Nutrição de cabelos e unhas

11/09/2019 0 Por Alana Dizioli

Nutrição de cabelos e unhas

Quando o assunto é nutrição dos cabelos e unhas, muito se tem a falar a respeito. Você já se perguntou quais as melhores táticas para deixá-los saudáveis e bonitos? Será que a alimentação e hábitos rotineiros pode afetar a saúde dos cabelos e das unhas? Confira este artigo que preparamos para você agora mesmo, vamos responder às principais dúvidas a esse respeito e te deixar por dentro de todo o necessário para ter cabelos e unhas de dar inveja! 

Tudo o que você precisa saber sobre tratamento de cabelo

 

Possivelmente, você tem algum tipo de reclamação para fazer sobre seu cabelo: seja oleosidade, pontas duplas, ressecamento, fios preguiçosos, cabelos quebradiços, opacos, muito volume, pouco volume e qualquer outro problema que todo mundo uma vez ou outra na vida enfrenta. É importante saber que muitos deles podem ser resolvidos e até mesmo evitados se seguirmos as recomendações de especialistas e deixarmos de lado certos hábitos que às vezes nem nos damos conta de que são os principais vilões. Veja só:

Prender o cabelo molhado

É claro que fazer isso de vez em quando não tem problema nenhum. “Manter o couro cabeludo molhado por muito tempo faz juntar fungos e criar caspa, além de enfraquecer a raiz e provocar a queda”, afirma o cabeleireiro Paulo César Schettini. Usar um leave-in e evitar bastante vento enquanto a cabeça não seca são medidas suficientes para evitar que o cabelo fique armado demais.

Não enxaguar o condicionador do cabelo

O condicionador é parte importante para a nutrição capilar, quando você usa shampoo, eles vão abrir as escamas do fio para permitir que o condicionador penetre para tratar e regenerar toda a estrutura capilar. Daí então, tanto o condicionador como outros cremes de tratamento ficam com a função de fechar estas escamas, o que vai deixar os fios mais sedosos e protegidos. 

 

O problema consiste em não enxaguar corretamente, porque os resquícios do produto vão danificar a estrutura capilar e não selar as escamas. Por isso aparecem cabelos com fios elásticos e quebradiços. Quando lavar os cabelos, na hora de enxaguar, veja se não ficaram vestígios do produto na água corrente e realize mais alguns enxagues se necessário até removê-los por completo.

Passar condicionador na raiz

Se ignorar a indicação de usar o condicionador apenas no comprimento e pontas do cabelo, ele vai colaborar para o aumento da oleosidade e fechar os poros do couro cabeludo, proporcionando um excesso de umidade e facilitar a incidência de caspa.

Uso incorreto do secador

Quando for secar os cabelos, procure manter o secador a cerca de 15 a 30 centímetros de distância da cabeça e sempre com a temperatura intermediária ou fria, nunca na máxima, isso evita de queimar e danificar os fios. Outra dica boa para a sua escova durar mais é evitar direcionar o jato quente para a cabeça, isso estimula a oleosidade na raiz e a lavagem do cabelo tem que ser feita antes.

Desembaraçar com o tipo errado de escova

As cerdas muito maleáveis são de manuseio mais difícil, além de quebrarem os fios. Por isso, os especialistas no assunto recomendam um pente com dentes bem largos e firmes, de preferência de madeira, ou uma escova do tipo raquete, que possuem as cerdas mais resistentes.

Passar a chapinha no cabelo molhado

Fique atenta a esse erro gravíssimo que só tem conserto, cortando! A gravidade de passar a chapinha nos cabelos molhados é tanta que dá para sentir os efeitos na mesma hora. Os fios são profundamente agredidos. Além de queimados, eles se quebram rapidamente. A recomendação dos especialistas é que antes de prancha-los, os fios precisam estar completamente secos, até mesmo úmidos é possível que os fios sejam seriamente danificados de forma irreversível! 

Lavá-los com água muito quente

A temperatura muito elevada da água pode causar irritações no couro cabeludo, o que estimula a produção de sebo e favorece a oleosidade, causas para até mesmo inibir o crescimento dos fios. O que você pode fazer é variar os shampoos e fazer uso de um tipo limpeza profunda 1 vez por semana ou a cada 15 dias que elimina as impurezas maiores, excesso de química e oleosidade e deixa o couro cabeludo respirar melhor.

Esquecer de hidratar os fios

A hidratação tem a capacidade de dar leveza e de realizar uma nutrição capilar, recuperando a maciez, o brilho e o aspecto saudável dos seus fios. Por conta do uso constante de químicas como tinturas, alisamentos, entre outros e ainda secador e chapinha semanalmente, por exemplo, é comum o cabelo ficar danificado. A hidratação reverte isso. E não pense que são só as madeixas cacheadas ou secas que merecem atenção, até mesmo cabelos oleosos precisam de hidratação específica para garantir a saúde dos fios.

Ficar muito tempo sem cortar

Muitos acreditam que seja papo de cabeleireiro para continuar tendo clientela frequente. Mas saiba que não é. A não ser que seu cabelo demore mais que o normal para crescer, 3 meses é o tempo médio de duração de um corte. Passando desse tempo, as pontas começam a abrir – as chamadas pontas duplas – e os fios quebram-se com facilidade. Os arrepiados aumentam o volume e os fios fracos começam a cair.

 

Saiba como fazer nutrição no cabelo de maneira correta

Também chamada de Umectação, saiba agora como fazer nutrição capilar e porque ela torna-se essencial para quem quer trazer brilho, alinhar as cutículas dos fios reduzindo o frizz, definir os cachos e reduzir o volume, evitar as temidas pontas duplas e ainda manter aquela hidratação natural dentro da estrutura do fio. Claro que existem outros tipos de tratamentos para o cabelo, como Hidratação e Reconstrução, o que muda nesses casos é a forma de realizar cada processo e qual deles o seu cabelo vai se adaptar melhor. Mas falamos sobre essas outras técnicas mais à frente. 

 

Algumas formas de nutrir os cabelos sem precisar sair de casa

 

Cabelos bastante ressecados e/ou danificados: usando óleo vegetal e máscara

O primeiro passo é lavar os cabelos com um shampoo de limpeza profunda (shampoo anti resíduos). Eles servem para remover mais a fundo as impurezas que ficam presas ao couro cabeludo e limpar a região de forma mais completa. Logo depois de enxaguados e ainda úmidos, você vai misturar 2 colheres de sopa de uma máscara de hidratação ou de nutrição com 1 colher de sopa de óleo vegetal (os mais comuns de serem encontrados são os de coco, de girassol e de oliva). O 3º passo é aplicar essa mistura ao longo dos cabelos, mecha a mecha, evitando a raiz. Deixe agir por 20 a 30 minutos e depois enxague bem finalizando com condicionador. É importante que o cabelo seque naturalmente depois.

 

Nutrição para todos os tipos de cabelos com manteiga vegetal

O primeiro passo para quem quer realizar essa nutrição é escolher qual a manteiga vegetal usar, existem muitas variedades, sendo as mais comuns, a manteiga de karité, que protege do ressecamento e auxilia na proteção contra a radiação dos raios UV, a manteiga de cupuaçu, que promove uma intensa absorção de água e de UVB/UVC e a manteiga de murumuru, que hidrata, amacia, controla o volume e ainda protege contra fatores de ressecamento externos como ações do tempo e tratamentos químicos.

Escolhida a sua manteiga vegetal favorita, derreta em banho maria e aplique da raiz às pontas do cabelo seco e sem lavar, deixe agir por, pelo menos 1 hora. O ideal é que você faça esse procedimento à noite e durma com a manteiga no cabelo, usando uma touca de banho e no outro dia pela manhã lave normalmente com shampoo e finalize com o condicionador.

É possível encontrar para comprar as manteigas vegetais tanto em lojas de cosméticos, quanto em farmácias ou lojas de produtos naturais.

 

Nutrição dos cabelos com máscara

Uma outra forma de fazer a umectação nos cabelos é utilizar apenas a máscara nutritiva. Lavando os cabelos normalmente antes, aplicando a máscara de nutrição (normalmente, elas vêm escritas que possuem algum óleo no rótulo como de coco ou oliva) por toda a extensão dos fios, depois é só deixar agir de 20 a 30 minutos e enxaguar bem. Finalizando com condicionador e deixando secar ao natural, terá um ótimo resultado, caso o cabelo não esteja tão danificado.

Diferenças principais entre Hidratação, Nutrição e Reconstrução dos fios

É perfeitamente normal você não saber identificar a diferença entre hidratação, nutrição e reconstrução no cronograma capilar. Muitas pessoas não sabem também e às vezes ficam confusas quando vão comprar seus próprios produtos e quando usar em cada etapa. Agora neste tópico, vamos esclarecer as diferenças entre esses tratamentos capilares e ainda indicar qual a melhor hora de se fazer cada um deles.

 

Hidratação 

A Hidratação capilar, é responsável pela reposição hídrica. Ou seja, é nessa etapa que nosso cabelo vai repor água. Seus benefícios são:

  • Brilho, 
  • maciez, 
  • redução de frizz.

 

Opte por usar produtos que tenham na composição: vitaminas, frutas, ervas, extratos vegetais, açúcar e seus derivados, Pantenol, Glicerina, Silicones e etc. Algumas substâncias bem naturais que você pode usar para potencializar a hidratação caseira são:

 

  • Mel
  • Aloe Vera (Babosa)
  • Vitaminas
  • Bepantol-
  • Glicerina
  • Extratos vegetais
  • Frutas
  • Cereais
  • Açúcar

 

E quando é ideal fazer? O ideal é Se o seu cabelo estiver levemente ressecado e com excesso de frizz, isso indica que ele pode estar precisando repor água. A hidratação vai devolver a umidade natural aos fios, hidratando-os e também devolvendo o brilho e a maciez. Vale ressaltar que as madeixas crespas e cacheadas são naturalmente ressecadas, pois por causa da estrutura dos fios, a oleosidade da raiz não consegue chegar até as pontas. 

 

Nutrição 

Serve para devolver lipídeos e óleo aos fios. Seus principais benefícios são:

 

  • Brilho, 
  • cutículas seladas, 
  • força, 
  • fim das pontas duplas e ressecadas

 

Podemos usar produtos à base de óleos ou manteigas vegetais, como já citados mais acima. O tutano pode ser acrescentado para potencializar essa etapa de nutrição. Eis os óleos mais usados para os procedimentos:

 

  • Azeite de oliva
  • Óleo de coco
  • Óleo de semente de uva
  • Óleo de abacate
  • Óleo de argan
  • Óleo de tutano

 

Quando devo fazer? A nutrição é um costume que deve ser feito sempre! Além de combater o ressecamento, ela também serve como medida preventiva para selar as cutículas dos fios e fazer com que os nutrientes fique mais tempo dentro deles.

 

Reconstrução 

Esta etapa serve para fortalecer o cabelo, repor proteínas e massa dos fios.  É ela que irá reestruturar a fibra capilar e reparar fissuras causadas por eventuais processos químicos que possam ter degradado e danificado a haste capilar. Seus benefícios são:

 

  • Fortalecimento e proteção dos fios.

 

O que usar? Desde que você saiba escolher os produtos adequados para tratar dos fios em casa mesmo, é possível conquistar resultados de uma reconstrução capilar profissional. Invista em:

 

  • Queratina
  • Colágeno
  • Arginina
  • Cisteína
  • Creatina

 

Mas como identificar quando fazer? Perceba que sempre que o cabelo estiver frágil ou quebradiço, antes e após processos químicos será a hora de partir para a reconstrução. O aconselhável é que se faça no máximo 1 vez a cada quinze dias (quando o cabelo estiver muito danificado, ou quando se usa químicas capilares). Em outros casos, o ideal é que seja feito apenas 1 vez no mês.

 

Observando que a Queratina em excesso pode deixar os fios quebradiços, por isso, use-a sempre com cautela!

 

E quanto às nossas unhas? É importante também prezar por certos cuidados se queremos elas fortes, bonitas e nutridas, não é mesmo? Acompanhe esse tópico com dicas práticas para ter as unhas do seu sonho! 

Como garantir a nutrição e ter unhas saudáveis e bonitas sempre

Se você está com unhas fracas e quebradiças os motivos podem ser inúmeros como: deficiência de nutrientes, falta de hidratação, contato com produtos de limpeza e até maus hábitos na hora da esmaltação. Veja algumas dicas para ter as unhas mais nutridas e fortes:

 

1 – Não roer as unhas – Além da unha conter muitas bactérias, pois está em constante contato com todo o tipo de superfície, a saliva é ácida, o que ajuda a enfraquecê-las ainda mais.

2 – Cuidados ao lixá-las Use de precaução com os movimentos de vai-e-vem e dose sua força. Mantenha o movimento da lixa em um único sentido e de forma contínua para evitar que as escamas da unha levantem.

3 – Cuidado ao polir – O polimento é válido para pessoas que tenham as unhas porosas e desniveladas, porém, esse procedimento que deve ser feito, no máximo, uma vez por mês, porque acaba deixando as unhas mais fracas. Se possível, use uma base niveladora com regularidade, isso pode dar uma amenizada no problema.

4 – Hidratar as cutículas – Hidratar as cutículas e as unhas, ajuda elas a crescerem mais saudáveis. O óleo de Argan é uma boa opção para isso, é necessário apenas pingar uma gota todos os dias antes de dormir.

5 – Hidratar as mãos também – Se a pele das mãos ficar ressecada, isso pode refletir diretamente nas unhas, o que pode prejudicar seu crescimento

6– Utilizar uma base com boa qualidade – Antes de comprar, procure se informar se o produto contém ativos que ajudam no crescimento e fortalecimento das unhas. 

7 – Fazer uso de uma base fortalecedora Caso as unhas estejam muito fracas, a base fortalecedora vai ajudar a resolver o problema.

8 – Usar luvas durante as tarefas domésticas – É o ideal para evitar o contato direto com os produtos químicos que contêm nos artigos de limpeza, afinal, eles também contribuem muito para o ressecamento e enfraquecimento das unhas.

9 – Contato contínuo com água e sabonetes enfraquece as unhas – A água muito quente também tem o poder de ressecar a pele.

10 – Evitar tirar as cutículas a cutícula é uma pele com um função bem específica que é a de proteger a unha em toda sua base. É ela que impede a entrada de bactérias, fungos e preserva o formato e a qualidade da unha. É possível usar o redutor de cutículas, e ainda assim manter seu corpo protegido.

11 – É importante utilizar removedores de esmalte que não contenham acetona – A acetona causa danos e deixa as unhas mais quebradiças.

12 – Pelo menos uma vez a cada 15 dias, deixar as unhas por pelo menos 24 horas sem esmalte Dessa forma, elas “respiram” um pouco descansam dos pigmentos, crescendo mais saudáveis.

13 – Manter suas unhas sempre que possível lixadas e hidratadas – Assim, as chances de quebra serão bem menores.

14 – Melhor mudar os esmaltes durante a gestação– Durante a gravidez, é comum que as unhas fiquem mais frágeis por conta de mudanças hormonais e da perda natural de vitaminas que passam da mãe para o bebê. Por isso é importante evitar o uso de produtos que contenham cânfora, por exemplo e optar por esmaltes FREE, que são livres de Formaldeído, Tolueno e DBP.

15 – No inverno – reforçar a higienização e o uso de base fortalecedora.

16 –  Ainda no inverno, optar por tons mais claros de esmalte – As cores mais intensas, como vinho ou vermelho, podem causar amarelamento das unhas se usados por muito tempo. Por isso, a importância de variar os tons mais claros no inverno. Esmaltes claros também são tendência para a estação, afinal, mesmo mais fria e intimista, pode se jogar, usar e abusar das cores nas mãos.

17 – Atenção plena na alimentação Além dos produtos que são utilizados nas mãos, a alimentação também reflete nas unhas. Um cardápio rico em frutas, verduras e legumes deixa seu corpo todo mais saudável, aposte nisso! Por isso que vamos ver agora sobre a importância da boa alimentação para a manutenção dos cabelos e das unhas.

A relação de hábitos de alimentação e suplementação vitamínica com uma boa saúde capilar e ungueal

É verdade que muito se ouve falar que a beleza vem de dentro e que a máxima “você é o que você come”, tem sua base de fundamento, ou seja, para ter um corpo todo bonito e atraente, é importante que você faça uma alimentação balanceada.

Pelo fato da sociedade moderna aparentar estar sempre correndo, os bons hábitos para uma qualidade de vida saudável acabam ficando em segundo plano para muitos, afinal, dar conta de trabalho secular, filhos, obrigações domésticas, vida social e ainda se forçar à uma rotina alimentar saudável, a prática de exercícios regulares, a ingestão correta de água diária e as boas noites de sono parecem não conseguir serem conciliadas na rotina acelerada de ninguém, não é mesmo? Por conta de toda essa correria desequilibrada, é então que nosso corpo começa a emitir os sinais: cabelos fracos, quebradiços, caindo e sem vida e unhas da mesma forma, não crescem, não brilham, estão sempre lascando…Isso também acontece com você?

Se você for mulher, sem dúvida essas preocupações, são constantes: corpo em forma, cabelos e unhas nutridos, viçosos, brilhando e cheios de vida. Isso causa uma pressão da sociedade em cima delas. Mas, você sabia que além de produtos e cosméticos, que podem sempre ser usados, a alimentação, e atualmente, a suplementação são as grandes aliadas da boa aparência?

Alguns alimentos e suplementos não melhoram apenas sua saúde e bem-estar, eles também cuidam de partes específicas do seu corpo.

Seus cabelos e unhas falam mais sobre sua saúde do que você imagina. Quando seu corpo está com alguma deficiência de vitaminas ou minerais, certamente os efeitos vão aparecer no brilho ou na força dos fios e na fragilidade ungueal.

O avanço da ciência nas áreas médica e nutricional desenvolveu comprimidos, líquidos e cápsulas gelatinosas que têm em sua composição vitaminas que fortalecem unhas e embelezam os cabelos, além de oferecerem uma quantidade extra de nutrientes para o seu dia a dia. Vitaminas como A, C, E e as do complexo B são essenciais para manter a beleza da pele, cabelos e unhas.

A vitamina A é responsável pela renovação celular. As vitaminas C e E, além do poder antioxidante, fazem parte da síntese de colágeno e também influenciam no crescimento de unhas e cabelos. O Zinco e o Selênio são minerais essenciais ótimos para bloquear os radicais livres e retardar o envelhecimento das células.

Já as vitaminas do complexo B contribuem para o crescimento, maleabilidade e maciez dos fios de cabelos. É por isso que, ao se tratar dos cabelos, a vitamina B5 é componente natural das madeixas saudáveis. O pantenol é convertido em B5 quando no cabelo, propiciando hidratação duradoura e, consequentemente, aumentando a sua resistência à quebra.

A Biotina, que também faz parte do complexo B, está assumindo um papel de destaque na área médica voltada para a Tricologia – área que estuda e trata dos cabelos -, isso se dá porque ela atua como coenzima nas reações de carboxilação, melhorando a flexibilidade e fortalecimento das unhas e tem demonstrado efeitos positivos nos cabelos, auxiliando no combate à temerosa queda deles.

Com venda livre em farmácias e lojas especializadas e certificadas pela ANVISA, as vitaminas agem mais como um suplemento do que como medicamento propriamente dito, potencializando os efeitos positivos dos produtos cosméticos e de uma alimentação saudável. Elas são as grandes aliadas da boa aparência como um todo, tanto do homem, como da mulher. Embora a maioria delas sejam produtos de última geração e de alta confiabilidade, elas não representam, por si só, uma dieta saudável. É muito importante que haja sempre uma orientação profissional adequada por médicos e/ou nutricionistas que poderão ajudar você na obtenção de uma melhor saúde e aparência do corpo, o que inclui os cabelos e a unhas.

Alimentos que ajudam na manutenção dos cabelos e unhas

1 – Peixes: Sardinha, atum e salmão, por exemplo, são ricos em ômega 3, um ácido graxo importante para a beleza. Eles beneficiam os cabelos, ajudando-os a crescerem saudáveis, previnem a queda e melhoram o brilho dos fios. E para as unhas, o ômega 3 faz com que elas cresçam saudáveis e fortalecidas, prevenindo também a descamação.

 

2 – Cereais integrais: Alimentos como a aveia, arroz integral, centeio, cevada, e outros, são responsáveis por fornecer uma boa quantidade de vitaminas do complexo B para o nosso organismo, beneficiando assim nossos cabelos, que crescem fortes e hidratados e previne a calvície. E nossas unhas, que são fortalecidos e estimuladas a crescer.

 

3 – Óleo de coco: Esse versátil óleo vegetal não precisa ser usado apenas na alimentação, ele já se tornou o queridinho e aliado da beleza devido o seu alto poder de hidratação quando usado de maneira tópica. Seus benefícios para o cabelo são os ácidos graxos e as vitaminas contidas nele, que ajudam a reconstruir e fortalecer os fios, garantindo brilho e maciez. Já para as unhas, ele previne o ressecamento, fortalece e favorece o crescimento e ajuda a amolecer as cutículas.

 

4 – Tomate: O fruto comumente presente na alimentação saudável, também pode ajudar a melhorar a sua aparência física. Ele hidrata os cabelos, fortalece e favorece o crescimento e ainda tem uma função anti caspa, o que diminui a coceira no couro cabeludo. E para nossas unhas, sendo rico em vitamina A, o tomate ajuda a mantê-las fortalecidas, diminuindo a quebra e o ressecamento.

 

5 – Abacate: A fruta é superpoderosa para a nossa saúde, é rica em gorduras boas e vitaminas A, C, D e E que ajudam a tornar o nosso corpo mais saudável e bonito. Os benefícios dela para os cabelos é que ela ajuda a hidratar e alinhar os fios, garante brilho, e ainda por cima, ajuda a prevenir o tão incômodo frizz.

 

Agora podemos ver uma lista de vitaminas e minerais que ajudam a deixar cabelos e unhas nutridos e onde mais facilmente os encontramos:

 

Vitamina C (Ácido ascórbico)

Encontrada em: acerola, laranja, limão, mamão, manga, melão, morango, goiaba, batata, vegetais de folhas verdes (couve-flor, couve galega, espinafre, repolho), pimentão;

 

B1 (Tiamina)

Encontrada em: fígado, coração miúdos, carne de porco, gema de ovo, presunto, nozes, levedo de cerveja e gérmen de trigo;

 

B2 (Riboflavina)

Encontrada em: fígado, rim, lêvedo de cerveja, espinafre, berinjela;

 

B3 (Niacina)

Encontrada em: peixe, fígado, ovos, amendoim, leite, cereais integrais, tomate;

 

B5 (Ácido pantotênico)

Encontrada em: ovos, rins, fígado, salmão e levedura;

 

B6 (Piridoxina)

Encontrada em: levedo de cerveja, farelo de trigo, germe de trigo, fígado, rim, coração, melão, repolho, melado, leite, ovo, carne;

 

Vitamina B8 (Biotina)

Encontrada em: frutas, frutos secos, gema de ovo, amendoim, fígado;

 

Vitamina B9 (Folato, Ácido Fólico)

Encontrada em: feijões variados e ervilhas, folhas verde escuro de vegetais como nabo verde, espinafre, alface, carne, tomate, cenoura, trigo e levedura;

 

B12 (Cianocobalamina)

Encontrada em: fígado, rins, leite, queijos processados, ovos e carnes;

 

Vitamina D

Encontrada em: óleos vegetais, gérmen de trigo, luz solar (converte pró vitamina D do organismo em vitamina D), leite, queijo;

 

Vitamina E

Encontrada em: gérmen de trigo, verduras cruas, iogurte, óleos vegetais, folhosos, amendoim, leite, manteiga, espinafre;

 

Vitamina K

Encontrada em: iogurte, alface, brócolis, verduras cruas, couve-flor, óleos vegetais, repolho, soja, espinafre;

 

Zinco

Encontrada em: leites e derivados, cereais, aveia, grão de soja;

 

Ferro

Encontrada em: açaí, brócolis, feijão, banana, melaço de cana, frutas secas, vegetais verde escuro – com exceção do espinafre;

 

Magnésio

Encontrada em: vegetais folhosos, cereais, grãos, sementes, leite, gérmen de trigo, centeio, farinha de soja, avelã;

 

Consuma regularmente esses alimentos em sua dieta.

 

A importância da suplementação vitamínica na saúde de cabelos e unhas

Muitas pessoas optam pela suplementação via oral para garantir certos benefícios para unha e cabelo, até porque não é sempre que nossa rotina apertada nos deixa livres para comermos de maneira saudável todos os dias, então certas suplementações podem ajudar a repor vitaminas e minerais que talvez nosso corpo não esteja nem fabricando e nem recebendo adequadamente por meio da alimentação.

 

Esses produtos normalmente são formulados com os ingredientes direcionados diretamente para a saúde específica de cabelos e unhas, mas nada impede de você combinar mais de um ou de que o suplemento que você optar vai melhorar somente estes itens, afinal, as vitaminas e minerais que costumam estar contidas nesses nutracêuticos auxiliam na melhora da saúde de uma forma geral.

 

Claro que apesar de vendidos sem receita médica, é sempre ideal procurar por orientação profissional a fim de realizar alguns exames para que o suplemento ideal para o seu tipo de problema ou dificuldade seja prescrito juntamente com a dose de posologia correta.

 

Você já procurou ajuda médica e agora busca pelo seu suplemento ideal? O Cliquefarma te ajuda a encontrar o melhor preço e condição de entrega nas farmácias e drogarias da sua região! Inicie sua busca já e qualquer dúvida, sinta-se livre para comentar que vamos vir lhe ajudar!