma de vitamina B1. Este composto também está disponível na forma injetável. Seus efeitos colaterais podem incluir irritação da pele e dos olhos, irritação do trato respiratório, danos aos olhos e paralisia espástica.

Você também pode sentir taquicardia, dor abdominal, erupção na pele, inchaço da face e outras reações alérgicas. Efeitos adversos leves, como náuseas, vômitos e diarreia também podem ocorrer.

O cloridrato de tiamina é prescrito para adultos e adolescentes com deficiência de vitamina B1. Esse composto, porém, é feito em laboratório e tem um perfil químico ligeiramente diferente do da tiamina na dieta. Em casos raros, a forma injetável pode causar parada cardíaca e reações alérgicas graves que requerem tratamento de emergência.

De acordo com pesquisas, um efeito colateral comum da overdose de tiamina é a dor de estômago. Além disso, tomar grandes doses de vitamina B1 ou qualquer outra vitamina B por um longo período pode afetar os níveis gerais de vitamina B na corrente sanguínea.

Além disso, certos medicamentos, como diuréticos, fenitoína e digoxina, podem afetar a absorção de tiamina e interferir na capacidade do corpo de usar esse nutriente. Se você estiver sob tratamento médico, faça exames de sangue regulares para verificar se há deficiências.

Benefícios da vitamina B1

A vitamina B1 desempenha um papel importante na produção de energia, que ocorre com carboidratos e gorduras depois de ter consumido em uma refeição.

A vitamina B1 é importante para o funcionamento correto de muitas funções corporais diferentes, como o trato digestivo e o sistema nervoso. Na verdade, sem a vitamina B1 em sua dieta, você pode ficar constipado ou ansioso. 

De acordo com pesquisadores do Centro Médico da Universidade de Maryland, as vitaminas do grupo B, incluindo a vitamina B1, trabalham juntas para apoiar a função saudável da pele, do cabelo, do fígado e dos olhos.

Além disso, veja outros benefícios que a vitamina B1 pode trazer para o seu corpo.

Vitamina B1

Previne a catarata

Evidências preliminares sugerem que a tiamina, junto com outros nutrientes, pode diminuir o risco de desenvolver catarata. Pessoas com muitas proteínas e vitaminas A, B1, B2 e B3 em sua dieta têm menos probabilidade de desenvolver catarata.

Obter vitaminas C, E e vitaminas do complexo B suficientes, especialmente B1, B2, B9 (ácido fólico) e B12, pode proteger ainda mais o cristalino dos olhos contra o desenvolvimento de catarata.

Previne o alzheimer

A falta de tiamina pode causar demência na síndrome de Wernicke-Korsakoff. Portanto, os pesquisadores especularam que a tiamina pode ajudar na doença de Alzheimer. Foi demonstrado que a tiamina oral melhora a função cognitiva de pacientes com Alzheimer. 

No entanto, a absorção de tiamina é pobre em idosos. Mais pesquisas são necessárias antes que a tiamina possa ser proposta como um tratamento para a doença de Alzheimer.

Previne a depressão

Os baixos níveis de tiamina estão associados à depressão. Em um estudo com adultos chineses idosos, níveis baixos de tiamina foram associados a um risco maior de depressão.

Ajuda a manter a saúde da pele e do cabelo

A vitamina B1 fortalece o sistema imunológico e acalma o sistema nervoso, ajudando a prevenir erupções na pele relacionadas ao estresse.

A vitamina B1 é um ingrediente poderoso encontrado em muitos produtos para pele e cabelo, especificamente aqueles que visam proteger a pele, controlar a acne e contribuir para a saúde e a beleza em geral.

Sua capacidade de ajudar na regeneração celular significa que sua pele permanecerá bonita e saudável. A tiamina ajuda a limpar a pele velha e prejudicial à saúde e permite que uma pele macia e suave cresça em seu lugar. Sua capacidade de reduzir surtos de pele seca e escamosa o torna um ingrediente eficaz.

Promove a produção de energia

O açúcar é a principal fonte de energia em nosso corpo, onde é oxidado para formar uma forma utilizável de energia devido à presença de vitamina B1. 

Esse processo parte de um sistema enzimático complexo denominado sistema da piruvato desidrogenase, que ajuda na oxidação do açúcar. Também é necessário para o funcionamento desse sistema enzimático, que libera energia para uma variedade de funções no corpo.

Previne Doenças Cardíacas

Essa vitamina ajuda na produção do neurotransmissor acetilcolina, que é usado para transmitir mensagens entre os nervos e os músculos e para garantir o funcionamento cardíaco adequado.

A deficiência de vitamina B1 pode, portanto, resultar em funções cardíacas irregulares. Quando administrada vitamina B1 por via intravenosa por sete dias, as pessoas que sofrem de insuficiência cardíaca congestiva apresentaram melhorias consideráveis ​​em seus ecocardiogramas, e isso prova que pode prevenir doenças cardíacas.

Alivia os efeitos do alcoolismo

A vitamina B1 pode combater as deficiências causadas pela cirrose, infecções, hipertireoidismo e outros efeitos do alcoolismo.

Onde comprar suplementos de vitamina B1

A vitamina B1 é um nutriente vital que seu corpo precisa para se manter saudável. A tiamina e outras vitaminas B são essenciais para a manutenção da saúde do coração, da pele, dos cabelos e dos olhos. 

Eles também desempenham um papel crítico em manter seu cérebro saudável. As vitaminas B ajudam a converter carboidratos, gorduras e proteínas em energia ou glicose. 

A boa notícia é que você pode obter tiamina suficiente em sua dieta. No caso de você precisar de um suplemento de tiamina, certifique-se de consultar um médico antes de iniciar qualquer regime de vitaminas para garantir que você tenha o equilíbrio correto de vitaminas B em seu sistema.

Caso o seu médico recomende o uso de suplementos de vitamina B1 você pode encontrar o melhor suplemento com o melhor preço com o buscador de preços da Cliquefarma.