Pele com rosácea: entenda o que é e os principais cuidados 

mulher com rosácea (vermelhidão no rosto)
Índice do conteúdo
Índice do conteúdo
5/5 - (1 vote)

Se você lida com vermelhidão persistente, sensibilidade ao frio e ao calor e pequenos vasos sanguíneos visíveis em seu rosto, pode estar enfrentando a condição cutânea crônica conhecida como rosácea.  

Neste artigo, mergulhamos fundo na compreensão da rosácea e exploramos os cuidados essenciais para ajudá-lo a manejar essa condição e recuperar a autoestima. Acompanhe para descobrir como identificar os sintomas, aprender sobre os diferentes tipos de tratamentos disponíveis e obter respostas às perguntas mais frequentes sobre a rosácea. 

O que é rosácea? 

A rosácea é uma afecção cutânea crônica que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. Ela se manifesta principalmente no rosto, causando sintomas que incluem vermelhidão persistente, sensação de calor, vasos sanguíneos visíveis e, em alguns casos, pequenas protuberâncias. Fatores genéticos e emocionais, exposição solar excessiva, alterações na microflora da pele e hábitos alimentares podem desempenhar um papel no desencadeamento ou agravamento dessa condição. 

Características da rosácea 

A rosácea não se apresenta da mesma forma em todas as pessoas, o que pode dificultar seu diagnóstico. Pode muitas vezes ser confundida com acne. O diagnóstico é exclusivamente clínico e por análise das lesões. 

Existem diferentes tipos de rosácea, incluindo eritemato telangiectásica, pápulo-pustulosa, fimatosa e ocular. Cada tipo tem características distintas, como vermelhidão difusa, pápulas e pústulas, espessamento da pele e irritação ocular. Enquanto algumas pessoas podem reconhecer os sinais imediatamente, um diagnóstico médico é necessário para confirmar o tipo de rosácea e determinar o tratamento adequado. 

5 tipos de rosácea 

  • Rosácea: Caracterizada por vermelhidão e a presença de espinhas e pústulas 
  • Rosácea inflamatória: Caracterizada por vermelhidão intensa e pequenas espinhas sólidas (pápulas) Também são presentes protuberâncias superficiais que contêm pus (pústulas). 
  • Rosácea vascular: Caracterizada por vermelhidão e telangiectasias especialmente nas bochechas. 
  • Rosácea Ocular: Os sintomas de rosácea ocular podem incluir inflamação das pálpebras, membrana conjuntiva, íris, coceira, uma sensação de algo no olho (sensação de corpo estranho), vermelhidão e inchaço do olho. Geralmente a rosácea ocular é acompanhada de rosácea facial. 
  • Finofima de Rosácea: caracterizada por pele espessada e aumento do tamanho do nariz, em uma pessoa que tem rosácea. 
exemplo de rosto com e sem rosácea (vermelhidão na pele)

Quais são os principais sintomas? 

Os sintomas mais comuns da rosácea incluem vermelhidão persistente na pele, especialmente nas bochechas e nariz, acompanhada de vasos sanguíneos visíveis, sensação de calor e queimação na pele. Pode-se também observar pequenas protuberâncias semelhantes a acne, olhos irritados e secos em casos de rosácea ocular. A condição pode variar em gravidade e os sintomas muitas vezes são desencadeados por fatores como exposição solar ou excesso de frio, alimentos picantes, bebidas alcoólicas e estresse, podendo afetar não apenas a saúde física, mas também a autoestima e bem-estar emocional do indivíduo. 

Leia também:

➜ Dermatite seborreica no rosto: o que é e como tratar?

Diferença entre os sintomas de rosácea e acne 

A acne é caracterizada por espinhas, cravos e cistos que resultam da obstrução dos poros, comum em adolescentes e adultos, devido a flutuações hormonais e produção excessiva de óleo. Por outro lado, a rosácea se destaca pela vermelhidão persistente, vasos sanguíneos visíveis e sensibilidade da pele, muitas vezes afetando as bochechas e nariz. 

Rosácea tem cura ou pode ser controlada? 

Embora a rosácea não tenha uma cura definitiva, há uma variedade de opções de tratamento disponíveis para controlar seus sintomas, diminuir a inflamação e melhorar a aparência da pele. Os tratamentos podem incluir medicamentos tópicos, uso de dermocosméticos e comprimidos prescritos, como antibióticos, estes em casos mais graves.  

Além disso, mudança de hábitos e cuidados diários com a pele desempenham um papel crucial no gerenciamento da condição. Utilizar produtos suaves, calmantes, indicados para peles sensíveis e não comedogênicos, além de proteger a pele do sol, são passos importantes.  

É indicado utilizar um caderno de observação de fatores agravantes que desencadeiam a piora da doença para evitá-los no dia a dia, como consumo de álcool, exercícios pesados e uso de determinadas maquiagens.  

Pergunte ao Especialista 

O que faz a rosácea atacar?

A rosácea pode ser desencadeada por diversos fatores, incluindo exposição ao sol, excesso de frio, banhos quentes, alimentos picantes, bebidas alcoólicas e estresse. 

Quais os perigos da rosácea?

Além do desconforto físico, a rosácea pode impactar negativamente a autoestima e a saúde emocional. 

Como acabar com a rosácea do rosto?

Embora não haja cura definitiva, o tratamento adequado e cuidados com a pele podem ajudar a controlar os sintomas. A avaliação de um médico dermatologista é crucial para fechar o diagnóstico e tratamento da rosácea, a manutenção do tratamento pode ser feita com farmacêutico. 

Como eliminar a rosácea de forma natural?

Alguns produtos naturais, como chá verde e camomila, podem ajudar a acalmar a pele, mas é importante consultar um dermatologista antes de tentar qualquer tratamento caseiro, pois pode piorar a inflamação. 

O que não usar em pele com rosácea?

Evite produtos com ingredientes irritantes, como álcool e fragrâncias e corantes. Opte por produtos suaves e específicos para peles sensíveis. 

Quem tem rosácea pode usar protetor solar?

Sim, é altamente recomendado usar protetor solar de amplo espectro com FPS adequado para proteger a pele sensível da rosácea dos danos causados pelo sol. Especialmente os protetores solares físicos, que são mais indicados para peles sensíveis. 

A rosácea pode ser desafiadora, mas com o diagnóstico correto, tratamento adequado, acompanhamento e cuidados contínuos, é possível controlar seus sintomas e melhorar a qualidade de vida. Seja buscando tratamentos médicos ou incorporando hábitos saudáveis de cuidados com a pele, o caminho para uma pele radiante e confiança renovada está ao seu alcance.  

Lembre-se sempre de consultar um dermatologista para orientação personalizada e procurar seus dermocosméticos e medicamentos com o melhor preço no CliqueFarma! 

Júlia Corrêa

Júlia Corrêa

Graduada em Farmácia pela Universidade Vale do Rio Doce (Univale), de Minas Gerais, em 2010. Júlia Correa atuou em farmácias, hospitais, gestão de benefício de saúde e na indústria farmacêutica. Possui experiência como propagandista médico nas áreas de pediatria, dermatologia, infectologia e ginecologia. CRF/SP 59683

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe nas redes sociais

Últimas publicações
Em destaque