Peeling

Peeling – Deixando sua pele ainda mais bonita

29/04/2021 0 Por cliquefarma

Você já ouviu falar em peeling? Esse procedimento estético tem sido muito adotado por quem deseja ter uma pele limpa, macia e jovem, retirando as camadas grossas da pele e as células mortas, deixando-a livre de manchas, rugas e marcas causadas pela exposição ao sol e pela acne

Se você deseja saber mais sobre esse procedimento, saber se é seguro ou não e se você pode fazê-lo em casa, fique com a gente e acompanhe esse texto, pois vamos explicar tudo sobre ele e dar algumas dicas. 

O que é peeling 

O peeling é um procedimento estético que tem a finalidade de renovar as camadas da pele, removendo as células mortas por meio de substâncias químicas, feito por um profissional especializado ou feito de forma caseira, sem substâncias químicas, que atua como se fosse uma limpeza de pele e esfoliação. 

Esse procedimento é realizado para tratar a pele, eliminando as espinhas e os cravos, além de reduzir a oleosidade da pele, bem como clareá-la e diminuir os sinais de envelhecimento, linhas de expressão  e manchas, deixando uma pele saudável e rejuvenescida. 

Existem vários tipos de peeling e cada um deles é feito com um material específico e com uma profundidade diferente, eles são: peeling de cristal, ultrassônico, de diamante, de porcelana, químico, criogênico e neosensitive.   

Benefícios do peeling 

O peeling ajuda a melhorar a aparência da pele, pois a solução química que é aplicada faz com que ela se descame para que seja eliminada as células mortas, deixando a camada mais da pele mais nova,  mais lisa e menos enrugada do que a que foi removida. Esse procedimento pode ser feito no rosto, pescoço e mãos, ou seja, regiões que ficam mais expostas aos fatores externos, como o sol, por exemplo. E alguns de seus benefícios são:

  • Reduz linhas finas sob os olhos e ao redor da boca
  • Elimina rugas causadas por danos do sol e envelhecimento
  • Melhorar a aparência de cicatrizes leves
  • Ajuda no tratamento da acne e na eliminação de manchas causadas por ela
  • Reduz sardas e manchas escuras
  • Melhor a aparência da pele, deixando-a mais jovem 

Portanto, caso você sinta necessidade de tratar algum desses problemas que interferem na sua aparência estética, converse com seu médico dermatologista ou com sua esteticista para que possa ser explicado sobre os riscos, vantagens e desvantagens desse procedimento, bem como os cuidados que se deve ter depois de ele ser feito. 

Peeling caseiro: o que pode dar errado

Muitas pessoas preferem fazer esse procedimento estético em casa, por ser mais barato e não ser tão profundo quanto o feito por profissionais especializados, entretanto, ele vai apenas limpar a pele, fazer uma esfoliação e só remover as células mortas e resíduos e não vai ser tão eficiente quanto o peeling profissional. 

Nesse sentido, nunca, em hipótese alguma, use em casa os produtos usados pelos profissionais, se você não saber a técnica correta, pois se o procedimento for feito de forma inadequada, pode ocorrer: bolhas, ferida, manchas, queimaduras, alergias e irritação, ou seja, ao invés de tratar sua pele, vai machucá-la e ai, querendo ou não, você vai ter que consultar um profissional para que ele repare os danos. 

Peeling ultrassônico

O peeling ultrassônico é um procedimento de limpeza e renovação da pele de forma superficial, que não causa dor e que não prejudica as camadas da pele. Ele ajuda a remover as células mortas e resíduos de sujeira e maquiagem que se acumulam com o tempo. 

Esse peeling ultrassônico é utilizado para: descamação superficial da pele, higiene dos poros, oxigenação da pele, rejuvenescimento da pele, ativação da circulação da pele e clareamento de manchas. Ele é feito com o auxílio de um aparelho que vibra rapidamente e massageia a pele, deixando-a hidratada, macia e sem oleosidade, devido a uma corrente ultrassônica.  

Entretanto, ele não é indicado para ser feito: em pessoas com próteses metálicas, marca-passos ou outros dispositivos, mulheres grávidas, pacientes com câncer, com cardiopatia, com epilepsia, com inflamações,infecções e feridas na pele e com pele sensível. 

Esse procedimento serve para peles acneicas e oleosas, pois favorece a renovação do tecido, a produção de elastina e colágeno, eliminando as manchas, sem deixar que a pele vermelha, irritada ou descamada. Ele acontece em quatro etapas, quais sejam: esfoliação, hidratação, nutrição e tonificação. E, por ser superficial, não precisa de muitos cuidados específicos, basta usar o protetor solar depois da aplicação. 

Em outras palavras, esse peeling ultrassônico é: não invasivo, indolor, aumenta a produção de colágeno, elimina rugas, melhora a circulação sanguínea, reduz o tamanho dos poros, ajuda na ação de produtos hidratantes, reduz a incidência de acne, suaviza manchas e cicatrizes e ajuda no clareamento das olheiras. 

Peeling

Peeling rose de mer 

O peeling de rose mer é um procedimento que usa produtos advindos do Mar Morto, mais especificamente, de uma flor que fica no fundo dele. Essa flor é rica em vitaminas e minerais que atua diretamente na pele ajudando no seu tratamento, seja de acne, cicatrizes, manchas, melasma e estrias.  

Ela ajuda a eliminar as células mortas da pele, estimulando a produção de colágeno, deixando-a limpa, hidratada e sem oleosidade. Esse procedimento tem as seguintes vantagens: 

  • Estimula a produção de colágeno e de elastina;
  • Auxilia no tratamento da acne e do melasma;
  • Tem efeito esfoliante;
  • Ajuda no tratamento de estrias e cicatrizes; 
  • Ajuda no rejuvenescimento da pele;
  • Ajuda no tratamento de estrias e cicatrizes. 

Com isso, depois de feito o procedimento, deve ser evitada a exposição ao sol e, caso se exponha, deve ser usado protetor solar, bem como os sabonetes esfoliantes e ácidos devem ser evitados por um tempo.  

Peeling químico

O peeling químico é um procedimento estético feito com uso de ácidos sobre a pele para que a camada danificada seja retirada e promovendo o crescimento e o rejuvenescimento da cada vez mais nova e tem a finalidade de eliminar e reduzir as manchas, rugas e linhas de expressão causadas pelo tempo, além de aumentar a elasticidade da pele. 

Ele pode ser superficial, médio e profundo. Sendo que o primeiro remove a camada mais externa da pele, clareando manchas e sinais que aparecem com a idade. O peeling químico médio serve para tratar acne e rugas mais profundas. E o último, é usado para tratar danos mais profundos, como acnes internas e cicatrizes profundas. 

Esse procedimento não é indicado para pessoas diabéticas, mulheres grávidas e em período de amamentação e pessoas com feridas e herpes. Depois da aplicação, deve ser evitada a exposição ao sol por alguns dias e deve ser usado protetor solar. Os efeitos desse procedimento começam a aparecer cerca de 10 a 15 dias depois e nesse período é comum que a pele fique avermelhada e descamada. 

Esse tipo de peeling deve ser feito por um profissional especializado e em qualquer parte do corpo que a pessoa deseja retirar marcas e manchas e a depender da intensidade desse problema, deverão ser realizadas mais sessões, com pelo menos 15 dias de intervalo entre elas.

Durante o procedimento, pode ocorrer uma sensação de ardência e queimação, mas nada que não seja suportável. Além disso, o peeling químico não é indicado para peles negras, pois ela pode manchar, nesses casos, um profissional deve ser consultado para saber qual o melhor procedimento. 

Peeling do mar morto

O peeling do mar morto é um procedimento que utiliza materiais extraídos do mar morto, como a flor de rose mer. Ele vem sendo muito utilizado e cada vez mais ganha espaço no mercado. Ele tem uma ação enzimática e não é composta por ácidos e livre de agentes químicos, mas que ajuda na limpeza da pele, renovação da camada da pele e no clareamento de manchas. 

Esse tipo de procedimento pode ser usado em qualquer tipo de pele e por ser mais natural, não há contraindicação, mas é importante que pessoas com algum problema de saúde converse com o profissional antes de fazer esse peeling. E após o procedimento, a pele fica sensível, por isso deve ser evitada a exposição ao sol e usar muito protetor solar. 

Os benefícios desse peeling são:

  • Ajuda a fechar o os poros;
  • Elimina manchas;
  • Controla a oleosidade;
  • Renova as células; 
  • Ajuda no tratamento de acne e de estrias;
  • Aumenta a elasticidade da pele; 
  • Favorece a circulação da pele;
  • Prepara a pele para absorção de outros produtos. 

Peeling facial

O peeling facial é todo esse procedimento estético que ajuda a eliminar a pele grossa e danificada, facilitando a eliminação de células mortas e de sujeira que se acumulam, fazendo com que a pele fique limpa, jovem, hidratada e macia. 

Esse procedimento ajuda no tratamento de acne, limpa bem os poros, reduz e elimina manchas, rugas, linhas de expressão causadas pelo tempo e pela idade, ajuda a reduzir a oleosidade da pele, estimula a produção de colágeno e favorece a elasticidade da pele. 

Existem vários tipos de peeling facial, como o químico, o mecânico e o físico e cada um atua diretamente para um problema e uma intensidade, desde as peles mais sensíveis até as mais danificadas, sendo que alguns agem superficialmente e outros alcançam as camadas mais profundas. 

O peeling químico é feito com o uso de substâncias químicas, como alguns ácidos. Já o peeling mecânico é feito com aparelhos de microdermoabrasão ou lixas próprias e o peeling físico, geralmente é feito com aparelhos a laser.  

Alguns cuidados devem ser tomados após esse procedimento, confira: 

  • Coloque compressas frias em infusões de camomila sobre a área que foi feito o peeling;
  • Faça hidratações semanais para retirar as crostas residuais, diminuir o edema e facilitar a reepitelização;
  • Use de hidratantes com filtros solar diariamente;
  • Evite expor-se a luz solar, lâmpadas fluorescentes ou mudanças de temperatura.

Dessa forma, o profissional especialista nesses procedimentos vai avaliar o seu tipo de pele e indicar qual o melhor tipo de peeling para você e para os alcançar os efeitos que você deseja, bem como saber o tanto de sessões que serão necessárias. 

Importante lembrar que só o peeling facial não resolve todos os problemas, sendo necessário ter uma rotina de cuidados básicos com a pele, como a higienização com sabonetes próprios, remoção da maquiagem, uso de protetor solar e consultas frequentes ao dermatologista. 

Cuidados diários com a pele 

Apesar de o peeling ser um procedimento para tratar e melhorar a aparência da pele, ele deve ser combinado com outros cuidados para que tenha mais efeito, dentre eles estão: 

  • Lavar o rosto todos os dias, pelos menos duas vezes ao dia, com água fria e sabão neutro ou próprio para o seu tipo de pele; 
  • Evitar ficar passando a mão no rosto; 
  • Não tentar espremer as espinhas e cravos para que a pele não fique marcada; 
  • Usar protetor solar e evite ficar muito exposto ao sol;
  • Ter uma alimentação adequada e balanceada; 
  • Beber bastante água:
  • Retirar a maquiagem antes de dormir;
  • Fazer exercícios físicos regularmente;
  • Fazer consultas regulares com um dermatologista.

Com isso, sua pele estará sempre bonita e saudável e não precisará de muitos procedimentos invasivos para eliminar os problemas causados pelo tempo e pela idade, mas é importante lembrar que nenhum procedimento caseiro substitui o peeling profissional. 

Peeling

Peeling capilar

O peeling capilar é aquele feito do couro cabeludo, que, da mesma forma que nossa pele, também acumula sujeira e impurezas que deixam o cabelo opaco, sem vida e oleoso. Esses resíduos são provenientes do ambiente, do sol, do cloro, de processos químicos no cabelo e o uso contínuo de secador. 

Dessa forma, esse procedimento é usado para esfoliar o couro cabelo e eliminar as células mortas, deixando com que o cabelo cresça mais saudável e com brilho. O peeling capilar pode ser feito uma vez por mês ou a cada 40 (quarenta dias), dependendo de suas necessidades e pode ser feito em casa mesmo. 

Separamos uma receita de peeling capilar para você fazer agora mesmo, acompanhe: 

Peeling capilar de açúcar e mel

Ingredientes:

  • 1 colher (sopa ) de açúcar
  • 1 colher (sopa ) de semente de uva
  • 1 colher (sopa ) de mel

Modo de preparo:

  • Bata todos os ingredientes no liquidificador e aplique no couro cabelo úmido, massageando suavemente por dois minutos. 
  • Depois use xampu para remover a mistura dos fios.

Passo passo de como fazer o peeling capilar:

  • Comece lavando os cabelos com o shampoo de sua preferência.
  • Aplique a mistura ou produto escolhido para a esfoliação do couro cabeludo em toda a cabeça;
  • Com as pontinhas dos dedos, esfolie toda a área do couro cabeludo, fazendo movimentos curtos e circulares;
  • Enxágue e, se achar necessário, faça uma segunda lavagem com um shampoo cremoso;
  • Finalize com um pouco de condicionador e enxágue. 

Feito isso, você vai perceber como o seu cabelo ficará diferente, com mais vida, macio e com brilho e, se tiver dificuldade de crescer, o peeling atua estimulando o crescimento dos cabelos.

Peeling enzimático

O peeling enzimático ou biológico é uma técnica de tratamento no qual é utilizado um produto com ativo à base de enzimas, sendo um método menos agressivo que os ácidos, podendo até ser usado em peles mais sensíveis e durante o verão, já que os outros são recomendados fazer na época do ano em que menos tem incidência de raios solares.

Esse procedimento reduz a camada de queratina, proteína que deixa a pele mais grossa, sem brilho e com resistência à permeação de ativos, agindo na renovação celular, por suas propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes e emolientes. Promove, também, hidratação imediata, manutenção do equilíbrio hídrico da pele, estimulando a produção de colágeno, além de remover queratinócitos envelhecidos e outros componentes proteicos, favorecendo o processo de limpeza profunda.

O peeling enzimático faz uma esfoliação suave, removendo células mortas da superfície cutânea e estimulando a renovação celular. Indicado para o tratamento de acne, melasma, manchas e linhas finas de expressão, além de estimular a produção de  colágeno e da elastina. 

Este procedimento é natural,  rico em antioxidantes e tem a função de promover o rejuvenescimento, deixando a pele macia e saudável. Suas enzimas renovam as células envelhecidas. E ainda, oferece maior segurança e irritabilidade mínima, não apresentando os efeitos indesejáveis dos esfoliantes químicos, que deixam a pele super sensível e avermelhada. 

Por ser mais natural, não há contraindicações, mas sempre converse com o médico especialista sobre suas condições para saber se ele recomenda ou não. A quantidade de sessões do peeling enzimático vai depender do seu tipo de problema e quais os resultados que deseja obter.  

Peeling elétrico

O peeling elétrico é um procedimento que uma técnica inovadora para tornar mais eficaz o rejuvenescimento da pele, reduzindo e melhorando as rugas, linhas de expressão, flacidez, olheiras, manchas, além de promover um clareamento e uniformização do tom da pele. Sua aplicação não causa danos às camadas inferiores da pele, sendo menos agressivo.

Para esse procedimento é usado um gás ionizado com íons e elétrons e ao ser aquecido e em contato com o oxigênio produz o plasma, um emissor de ondas elétricas de corrente alternada ou contínua que atinge somente o estrato córneo do tecido epidérmico.

Ele é rápido e não incomoda, já que um anestésico é aplicado na região em que será feito o peeling elétrico. Sua principal finalidade é ajudar no tratamento de: acne, cicatrizes, verrugas, quelóides, estrias, fibromas, rugas e linhas de expressão, remoção de tatuagem, manchas brancas.

Peeling de diamante 

O peeling de diamante é um procedimento mecânico, ou seja, utiliza um equipamento próprio que possui uma ponteira diamantada, como se fosse uma lixa, que promove uma microesfoliação da pele, removendo a camada externa da pele, estimulando a renovação do tecido.

Esse procedimento atua fazendo com que as células mortas que ficam na camada mais superficial da pele sejam removidas e a estimulam a produção de colágeno e elastina. Depois de feito, a pele vai ficar avermelhada e descamar, por isso é recomendado que se evite a exposição ao sol o uso de protetor solar.

Esse tipo de peeling é usado no tratamento da acne, cicatrizes, marcas, estrias, oleosidade da pele, deixando a pele hidratada, jovem e saudável, além de reduzir as linhas de expressão e rugas causadas pelo tempo e pela idade.

O peeling de diamante é indicado para todos os tipos de pele, seja adolescente, adulto ou com mais idade, pois não é um procedimento agressivo e atua na camada superficial da pele e a quantidade de sessões vai variar de acordo com o nível do problema a ser tratado. 

Peeling a laser 

 O peeling a laser ajuda a eliminar as camadas superficiais da pele, estimulando a regeneração das células proporcionando o rejuvenescimento e também ajudando a eliminar as manchas, imperfeições, linhas de expressão e rugas que aparecem com o tempo. E o nível de profundidade desta aplicação vai depender do tipo e grau do problema a ser tratado, bem como a quantidade de sessões.

Depois de realizado o procedimento, você deve seguir alguns cuidados básicos, como por exemplo:

  • Não tome sol, pois a pele fica sensível e deve ser protegida para evitar ferimentos e manchas;
  • Não use produtos abrasivos, a não ser que seu médico oriente;
  • Se alimente e se hidrate bem, para que a pele se regenere rapidamente

Receitas de peeling caseiro 

Peeling caseiro de açúcar com azeite

Ingredientes:

  • 1 colher (sopa) de açúcar cristal
  • 1 colher (sopa) de azeite extravirgem

Modo de preparo e aplicação:

  • Coloque os dois ingredientes em um recipiente pequeno e misture com uma colher até formar uma pastinha homogênea. Antes do banho, aplique com leves massagens circulares sobre a pele levemente umedecida.
  •  Tome cuidado para não pressionar demais. A aplicação pode ser feita em todo rosto com atenção especial à área dos olhos, pescoço e boca, onde a pele é mais fina.
  • Em seguida, tome o banho normalmente, sem aplicar sabonete nas regiões onde foi feita a esfoliação. 
  • Faça essa esfoliação preferencialmente à noite. Mas, se fizer durante o dia, passe imediatamente após o peeling o protetor solar.

Peeling com Aspirina 

Ingredientes:

  • 3 Aspirina
  • 1 colher de (chá) de óleo de coco
  • 1 colher de (chá) de vinagre de maçã

Modo de preparo:

  • Em um recipiente, amasse bem a aspirina até virar um pozinho. 
  • Depois de amassar bem adicione o óleo de coco se o seu óleo estiver sólido basta aquecer um pouquinho para derreter o óleo.
  • Misture com a aspirina amassada até ficar homogênea.
  • Adicione o vinagre de maçã a sua mistura, mexe todos os ingrediente até ficar uma mistura homogênea.
Peeling

Perguntas:

Quando fazer peeling?

O peeling é um procedimento estético que vai ajudar a melhorar a aparência da pele, deixando-a mais jovem e livre de sinais e manchas. Por isso, deve ser feito quando essas imperfeições estejam deixando a sua autoestima baixa e com aparência mais velha. 

Muitos fatores podem causar o surgimento dessas imperfeições na pele, como a idade, a exposição ao sol, algum acidente que deixa cicatriz, bem como as estrias e melasmas. Quem quer ter uma pele perfeita, se incomoda muito com essas marcas e quando isso acontece, é hora de fazer o peeling. 

O peeling pode ser de vários tipos e profundidades, sendo que cada um vai agir de maneira específica para cada tipo de problema e nível de gravidade. Eles devem ser feitos por um profissional especializado, como um esteticista ou um dermatologista, pois o uso inadequado dos produtos podem machucar sua pele, já que requer certa técnica. 

Embora haja como fazer peeling caseiro, com produtos que você tem na sua casa, esse não substitui o que é feito pele profissional e serve apenas como uma limpeza e esfoliação da pele, mas, da mesma forma, o peeling não substitui os cuidados diários básicos que se deve ter com a pele, como a correta higienização e o uso de protetor solar. 

Então, quando você resolver fazer o peeling, converse antes com o especialista e explique seus motivos e possíveis problemas de saúde que você tenha para que ele avalie seu caso e recomende o melhor procedimento de acordo com suas necessidades. É importante lembrar que após o peeling, a pele fica sensível devendo ser evitado se expor ao sol e se fizer, use protetor solar. 

Porque fazer peeling?

O peeling é um procedimento estético que está relacionado com a autoestima e a aparência e quando alguma imperfeição te incomoda, é hora de recorrer a esse procedimento. Ele é feito quando o paciente não quer se submeter a uma cirurgia para tratar o problema, quando as manchas e marcas da pele te atrapalham, quando as linhas de expressão e rugas dão à pele uma aparência mais velha e quando a sua pele está flácida.

Ou seja, o motivo de fazer peeling é para melhorar a aparência e se sentir bem novamente, já que esses sinais causados pelo tempo, idade, exposição ou acidentes te fazem se sentir mal e já que existe essa tecnologia, porque não usar, não é mesmo? 

De qualquer forma, antes de fazer esse procedimento, lembre-se de que deve ser feito com um profissional especializado e que você deve expor todas as suas condições e sensibilidades para que ele faça o procedimento adequado para seu tipo de pele e o problema a ser tratado. 

Não se esqueça que o peeling não substitui os cuidados diários com a pele e nem esse cuidados são tão eficientes quanto o peeling, devendo eles ser combinados para que sua pele fique sempre saudável e hidratada. 

O que fazer quando o peeling queima a pele?

O peeling, por ser um procedimento que descama a pele e a deixa hipersensível, quando os produtos são usados de maneira inadequada, pode acontecer que a pele se queime, isso também acontece quando pessoas sem técnicas usam os produtos que precisam ser usados por profissionais especializados. 

Por isso que, antes, durante e depois do peeling é necessário ter cuidado e fazer alguns processos específicos para evitar que isso aconteça. Mas caso isso aconteça, procure imediatamente o seu dermatologista ou esteticista para que ele faça o tratamento adequado, deixando a pele hidratada para que a cicatrização ocorra o mais rápido possível. 

Sendo assim, antes de fazer esse procedimento estético, procure um especialista habilitado para que ocorra tudo bem e não queime sua pele, mas se vier a acontecer, não se preocupe, pois, mesmo que seja mais delicado, os danos serão reparados e sua pele voltará ao normal. 

Quanto custa um peeling?

O peeling pode custar entre R$150 (cento e cinquenta reais) e R$300,00 (trezentos reais) para os casos mais simples. Entretanto, nos mais complexos podem chegar a custar até R$1500,00 (mil e quinhentos reais), dependendo do lugar e do problema a ser tratado. 

O peeling deve ser aplicado por um profissional especializado, como dermatologista ou fisioterapeuta dermatofuncional, para evitar complicações graves como queimadura da pele. 

Importante lembrar de nunca usar produtos do peeling profissional em casa, pois o fato de não saber as técnicas pode, ao invés de melhorar sua pele, causar danos que precisarão ser tratados. 

Onde fazer peeling

No nosso buscador e comparador de preços Cliquefarma, você pode encontrar diversos lugares e profissionais habilitados que realizam esse procedimento.  Com apenas um clique, você encontra as melhores informações sobre isso. 

E, aí? Gostou do texto? As dicas foram úteis? Não se esqueça de curtir e compartilhar com seus amigos e com seus familiares! E, se restar alguma dúvida, deixe um comentário ou entre em contato conosco!