Esfigmomanômetro

O que é Esfigmomanômetro?

20/09/2021 0 Por cliquefarma

O corpo humano é perfeito de várias formas! O nosso corpo funciona praticamente sozinho e, sempre que precisa de alguma coisa ele nos dá sinais de sua necessidade. Os sinais que mais vemos no dia a dia são de fome e sede.

O nosso corpo precisa de comida para absorver os nutrientes dos alimentos e assim manter um bom funcionamento. Da mesma forma ocorre com a água.

Mas não são apenas esses sinais que o nosso corpo nos manda. Sempre que há algo de errado acontecendo, o nosso corpo sempre nos avisa! É o caso da febre, por exemplo, a febre é um mecanismo de defesa que o corpo usa para eliminar corpos estranhos por meio da temperatura alta.

Outro sinal é a dor. A dor também é um mecanismo de aviso do nosso corpo para avisar que algo está errado em determinada região.

Esses são apenas alguns exemplos de como o nosso corpo sempre está se comunicando com a gente. Todos esses sinais são bem claros e conseguimos perceber sozinhos a necessidade do corpo, ou o alerta que o corpo está nos dando.

Mas existem outros sinais que exigem o uso de algumas ferramentas para detectá-los. É o caso da pressão arterial elevada ou baixa. Na verdade, o corpo dá até alguns pequenos sinais dessas condições, mas é necessário um aparelho para medir com exatidão esse problema, para que as medidas necessárias sejam tomadas.

O aparelho usado para medir a pressão arterial chama-se esfigmomanômetro. O nome pode ser difícil, mas o seu uso é essencial para medir e controlar a pressão arterial.

Nesse artigo vamos falar um pouco mais a respeito do esfigmomanômetro. Você vai conhecer mais detalhes sobre esse aparelho e aprender como usá-lo. Além disso, vamos te dar algumas dicas de como manter a sua pressão arterial nos níveis adequados, por meio de uma alimentação saudável.

Mas para entendermos como o esfigmomanômetro funciona, precisamos antes entender o que é a pressão arterial. Sendo assim, veja o próximo tópico para saber mais!

O que é pressão arterial?

O corpo humano é um sistema sincronizado de vários órgãos, sua orquestração funcional é um mecanismo de feedback controlado pelo cérebro. Um dos órgãos vitais, o coração funciona como uma bomba para empurrar o sangue em diferentes partes do corpo para fornecer oxigênio e nutrientes.

O sangue se move através de uma rede fechada de vasos sanguíneos, artérias e veias e exerce pressão em suas paredes. Esta pressão é denominada “Pressão Arterial”.

Em palavras mais simples, é a medida de quão arduamente o seu coração está trabalhando para atender às necessidades do corpo.

Esfigmomanômetro

Quais são as implicações da pressão alta / baixa?

A pressão arterial é considerada um dos sinais vitais de uma boa ou má saúde do corpo e é medida em milímetros de mercúrio (mmHg). Em um corpo saudável, considera-se que a maior pressão exercida pelo coração, quando bombeia, deve ser de 120mmHg (Pressão Sistólica).

Da mesma forma, a pressão mais baixa quando o coração repousa entre dois batimentos cardíacos deve ser de 80 mmHg (Pressão Diastólica). Quando a pressão arterial está consistentemente acima ou abaixo desses padrões, é considerada uma pressão alta ou uma pressão baixa e é chamada de “Hipertensão” e “Hipotensão”, respectivamente.

Ambas podem ocorrer devido a razões específicas, por exemplo, a pressão arterial baixa pode ser devido ao estado de doença do corpo. Mas, ambas podem ter implicações sérias como:

  • Longo prazo – risco de derrames, insuficiência renal, ataques cardíacos e cegueira.
  • Curto prazo – dores de cabeça frequentes, tonturas, visão turva e sangramento nasal.

A pressão alta é afetada por fatores como hereditariedade, nutrição, estresse, sono inadequado, temperaturas extremas e exercícios. O mais crítico deles é a rigidez das artérias com o envelhecimento biológico.

Uma das muitas coisas degenerativas que ocorrem no corpo devido à idade avançada é a perda de elasticidade das principais artérias. O coração tem que trabalhar mais para bombear o sangue, portanto, os níveis de pressão alta aumentam.

Manter um nível saudável de pressão arterial é crítico em todas as idades, especialmente na velhice. Os idosos podem fazer o mesmo fazendo o seguinte:

  • Manter um peso saudável
  • Alimentação saudável e hábitos sociais
  • Exercícios diários leves

O que é esfigmomanômetro e como funciona?

Um esfigmomanômetro é um aparelho que mede a pressão arterial. É composto por um punho de borracha insuflável que envolve o braço. Um dispositivo de medição indica a pressão do manguito. Um bulbo infla o manguito e uma válvula libera pressão. Um estetoscópio é usado para ouvir os sons do fluxo sanguíneo arterial.

À medida que o coração bate, o sangue forçado através das artérias causa um aumento na pressão, chamado de pressão sistólica, seguido por uma diminuição na pressão à medida que os ventrículos do coração se preparam para outro batimento. Essa pressão baixa é chamada de pressão diastólica.

O manguito do esfigmomanômetro é inflado bem acima da pressão sistólica esperada. Conforme a válvula é aberta, a pressão do manguito (lentamente) diminui. Quando a pressão da braçadeira é igual à pressão arterial sistólica, o sangue começa a fluir pela braçadeira, criando turbulência no fluxo sanguíneo e sons audíveis.

Usando um estetoscópio, esses sons são ouvidos e a pressão do manguito é registrada. Os sons do fluxo sanguíneo continuarão até que a pressão do manguito caia abaixo da pressão diastólica arterial. A pressão quando o fluxo sanguíneo parece parar indica a pressão diastólica.

Existem dois tipos de esfigmomanômetros. Os esfigmomanômetros digitais são automatizados, fornecendo leitura da pressão arterial sem a necessidade de alguém operar o manguito ou ouvir os sons do fluxo sanguíneo. No entanto, os tipos digitais são menos precisos.

Alguns profissionais de saúde usam digital para triagem, mas usam esfigmomanômetros manuais para validar as leituras em algumas situações.

Os esfigmomanômetros manuais consistem em dispositivos aneroides e de mercúrio. A operação desses dispositivos aneroides e de mercúrio é quase a mesma, exceto que os dispositivos aneroides requerem calibração periódica.

Quais são as partes do esfigmomanômetro

O dispositivo que é calibrado para medir a pressão arterial é conhecido como esfigmomanômetro ou medidor de pressão arterial, e é composto por:

  • Um manguito inflável para ser enrolado no braço, em uma altura vertical no mesmo nível do coração, para restringir o fluxo sanguíneo quando enrolado no braço.
  • Um mercúrio ou manômetro mecânico com uma coluna de vidro vertical contendo mercúrio ou um medidor, respectivamente.
  • Uma bola de borracha conectada ao manguito com um tubo para inflar o manguito.

Existem dois métodos básicos empregados para medir a pressão arterial: auscultatório e oscilométrico, consequentemente, classificados em dois tipos: medidores de pressão arterial manuais e digitais. Os manuais podem ser ainda bifurcados como mercúrio e aneroide com base na presença ou ausência da coluna de mercúrio.

Método auscultatório

Este método usa sons para identificar a pressão arterial sistólica e diastólica. O manguito enrolado no braço sufoca a artéria. Um estetoscópio é colocado na artéria braquial no cotovelo, para ouvir um som de batida quando a pressão do ar é lentamente liberada.

É causada pela pressão mais alta quando o sangue começa a fluir pela primeira vez após a oclusão. A pressão do ar é liberada até que o barulho não possa mais ser ouvido é conhecida como pressão arterial diastólica.

Método Oscilométrico

O processo é o mesmo do auscultatório, mas a única diferença é que não existe um dispositivo de escuta, como o estetoscópio, e o método é baseado na medição das oscilações causadas pelo pulso da pressão arterial.

Quando o sangue começa a fluir nos vasos, eles produzem oscilações e continuam até que o fluxo sanguíneo se normalize.

Tipos de esfigmomanômetro

Existem pelo menos dois tipos de esfigmomanômetros: o manual e o digital. Cada um deles possui suas vantagens e desvantagens. Conheça mais um pouco de cada um deles a seguir. 

Esfigmomanômetro manual

O monitor manual ou aneroide verifica manualmente sua pressão arterial. Ele tem um medidor que você lê olhando para um ponteiro no mostrador. A braçadeira envolve seu braço e você aperta um bulbo de borracha para inflá-lo com a mão.

Os monitores aneroides geralmente custam mais do que os monitores digitais. O preço varia de R$200,00 a R$1000,00. O manguito geralmente possui um estetoscópio embutido. Você não precisa comprar um separado. A unidade pode ter um recurso que facilita colocar o manguito com uma mão. Também é portátil e pode ser facilmente transportado de um lugar para outro.

Existem algumas desvantagens no monitor aneroide. É um dispositivo complexo que pode ser danificado facilmente e se tornar menos preciso. O dispositivo pode ser difícil de usar se não tiver um anel de metal para apertar a braçadeira. Isso é o que torna mais fácil colocar a braçadeira.

Além disso, o bulbo de borracha que infla a braçadeira pode ser difícil de apertar. Este tipo de monitor pode não ser o melhor para pessoas com deficiência auditiva, devido à necessidade de ouvir os batimentos cardíacos através do estetoscópio.

A vantagem desse dispositivo é a sua precisão. Geralmente ele é mais preciso que o medidor digital. No entanto, ele precisa estar bem calibrado para ter uma exatidão mais eficaz.

Esfigmomanômetro digital

Medidores digitais são mais populares para medir a pressão arterial. Frequentemente, são mais fáceis de usar do que os monitores manuais aneroides. O monitor digital possui um medidor e um estetoscópio em uma unidade. Também possui um indicador de erro. A leitura da pressão arterial é exibida em uma tela pequena. Isso pode ser mais fácil de ler do que em um medidor manual. Algumas unidades têm até uma impressão em papel que fornece um registro da leitura.

A inflação do manguito é automática ou manual, dependendo do modelo. A deflação é automática. Monitores digitais são bons para pacientes com deficiência auditiva, já que não há necessidade de ouvir os batimentos cardíacos através do estetoscópio.

Existem algumas desvantagens no monitor digital. Movimentos corporais ou frequência cardíaca irregular podem afetar sua precisão. Alguns modelos funcionam apenas no braço esquerdo. Isso pode dificultar o uso de alguns pacientes. Os monitores digitais são mais baratos na maioria das vezes. O preço varia de R$70,00 a R$300,00. Eles também requerem baterias.

Esfigmomanômetro

Como medir a pressão arterial com o esfigmomanômetro

Dependendo do medidor de pressão arterial que você escolheu para usar, a aferição da pressão pode ser bem simples. Mas antes de realizar a aferição, você precisa se atentar a algumas coisas importantes, para que a medição fique mais exata possível.

  • Espere 30 minutos após comer ou usar cafeína, álcool ou produtos de tabaco
  • Vá ao banheiro e esvazie sua bexiga
  • Descanse de 3 a 5 minutos e não fale
  • Sente-se em uma posição confortável, com as pernas e tornozelos descruzados e as costas apoiadas
  • Eleve o braço esquerdo ao nível do coração. Coloque-o sobre uma mesa ou escrivaninha e sente-se quieto
  • Enrole a braçadeira em volta da parte superior do braço nu. O manguito deve ser liso e confortável. Deve haver espaço suficiente para você deslizar a ponta do dedo sob o manguito
  • Verifique a colocação do manguito. A borda inferior deve estar 2,5 cm acima da dobra do cotovelo

Essas informações devem ser levadas em conta antes da aferição da pressão arterial, tanto para o esfigmomanômetro digital, como também para o esfigmomanômetro manual. A seguir veja como medir a pressão arterial em cada um dos dispositivos.

Esfigmomanômetro manual

Para realizar a aferição da pressão arterial com o monitor de pressão manual, siga os seguintes passos:

  1. Coloque os fones de ouvido do estetoscópio nos ouvidos. Os fones de ouvido devem estar voltados para a frente, em direção aos seus olhos.
  1. Coloque o disco do estetoscópio na parte interna do cotovelo.
  1. Encha o manguito apertando o bulbo de borracha. Continue pressionando até que o ponteiro do mostrador atinja 30 a 40 pontos acima da última leitura sistólica. A leitura sistólica é o número mais alto da pressão arterial.
  1. Infle o manguito rapidamente, não apenas um pouco de cada vez. Inflar o manguito muito lentamente causará uma leitura falsa.
  1. Afrouxe um pouco a válvula da unidade e lentamente deixe um pouco de ar sair do manguito. Esvazie o manguito de 2 a 3 milímetros por segundo. Se você afrouxar muito a válvula, não conseguirá medir sua pressão arterial.
  1. Ao deixar o ar sair pela braçadeira, você começará a ouvir os batimentos cardíacos. Ouça com atenção o primeiro som. Verifique a leitura da pressão arterial olhando para o ponteiro do mostrador. Este número é sua pressão sistólica.
  1. Continue a esvaziar o manguito. Ouça o seu batimento cardíaco. Você ouvirá seu batimento cardíaco parar em algum ponto. Verifique a leitura no mostrador. Este número é a sua pressão diastólica.
  1. Anote a medição em seu registro. A pressão sistólica vai à frente da pressão diastólica. Por exemplo, 120/80.
  1. Se você precisar repetir a medição, espere 2 a 3 minutos antes de começar.

Esfigmomanômetro digital

Para realizar a aferição da pressão arterial como o esfigmomanômetro digital, siga os seguintes passos:

  1. Ligue o aparelho para iniciar a unidade
  1. Nos modelos automáticos, a braçadeira insufla-se sozinha ao apertar um botão. Nos modelos manuais, é necessário inflar o manguito. Você faz isso apertando o bulbo de borracha em um ritmo rápido
  1. Depois que o manguito inflar, o dispositivo automático deixará o ar sair lentamente
  1. Olhe para a tela do visor para obter a leitura da pressão arterial. Ele mostrará suas pressões sistólica e diastólica. Anote a medição em seu registro. A pressão sistólica vai à frente da pressão diastólica. Por exemplo, 120/80
  1. Pressione o botão de exaustão para liberar todo o ar da braçadeira
  1. Se você precisar repetir a medição, espere 2 a 3 minutos antes de começar

Qual é o melhor esfigmomanômetro para usar em casa? Veja dicas de como escolher!

Se você decidir medir sua pressão arterial em casa, precisará de um esfigmomanômetro doméstico de pressão arterial. Existe uma grande variedade de monitores domésticos de pressão arterial disponíveis, mas é importante ter certeza de que o monitor de pressão arterial que você escolher é preciso e o certo para você.

Veja a seguir algumas dicas que podem te ajudar a escolher o melhor esfigmomanômetro para medir a sua pressão arterial em casa:

  • Pergunte ao seu médico: Se o seu médico pedir que você meça sua pressão arterial em casa ou que use um monitor ambulatorial de pressão arterial para diagnosticar hipertensão, ele fornecerá um monitor que você pode pegar emprestado por um determinado período de tempo.
  • Compre um monitor com manguito superior: Se você for comprar um monitor de pressão arterial doméstico, escolha um que meça a pressão arterial na parte superior do braço, não no pulso ou dedo. Os mais baratos custam a partir de R$150,00 e estão disponíveis na maioria das farmácias locais e também nas farmácias online.
  • Certifique-se de que a braçadeira é do tamanho certo para o seu braço: Certifique-se de que tem a braçadeira do tamanho certo para o seu braço. Deve envolver-se confortavelmente em torno de seu braço, com espaço apenas o suficiente para deslizar duas pontas dos dedos por baixo. A maioria dos monitores domésticos de pressão arterial vem com uma braçadeira de tamanho médio. Se o seu braço for particularmente maior ou menor do que a média, pode ser necessário comprar um manguito de tamanho diferente separadamente.
  • Certifique-se de que é aprovado pelo INMETRO: Se você estiver comprando um monitor de pressão arterial, certifique-se de que ele seja aprovado para uso pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia. Quando um medidor é aprovado pelo INMETRO isso significa que o monitor digital passou por uma série de testes para garantir que apresenta resultados nos quais você e seu médico podem confiar.
  • Certifique-se de realizar manutenção a cada 2 anos: É preciso de manutenção e calibração regulares para garantir que seja exato, geralmente, pelo menos uma vez a cada dois anos. Isso normalmente envolve enviá-lo de volta ao fabricante, que provavelmente cobrará uma taxa por isso. Se esta opção for muito complicada ou cara, pode ser mais fácil e barato comprar um novo esfigmomanômetro.
Esfigmomanômetro

O que fazer se você obtiver uma leitura de pressão alta?

Uma única leitura alta não é uma causa imediata para alarme. Se obtiver uma leitura ligeiramente ou moderadamente superior ao normal, meça a pressão arterial mais algumas vezes e consulte o seu profissional de saúde para verificar se há algum problema de saúde ou se pode haver algum problema com o monitor.

Se durante a aferição da pressão arterial os níveis atingirem 180/120 mm Hg, aguarde 5 minutos e realize a aferição novamente. Se os níveis continuarem altos depois da segunda aferição. Procure ajuda médica imediatamente, pois você pode estar tendo uma crise de hipertensão.

Se sua pressão arterial for superior a 180/120 mm Hg e alguns sintomas estiverem te acompanhando,  como dor no peito, dormência, fraqueza, dor nas costas, dificuldade de falar e, visão turva, não espere que a sua pressão diminua por conta própria. Procure ajuda médica urgentemente. 

Qual a dieta alimentar para combater a pressão alta?

Ao aferir a pressão arterial em casa ou no hospital, o seu médico pode descobrir que você tem pré-hipertensão ou hipertensão. Nesses casos ele vai te prescrever uma medicação para manter a sua pressão arterial em nível normal.

Mas a medicação não é a única solução para controlar a pressão alta. Seguir uma dieta para hipertensão com baixo teor de sódio e gordura saturada pode ajudar muito no controle da pressão arterial e pode até eliminar ou reduzir a necessidade de medicamentos.

É claro que você não deve eliminar a sua medicação por conta própria, esse controle e essa decisão devem ser feitas junto com o seu médico.

Você pode tentar as seguintes coisas para que a sua pressão arterial se mantenha nos níveis seguros para a sua saúde.

Reduza a ingestão de sódio

Uma dieta rica em sódio é uma das principais causas da hipertensão. É muito importante verificar os rótulos dos alimentos para verificar os níveis de sódio que foram adicionados ali, pois assim você pode ter certeza de que está mantendo a ingestão recomendada. Especialistas recomendam que o consumo diário de sódio deve estar abaixo das 2.300 mg.

Visto que os alimentos processados ​​são tipicamente mais ricos em sódio, pessoas que possuem hipertensão devem optar por alimentos frescos quando possível. Além disso, evite adicionar sal à mesa. Apenas algumas partículas podem somar. Um quarto de colher de chá de sal equivale a 575 mg de sódio, quase um terço da ingestão diária recomendada.

Em vez de sal de cozinha, opte por substitutos de sal ou suco de limão para adicionar sabor a pratos insossos.

Adicione a sua dieta alimentos ricos em fibras

Estudos demonstraram que a fibra pode ajudar a reduzir a pressão arterial elevada. Alimentos ricos em fibras incluem frutas e vegetais, bem como grãos inteiros.

Substituir o pão branco por opções de grãos inteiros é uma boa maneira de adicionar fibras à sua dieta.

Outras boas fontes de fibra incluem:

  • Frutas e vegetais 
  • Nozes e sementes
  • Legumes; feijão e lentilhas 
  • Grãos integrais, pão de trigo integral ou massa, arroz selvagem, cevada, quinoa

Preste atenção à comida ao comer fora

Pode ser difícil seguir um plano de dieta para hipertensão ao jantar fora. Sendo assim, seria interessante observar como a comida é preparada como uma indicação se ela é saudável para o coração ou não.

Veja como as coisas são feitas e escolha coisas grelhadas, cozidas, assadas ou no vapor, essencialmente, evite alimentos fritos.

Também é importante evitar adicionar sal extra à comida quando jantar fora, e se você está preocupado em seguir seu plano de dieta para hipertensão, você pode sempre solicitar mais opções saudáveis ​​para o coração e pratos com baixo teor de sódio.

Outras maneiras de baixar a pressão arterial

Além da dieta para hipertensão, existem outras estratégias para ajudar a diminuir a pressão arterial. Veja a seguir algumas dessas estratégias.

Exercício

O exercício regular é uma das melhores coisas que você pode fazer para baixar a pressão arterial. Sua meta inicial deve ser pelo menos 150 minutos por semana de exercícios de intensidade moderada. Para pessoas que não possuem o hábito de se exercitarem regularmente, pode-se começar com uma caminhada leve todos os dias e aumentar a intensidade gradualmente.

Além disso, atividades como natação, ciclismo e corrida também podem ajudar a manter o peso saudável e consequentemente controlar os níveis de pressão arterial.

Suplementos

As vitaminas C, B2 e B9 podem ajudar a reduzir a pressão arterial. Um suplemento dietético contendo L-arginina, que produz óxido nítrico, um potente vasodilatador que dilata os vasos sanguíneos, também pode reduzir a pressão arterial.

Remédios

Geralmente, são necessários medicamentos para controlar a hipertensão. Existem muitas classes diferentes de medicamentos para pressão arterial disponíveis. Frequentemente, um paciente precisa até mesmo de dois ou três medicamentos para controlar de maneira ideal sua pressão arterial.

Os medicamentos que reduzem a hipertensão incluem bloqueadores beta, bloqueadores dos canais de cálcio e inibidores da ECA.

Deixe seu médico saber os nomes de todos os seus outros medicamentos para que, quando você começar a tomar um novo medicamento para pressão arterial, as possíveis interações possam ser minimizadas.

Uma reação adversa comum é a pressão arterial muito baixa. Isso pode levar a tonturas, desmaios e quedas. Outros efeitos colaterais potenciais e interações medicamentosas podem incluir edema (inchaço), anormalidades eletrolíticas, insuficiência renal.

Perguntas

Ao longo deste artigo abordamos várias informações a respeito do esfigmomanômetro e seus usos. Bem como, informações a respeito da pressão arterial. Para que não reste nenhuma dúvida a respeito desses assuntos, separamos algumas perguntas frequentes e suas respectivas respostas para te proporcionar ainda mais informações.

Por que aferir a pressão arterial?

É muito importante aferir a pressão arterial principalmente se você possui problemas cardíacos ou sintomas que indiquem que você possui hipertensão. Nesses casos, a aferição da pressão arterial é essencial para realizar um tratamento adequado e até mesmo evitar complicações da hipertensão.

Como saber se minha pressão arterial está normal?

Você pode saber se a sua pressão arterial está normal por realizar a leitura da pressão arterial com um esfigmomanômetro. A pressão arterial normal é 120/80 ou inferior. A pressão arterial elevada é de 140/90 ou superior. Se sua pressão arterial estiver entre 120/80 e 140/90, você pode ter algo chamado pré-hipertensão. Isso significa que você corre o risco de desenvolver pressão alta.

Para que serve um esfigmomanômetro

Um esfigmomanômetro é um aparelho que é utilizado para realizar a leitura da pressão arterial. Esse aparelho é usado a muito tempo nos hospitais para medir a pressão arterial e, a alguns anos, as pessoas também estão usando esse aparelho em suas casas para ter um controle mais de perto da sua pressão arterial.

Por que especialmente os idosos precisam de um esfigmomanômetro em casa?

Com a idade, ocorre o desgaste das artérias e elas tendem a ficar rígidas, obstruindo o fluxo sanguíneo. Mesmo com uma pessoa idosa saudável, essas condições podem surgir silenciosamente, pois nenhum sintoma ocorre.

A melhor maneira de controlar essa possibilidade é manter um registro periódico da pressão arterial em casa. Os idosos podem manter um monitor doméstico de pressão arterial para medir a pressão arterial, o que os ajudará de várias maneiras.

Onde encontrar esfigmomanômetros com preços acessíveis?

Sem dúvidas o esfigmomanômetro é um aparelho essencial para pessoas que possuem pré-hipertensão, hipertensão, obesos e idosos. Se você é idoso ou possui alguma dessas condições, sempre tenha um aparelho monitor de pressão arterial por perto.

Além disso, especialistas recomendam que você tenha uma agenda com os registros das aferições de pressão arterial, para que você possa disponibilizá-los ao seu médico sempre que for preciso.

Os esfigmomanômetros podem variar bastante de preços, principalmente se você procurá-los nas farmácias locais. A melhor forma de comprar esse tipo de aparelho é pela internet, onde você pode encontrá-los com preços consideravelmente mais baixos.

Para te ajudar a encontrar esfigmomanômetros com os melhores preços da internet, experimente usar a ferramenta comparativa de preços da cliquefarma! Essa ferramenta pode te ajudar a encontrar tudo o que você precisa de forma prática, segura e com preços que cabem no seu bolso!

Gostou do nosso artigo? Então curta, comente e compartilhe essas informações com outras pessoas!