Menor preço de Apomorfina você encontra no Cliquefarma

0 ofertas encontradas para Apomorfina

Neste momento nenhumas das nossas drogarias parceiras possuem este produto.

Amoxina

ATENÇÃO: O texto abaixo deve ser utilizado apenas como uma referência secundária. É um registro histórico da bula, rótulo ou manual do produto. Este texto não pode substituir a leitura das informações que acompanha o produto, cujo fabricante podem mudar a formulação, recomendação, modo de uso e alertas legais sem que sejamos previamente comunicados. Apenas as informações contidas na própria bula, rótulo ou manual que acompanha o produto é que devem estar atualizadas de acordo com a versão comercializada porém, no caso de qualquer dúvida, consulte o serviço de atendimento ao consumidor do produto ou nossa equipe.


 

Indicação:

Para que serve Amoxina? Tratamento das infecções causadas por germes sensíveis à ação da amoxicilina.

 

Contra Indicação:

Quando não devo usar este medicamento? Pacientes com história de reações alérgicas e hipersensibilidade às penicilinas, nos casos de infecções por Staphylococcus penicilinorresistentes e nas produzidas por bacilo piociânico, rickéttsias e vírus.

 

Posologia:

Como usar Amoxina? Adultos e crianças acima de 12 anos: 2 cápsulas de 250 mg de 8 em 8 horas. Crianças de 3 a 12 anos: 1 cápsula de 250 mg de 8 em 8 horas. Adultos e crianças acima de 12 anos: 1 cápsula de 500 mg de 8 em 8 horas.
Suspensão oral: crianças até 3 anos: 1 colher de café (125 mg = 2,5 ml) de 8 em 8 horas. Crianças de 3 a 12 anos: 1 colher de chá (250 mg = 5 ml) de 8 em 8 horas. Adultos e crianças acima de 12 anos: 2 colheres de chá (250 mg = 5 ml) de 8 em 8 horas. A posologia deve ser aumentada, a critério médico, nos casos de infecções graves.
Para crianças pesando 40 kg ou mais, deve ser administrada a posologia de adulto. A absorção de Amoxina não é afetada pela alimentação, portanto Amoxina pode ser administrada às refeições.

 

Efeitos Colaterais:

Quais os males que este medicamento pode me causar? Como ocorre com outras drogas da mesma classe, espera-se que as reações desagradáveis estejam essencialmente limitadas a fenômenos de hipersensibilidade. Eles são mais prováveis de ocorrerem em indivíduos que tenham demonstrado hipersensibilidade às penicilinas e naqueles que tenham histórico de alergia, asma, febre do feno ou urticária.
As seguintes reações adversas foram associadas a usos de penicilina: gastrintestinais: náusea, vômito e diarréia.
Reações de hipersensibilidade: rash eritematoso e urticária, que podem ser controladas com anti-histamínicos e, se necessário, corticosteróides sistêmicos, sempre que tais reações ocorrerem, a amoxicilina deve ser descontinuada a não ser que o médico seja contrário à interrupção do tratamento. Hepáticas: um aumento moderado do S.G.O.T. foi relatado, mas a significância deste achado é desconhecida. Sistema sangüíneo e linfático: anemia, trombocitopenia, púrpura trombocitopênica, eosinofilia, leucopenia e agranulocitose foram relatadas durante a terapia com penicilina.

 

Superdosagem:

O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada deste medicamento? É improvável que ocorram problemas de superdosagem com Amoxina. Se aparecerem, sintomas gastrintestinais e distúrbios no balanço hidroeletrolítico poderão ser evidentes. Nestes casos, o tratamento é sintomático. A amoxicilina pode ser removida da circulação por hemodiálise.

 

Composição:

Pó para suspensão oral de 250 mg: cada 5 ml desuspensão oral contém: amoxicilina 250 mg; veículo q.s.p. 5 ml; cápsula. Cada cápsula de 250 mg e 500 mg contém, respectivamente: amoxicilina 250 mg e 500 mg; excipiente q.s.p. 1 cápsula.

 

Confira as novidades e preço de remédios nas nossas redes sociais:

Filtro

Tipo de Busca