Selagem capilar

25/08/2020 0 Por Redação CliqueFarma

Ontem falamos sobre um procedimento de hidratação profunda nas madeixas muito utilizado e conhecido atualmente chamado Botox capilar. Hoje chegou a vez de falarmos sobre a Selagem capilar. O que é, para que serve, qual a diferença do botox e como fazer em casa? Nós vamos te contar tudo! Acompanhe até o final para não perder nada!

O que é selagem capilar?

Trata-se de um tratamento criado no Brasil à base de queratina, que tem a função de fechar as cutículas do fio (ou seja, ela sela a estrutura), quando elas são danificadas por processos químicos, como alisamentos e tintura. A selagem recupera a saúde dos cabelos trazendo mais disciplina, hidratação, resistência e brilho.

Selagem tem formol?

Muitas vezes tratamentos com o nome de selagem podem ser, na verdade, uma escova progressiva. Isso ocorre quando o produto contém em sua formulação, além da queratina, o formol. Nesses casos, esse procedimento também alisa o fio. O problema é que esse composto só pode estar presente em concentrações de 0,2% nos produtos, senão pode causar diversos efeitos colaterais, e normalmente nesse tipo de concentração ele não traz o efeito desejado.

 

Se a selagem tiver o intuito de alisar, mas contiver produtos alternativos para alisamento, como o tioglicolato de amônio e a etalonamina, substâncias semelhantes ao formol, mas que causam muito menos dano aos cabelos e à saúde, não há problemas, mas ela se torna, ainda assim, um alisamento.

 

Entre os danos causados pelo formol para saúde podemos listar queimadura, descamação do couro cabeludo, queda de cabelo, ardência nos olhos, falta de ar, tosse, dor de cabeça, enjoo, vômito, desmaio. No entanto, alguns produtos ainda podem ter formol em sua formulação. É fácil perceber isso quando o produto solta fumaça, já que esse produto tem um cheiro característico. Mas, para não ser pego de surpresa na hora, o ideal é pedir para verificar se na embalagem está escrito que contém formaldeído ou poliformol.

Outros nomes da selagem capilar

Blindagem capilar, selante.

Para que serve a selagem capilar?

A selagem capilar comum é indicada para pessoas que estão com os cabelos danificados e com as cutículas abertas por conta de procedimentos químicos e precisam de uma reposição intensa de nutrientes.

“O efeito da selagem capilar deixa os fios mais disciplinados e com menos volume, recuperando os cabelos de dentro para fora. Além disso, há uma redução no frizz”, esclarece Cristiano Peres, hairstylist do salão Walter’s Coiffeur.

Como fazer selagem no cabelo?

A selagem normalmente é feita com shampoo, condicionador e ampolas da mesma linha. O cabelo é lavado com os dois primeiros produtos e depois é secado e tem suas ampolas aplicadas. Então, é preciso uma fonte de calor para que esses produtos funcionem e fechem os fios, normalmente a chapinha, que é passada em cada mecha diversas vezes.

 

Quando o procedimento também tem intenção de alisar, o processo de passagem da chapinha ajuda a reorganizar as cadeias de enxofre dos fios, os tornando novamente lisos.

Sessões de selagem

A quantidade de vezes que a selagem para o fechamento das cutículas deve ser feita varia de acordo com o grau de danos do fio. O número de sessões vai depender do nível de sensibilização dos fios, e a periodicidade será determinada pelo profissional que fez a análise. No geral, ela pode ser feita a cada dois ou três meses.

 

Já a selagem com alisamento é feita em uma sessão só é repetida conforme o efeito passa, como a escova progressiva. “Muitas pessoas confundem os dois procedimentos. No entanto, a principal diferença é que a selagem capilar é voltada para tratar, enquanto a escova progressiva é indicada para alisar os fios”, explica o hairstylist Cristiano Peres.

Qual é o profissional apto a fazer a selagem capilar?

A selagem capilar é um procedimento complexo, que mexe com produtos químicos que pedem atenção. Por isso mesmo, ela deve ser feita com um cabeleireiro de confiança, e jamais deve ser feita em casa ou em um local em que você não confia.

Quais cuidados devem ser tomados antes da selagem capilar?

Não são necessários quaisquer cuidados especiais antes da realização da selagem capilar.

E após o procedimento?

Se o cabelo foi tratado com a selagem capilar sem alisamento, o único cuidado necessário é quando ele está muito danificado, o ideal então é deixar de fazer outros procedimentos nos fios, como tintura ou alisamentos.

 

Caso a selagem tenha o intuito de também alisar os fios, o mais indicado é que se evite usar shampoos de limpeza profunda ou antirresíduos, pois eles diminuem a duração do efeito deste procedimento.

 

Quando lavar os cabelos, use uma quantidade generosa de condicionador para diminuir a fragilidade dos fios. Hidrate frequentemente e evite fazer descoloração ou tingir os cabelos em intervalos curtos após a realização do procedimento, pois pode potencializar os danos. 

 

Se o cabelo ficar quebradiço e com frizz, pare de fazer o procedimento e espere o crescimento de novos fios que substituirão o cabelo danificado.

Selagem capilar tem contraindicações?

Se o cabelo estiver extremamente sensibilizado, a ponto de não poder se submeter a uma fonte de calor, esse procedimento não é recomendado.

 

Caso a selagem capilar seja acompanhada de alisamento, pessoas com couro cabeludo sensível e cabelos muito oleosos não devem fazê-la, por causar ainda mais sensibilidade e oleosidade no couro. Além disso, pessoas com cabelos virgens não são totalmente contraindicadas, mas normalmente não obtêm os melhores resultados ao fazer essa técnica.

 

Evite este procedimento se seu cabelo for muito crespo, já que o mesmo não funcionará para reorganização e alisamento dos fios.

Diferença entre selagem, progressiva e botox capilar

Por mais que muitas pessoas acreditem que tratam-se do mesmo procedimento, na verdade, eles não são iguais. Há diferenças em diversos aspectos e é importante saber esses detalhes para identificar qual tratamento é o melhor para o resultado que se deseja obter. Vamos analisá-los.

Por que confundimos esses tratamentos Progressiva, Selagem e Botox?

As dúvidas e as confusões que envolvem a definição desses tratamentos, são por conta dos efeitos parecidos que eles proporcionam para os cabelos logo que são aplicados. No geral, elas trazem igualmente o domínio dos fios, reduzindo o volume, eliminando o efeito frizz e auxiliando no alisamento dos fios capilares. Mas agora você detalhes de cada um dos procedimentos. 

 

A área da beleza coloca à disposição uma série de tratamentos para deixar as nossas madeixas ainda mais lindas. São tantas as técnicas existentes que a gente acaba se confundindo na hora de fazer a aplicação no salão. Ou, talvez, por falta de conhecimento, acabamos nos submetendo ao procedimento errado e, ao final, vem aquela sensação de “não era bem isso que eu queria”. 

 

Não dá para se enganar com esse tipo coisa. Pedir um botox ou selagem e sair com uma progressiva nos fios pode deixar qualquer cliente insatisfeita. Para que não haja confusão, vamos te mostrar a diferença entre cada um desses procedimentos para que você esteja ciente do que deseja fazer ao chegar no salão.

Progressiva

Se você tem cabelos ondulados, cacheados ou crespos e quer alterar o visual de forma impactante, o indicado é a progressiva. Essa técnica muda completamente a estrutura do fio, alisando a estrutura capilar.

 

A escova progressiva é um método para alisar, reduzir o volume e diminuir o frizz das madeixas. O efeito da técnica pode ser progressivo ou permanente, dependendo da técnica e produto utilizado. Assim, se faz necessário somente o retoque da raiz crescida: em torno de 3 a 4 meses já teremos uma raiz que permita ao profissional trabalhar de forma mais segura e saudável para seus cabelos.

 

As progressivas, geralmente, utilizam cerca de 0,2% de formol. Essa determinação foi limitada pela ANVISA, já que quantidades maiores causam sérios danos à saúde das pessoas que usam ou manipulam o produto.

 

A notícia boa é que existem no mercado Progressivas totalmente livres de formol, capazes de alisar os cabelos de forma saudável. Um bom produto, além de não conter formol em sua composição, também tem ativos de tratamento. 

 

Cabelos processados com progressivas de qualidade duvidosa tendem a ficar ressecados, com pontas finas e sem brilho. Para que isso não aconteça, especialistas sugerem marcas de progressiva de boa qualidade, desenvolvidas com tecnologia de ponta, que trate os cabelos antes e durante a transformação dos fios. Enfim, produtos que contenham em sua composição ingredientes como extrato de bambu, ácido hialurônico, bio.ester de manteiga de Karité e queratina hidrolisada, por exemplo.

 

Para o cuidado diário, pode-se usar uma linha completa derivada da mesma marca da progressiva, contendo, em sua formulação, ingredientes como o extrato de bambu, ácido hialurônico, queratina vegetal, PCA sódico e complexo Amazon Trat®, por exemplo, que trata intensamente os fios, disciplina, protege contra agressões químicas e promove o prolongamento do liso. Linhas assim também são uma excelente indicação para cabelos que apresentam volume excessivo e frizz.

Selagem capilar

Se você tem o cabelo volumoso, danificado, quebradiço, com frizz ou precisando de tratamento intensivo, a dica é a selagem. Muitas vezes ela é confundida com a progressiva, mas os objetivos são diferentes.

 

A selagem capilar tem a função de selar as cutículas dos cabelos, eliminando aquele aspecto de cabelo poroso, ressecado e sem brilho. Use uma linha de produtos que promova alto poder de selamento cuticular, nutrição, hidratação e revitalização.

 

Além disso, uma linha que contenha em sua formulação ativos nobres, como Dexpantenol quaternizado, queratina e extrato de diamante, dentre outros ativos que recuperam a saúde dos fios em uma única aplicação.

 

Para manter as madeixas sempre alinhadas, reconstruídas e com aquele brilho reflexivo, utilize a linha completa da mesma marca da selagem capilar.

Botox capilar

É um tratamento que repõe a massa capilar perdida, deixando os fios mais resistentes, hidratados e alinhados.

 

Devido à grande procura do nome ‘’Botox’’ a maioria das marcas adicionam ativos de transformação na fórmula para obter um efeito de semi-liso, ou seja, reposição de massa mais redução de volume.

 

Sugerimos que, antes de realizar algum tratamento com efeito ‘’botox’’, você converse com seu profissional da beleza e verifique se o produto a ser utilizado vai atuar somente como tratamento (ou seja, não alisa, apenas repõe a massa capilar) ou se vai fazer tratamento + redução de volume (alterando a estrutura natural dos fios).

 

Para deixar seu cabelo ainda mais bonito, especialistas sugerem linhas de botox capilar, que oferece cuidado diferenciado para as madeixas, promovendo efeito polido, sem nenhum fio fora do lugar, além de tratamento intenso e alto brilho, e não altera a forma natural dos cabelos.

 

Uma vez que você já sabe a diferença entre cada um desses procedimentos, avalie seus objetivos e faça uma análise rigorosa dos seus fios com um bom profissional.  E, precisando dos melhores produtos para os cabelos, conte sempre com o Cliquefarma

Grávida pode fazer selagem capilar?

A selagem comum, apenas com queratina, pode ser feita sim na gestação, mas o ideal é que seja após o terceiro mês. Porém, como sempre há chance do produto ter alguma quantidade de formol ou outros químicos alisantes, o ideal é que a gestante fotografe os ingredientes do produto e leve para análise de um dermatologista de confiança, que saberá orientá-la se o produto é ou não seguro. Essa ação é válida para não gestantes também.

Selagem pode estragar o cabelo?

O calor da chapinha deve se adequar ao nível de sensibilidade dos fios. O calor em excesso sobre um cabelo muito danificado pode sensibilizá-lo ainda mais. Além disso, a queratina em excesso pode causar enrijecimento dos fios, portanto é importante que o procedimento seja feito por um profissional de confiança.

 

Como já mencionamos, caso haja formol acima da concentração recomendada pela Anvisa, ou seja, 0,2% do produto, podem causar diversos problemas de saúde, como queimadura, descamação do couro cabeludo, queda do cabelo, ardência nos olhos, falta de ar, tosse, dor de cabeça, enjoo, vômito, desmaio, entre outros.

 

Além disso, alguns profissionais podem cometer um erro na hora de fazer a chapinha. Esses aparelhos podem atingir uma temperatura de 230 graus Celsius, enquanto os cabelos aguentam no máximo 200 ºC. Ao usar a chapinha na temperatura máxima, as fibras capilares são queimadas e o cabelo fica danificado, mas isso só é percebido após um tempo, quando o produto da progressiva começa a deixar os fios.

Antes e depois da selagem capilar

A selagem apenas com queratina pode melhorar a aparência de alguns tipos de cabelos e até torná-los mais alinhados e disciplinados, dando a impressão que alisa. Além disso, ela trará um brilho intenso aos cabelos, que estarão mais nutridos e saudáveis.

 

A selagem com alisamento terá os mesmos resultados de uma escova progressiva, os cabelos ficam lisos e sem volume, com uma redução no efeito frizz dos fios. Algumas vezes, porém, os cabelos podem ficar com um aspecto chapado, já que o volume e as ondas são totalmente retirados. Isso acontece porque a escova progressiva deixa um resíduo, que pode ir se acumulando nos fios, tornando-os cada vez mais lisos.

E você tem alguma experiência para nos contar fazendo uso de selagem capilar? Comente no box abaixo. Sua opinião é importante para nós!