Fio Dental – Essencial para a saúde bucal

18/02/2021 0 Por cliquefarma

Ontem foi dia de falarmos do Enxaguante Bucal e hoje chegou a vez do Fio Dental. Você sabe a real importância dele para a boa manutenção da higiene da sua boca? Sabe quais as melhores marcas, como escolher e como utilizá-lo corretamente? Então confira o artigo que o Cliquefarma preparou para você na íntegra que a gente te explica tudo! 

Para que serve o fio dental?

O fio dental é muito importante na manutenção da higiene da nossa boca. Sempre ouvimos os dentistas falarem de seu valor, muitas vezes até maior do que a própria escovação! Mas você sabe para que ele realmente serve? Simples, para remover as pequenas porções de alimentos e micro-organismos que ficam entre os vãos dos dentes e que não podem ser removidos pela escova.

A placa bacteriana é formada justamente por partículas restantes desses alimentos, juntamente com bactérias que não foram removidos pelo fio dental e que podem atacar nossa gengiva, causando inflamações como a gengivite, por exemplo, responsável por sintomas bastante incômodos: vermelhidão, inchaço, dor durante a escovação e sangramentos.

Por que usar o fio dental é importante?

Muitas pessoas sentem dificuldades ou até mesmo ficam com preguiça de utilizar o fio dental diariamente, acreditando que somente realizando uma boa escovação após as refeições e antes de dormir já seja suficiente para manter a higiene da boca em dia. No entanto, nem usar o fio algumas vezes por semana ou sequer uma vez por dia é o bastante para que você garanta a saúde bucal!

Dentistas recomendam que ele seja utilizado pelo menos duas vezes ao dia, após as principais refeições. Isso, porque é comum as pessoas pensarem que a escovação alcança certas áreas da boca como os sulcos gengivais, por exemplo – área entre a gengiva e o dente -, visto que existem algumas escovas com cerdas extremamente finas e que prometem chegar à áreas de difícil acesso. Porém, a placa bacteriana é responsável por causar tanto a cárie contra outros tipos de doenças periodontais e ela vive sendo produzida constantemente, então o fio dental deve ser passado mais de uma vez também.

É verdade que a tecnologia hoje, permite a criação de escovas cada vez mais modernas e avançadas para ajudarem a realizar uma higienização super completa. Mas a verdade é que, nenhuma delas ainda consegue penetrar totalmente nos vãos tanto entre os sulcos gengivais, quanto entre os próprios dentes para que se consiga eliminar os resíduos que restaram dos alimentos.

Mas e se meus dentes forem bem espaçados? Ainda preciso de fio dental?

Pode ser que por terem dentes espaçados, a pessoa acredite que não é necessário utilizar o fio dental, mas isso não é verdade. A placa bacteriana se forma da mesma maneira no sulco gengival e acreditar erroneamente que ele é desnecessário no seu caso pode acarretar em doenças, tais como gengivite, uma inflamação da gengiva que causa até perda óssea ao redor dos dentes, chamada periodontite, mau hálito e cárie. 

Por isso, prevenir tudo isso é o melhor caminho! Tendo dentes espaçados ou não, utilize o fio dental da mesma maneira porque somente ele irá acessar certas superfícies da boca que outros meios não conseguem.

Fio Dental

Preocupe-se com a saúde dental como um todo

Quando estiver focado na manutenção da sua higiene bucal, lembre-se também de áreas pouco mencionadas, como as bochechas, línguas e céu da boca. Essas áreas também podem acumular placa bacteriana e até mesmo contaminar os dentes e gengiva causando as doenças que nós já mencionamos anteriormente.

A saúde bucal precisa de uma atenção como um todo, além da importância da escovação de dentes e passar o fio dental, não se esqueça dessas áreas pouco citadas porque sem uma boa higienização delas, poderemos ter sérios problemas.

Quais os tipos de fio dental?

Há um tipo de fio dental que é mais estreito e largo, conhecido como fita dental. Suas variantes podem diferenciar entre com e sem sabor e brancos ou coloridos. E existem também os fios especiais que combinam duas partes, uma fina e uma grossa e flexível, própria para ser usada em aparelhos ortodônticos ou em próteses dentárias.

Seu dentista pode indicar o uso da fita dental caso seus dentes sejam mais espaçados, pois pode ser mais confortável, porém, caso o espaço entre elas seja mínimo, é possível que o próprio fio dental encerado e mais fino fique mais fácil de manusear. Agora se o paciente fizer uso de aparelho ortodôntico ou prótese dental, possivelmente o dentista vai indicar o uso de um fio dental especial e então vai ajudá-lo a escolher qual o ideal em cada caso específico.

Pode ser que algumas pessoas tenham dificuldade em utilizar o fio por causa da dificuldade em abrir a boca, ou mesmo em manusear corretamente. A nossa dica é procurar o quanto antes um dentista, relatar o problema para ele e então pedir ajuda. Dessa forma, será possível que o mesmo forneça um pequeno treinamento, ensinando o jeito certo de segurar e de passar o fio por entre os dentes para que a pessoa não fique sem utilizar esse item tão importante na manutenção da higiene bucal!

Conservando o fio dental

Como o fio dental é um produto que vai entrar diretamente em contato com a sua boca, é de extrema importância que você tome alguns cuidados com a sua conservação para evitar contaminá-lo e, consequentemente, contaminar sua boca também.

Por exemplo, mantenha-o sempre guardado dentro da caixinha que vem na embalagem, isso o protegerá de agentes contaminantes, proteja a embalagem do sol e da umidade também e sempre verifique se está dentro da data de validade porque alguns deles vêm com substâncias, como o flúor que podem passar por alterações. Sempre utilize com as mãos limpas, não o deixe em cima da pia para não correr o risco de contaminação e só retire de dentro da caixa protetora a quantidade exata que for utilizar.

Verifique qual o tamanho do fio dental

Existe um tamanho correto para utilizar? A resposta é que não. Isso é muito relativo e pode variar de pessoa para pessoa. A única coisa que você precisa ter cuidado é que ao passá-lo entre os dentes, cada uma das partes deve estar limpa para não correr o risco que a placa bacteriana ou resíduos alimentares se espalhem pela sua boca.

Para segurá-lo com firmeza, você pode enrolar uma parte no dedo indicador de uma das mãos e no médio de outra, ou no indicador de cada uma das mãos, mas essas não são regras, tente fazer de um jeito que ache confortável para você e que o fio dental fique seguro nas suas mãos para que você consiga utilizá-lo de maneira eficiente.

Assim que você estiver com ele certinho enrolado em seus dedos, comece por uma das partes da boca e siga uma sequência para não esquecer nenhum espaço entre os dentes e entre os sulcos. E então, após feitos todos os espaços interdentários passados, vá para a arcada seguinte.

Não esqueça de passar o fio gentilmente no sulco gengival e continuar deslizando ele contra o dente, no sentido da gengiva para que a placa e as partículas de alimento sejam removidas da maneira correta e ele seja retirado dos espaços.

E se o fio dental fizer minha gengiva sangrar? É melhor parar de usar?

Não deixe de usar o fio dental mesmo que a gengiva sangre. Algumas pessoas acreditam que ele é causado devido a algum machucado pelo fio e param de usá-lo, o que é um equívoco, pois os sangramentos ocorrem devido a alguma inflamação da gengiva pré existente e deixar de usá-lo só vai fazer com que essa inflamação piore.

É verdade que pode haver algum trauma em decorrência do uso do fio, no entanto, eles são pontuais e perceptíveis no momento em que ocorrem, sem contar que o sangramento é bem diferente quando há presença de gengivite ou periodontite, pois eles acontecem em vários locais.

Qual a ordem correta de passar o fio? Antes ou depois de escovar os dentes?

Muitas pessoas têm essa dúvida e, inclusive, acabam realizando a ordem inversa, no entanto, pelo fato do fio dental favorecer os espaços interdentais a reterem o flúor do creme dental, o ideal é que se passe antes da escovação.

O que resulta da higienização

Para observar se os dentes estão limpos após a higienização, você pode utilizar o bom e velho espelho, analisando se eles estão lisos, visto que dentes contaminados por placa bacteriana costumam ficar mais ásperos e com aspecto rugoso. Mas é claro que só isso não é o suficiente, afinal, às vezes você pode estar realizando todos os procedimentos e mesmo assim, estar deixando algum canto de difícil acesso sem higienizar. É por isso que as visitas regulares ao dentista são tão importantes e as limpezas devem ser feitas aproximadamente a cada 6 meses, no máximo!

Estatísticas sobre o uso do fio dental 

Como pudemos entender até o momento, uma boa limpeza e manutenção da saúde bucal não pode ser feita apenas com a escova. A escova de dentes, o creme de dente, os enxaguantes bucais e o fio dental são aliados essenciais e cada um tem a sua função a desempenhar. Todavia, pesquisas feitas pelo Datafolha mostram que apenas 57% dos brasileiros utilizam o fio.

Algo muito sério que não podemos ignorar, por exemplo, é o fato do Ministério da Saúde apontar que 60% das crianças já tiveram cárie com até 5 anos de idade. Muita coisa, não é? Se o fio dental fosse incentivado a ser usado de maneira correta desde o início, talvez essa estatística seria diferente. Outra coisa bem incômoda que pode ser evitada simplesmente por adotar o hábito simples de se usar periodicamente o fio dental é a gengivite. 

Pesquisas comprovaram que pessoas que passaram a usar fio dental todos os dias possuem menos sangramentos do que aqueles que não utilizam ou só fazem uso da escova de dentes.

Outro benefício do fio dental é reduzir aquela incômoda gengivite que causa vermelhidão e dor na gengiva devido à inflamação. Pesquisas, através de experimentos, mostram que pessoas que o utilizam regularmente possuem menos sangramento na gengiva do que quem apenas utiliza a escova de dente.

Fio Dental

Como fazer para escolher fio dental ideal

Este tópico vai analisar alguns aspectos para analisarmos antes de escolher o melhor fio dental para o nosso caso. Circunstâncias como usar ou não aparelho ortodôntico e implante, assim como tamanhos e texturas podem ser decisivos na hora de optarmos pelo modelo. Vamos ver.

O tipo de acordo com a nossa preferência

O mercado oferece diversas opções para escolhermos, inclusive para pessoas que utilizam aparelho, existe um modelo diferenciado que não pode interferir nos fios e ajudam a passar pelas frestas de maneira a não danificá-lo. Vamos ver os modelos para ter uma ideia do que pode te agradar:

Sabemos que existem vários tipos de fio dental no mercado, alguns para quem usa aparelho ortodôntico e outros para quem não usa. O fio dental não pode interferir no aparelho e precisa passar nas frestas mais apertadas entre os dentes. Conheça alguns a seguir.

Um filamento, com haste ou múltiplos filamentos – Fio dental do tipo comum

O fio dental como normalmente é aquele indicado para quem não usa aparelho e que não tem implante. Dentre eles, você pode decidir se prefere os de filamentos únicos ou de múltiplos. O de filamento único é aquele que chamamos de fita dental, mais largo, achatado e resistente, ideal para dentes mais separados.

O fio com múltiplos filamentos é conhecido por várias pessoas por ser o mais comum e popular, por ser feito com diversas fibras fininhas de nylon, ele consegue se deslizar com mais facilidade e limpar uma área maior de uma vez, por isso é indicado tanto para quem tem dificuldade como para dentes bem juntos. 

Já o tipo o com haste é para aqueles que querem conforto e comodidade na hora de passar o fio. Eles contam com uma prática haste de plástico ou borracha que segura o fio e o deixa pronto para passar. Se ela for ergonômica e o fio fino e macio, seu conforto será ainda maior!

Para aparelho ortodôntico

Uma boa opção de fio dental para quem usa aparelho ortodôntico é o fio soft pick parecido com uma escova fininha e macia. Caso seus dentes tenham frestas largas, ele não irá prejudicar a estrutura, vai ajudar a remover os resíduos com conforto e esse seria o tipo de fio ideal para você.

Outro modelo de fio interessante é o super floss que é feito em 3 partes: uma parte rígida para inserir abaixo do aparelho, o fio que é para limpar os espaços entre os dentes e os sulcos gengivais e uma redinha que têm fibras esponjosas para alcançar os cantinhos de difícil acesso. Esse modelo também pode ser usado para pessoas que possuem próteses, coroas ou pontes, por exemplo. 

Fio dental com ou sem sabor?

Também é possível escolher opções de fio dental com e sem sabor. Os sem sabor costumam ser na cor branca, mas existem alguns fios diferenciados com sabor de menta, por exemplo, e até mesmo coloridos para deixar o momento de cuidar da higiene bucal mais divertida e descontraída.

O sabor de menta é popular e pode dar aquela sensação gostosa de refrescância e limpeza no hálito, deixando um tempo mais prolongado. Mas existem pessoas que são sensíveis a isso ou que têm sensibilidade e alergias, neste caso, devem procurar pelos produtos neutros mesmo.

Já ouviu falar em fio dental encerado? Ele pode te ajudar!

O fio dental encerado pode ser um aliado para quem alega ter dificuldade na hora de deslizá-lo por entre os dentes. Ele vêm embebido em uma substância que parece mesmo uma cera tornando-o simples de passá-lo sem dificuldades por entre os espaços, eliminando a necessidade de aplicar força demais nas mãos e diminuindo as chances de machucar a gengiva.

Mais indicado para quem tem dentes bem juntos, com os sulcos gengivais mais estreitos, assim, o fio encerado ajuda a não colocar muita pressão e não pressionar a gengiva.

O tamanho e quantidade depende de alguns fatores

Normalmente, cerca de 40 cm são suficientes para passar o fio dental em todos os dentes utilizando espaços limpos para cada um sem maiores intercorrências. Os especialistas afirmam que normalmente as marcas disponibilizam os fios para venda que podem variar de 25 até 70 metros.

Aí é necessário você avaliar o custo-benefício para você e os membros da sua família. Por exemplo, quantas pessoas utilizam e qual a frequência que cada um utiliza. Porque às vezes compensa pagar um pouco a mais por uma embalagem de fio dental que contenha 50 m, por exemplo.

As versões diferenciadas como super floss e soft pick normalmente são comercializadas por unidade e você deve escolher alguma que contenha pelo menos 30 para que garanta o suficiente para uma vez por dia ao mês, mas analise o que você acha que compensa mais para você, o que não pode é ficar sem um suprimento de fio.

O que podemos concluir até agora?

Depois de tudo isso, se você não tem utilizado o fio dental de maneira correta, vai começar a usar agora mesmo, não é? Pense na saúde da sua boca e de como inserir esse hábito diariamente é importante para manter seus dentes saudáveis e um sorriso bonito! Portanto, se não tem um estoque de fio dental aí na sua casa, vai correndo comprar agora mesmo!

Fio Dental

Onde comprar?

Você pode encontrar várias marcas de fio dental no nosso buscador e comparador de preços Cliquefarma. Aqui, com apenas um clique, você encontra o melhor preço e a melhor condição de entrega do seu medicamento ou produto dependendo da região em que mora. Acesse agora mesmo e adquira o seu!

Comente no box abaixo qual a sua marca favorita de fio dental e se ainda restou alguma dúvida depois de ler nosso artigo. Sua opinião é importante para nós!